Os 10 valores fundamentais de um profissional para a Nova Economia

Para quem ficou parado no tempo e perdeu a capacidade de se adaptar, essa Nova Economia pode significar um risco iminente de extinção

Joana Cortez Administradores.com,
iStock

A forma de se fazer negócios nunca mudou tanto como nos últimos anos. No centro dessa transformação radical está o surgimento de novas tecnologias que dão aos consumidores um poder sem paralelos na história. Com um celular nas mãos, clientes dão o tom nas relações entre eles e as marcas.

Isso não só torna esse relacionamento mais dinâmico, com mudanças constantes de cenário, como também faz com que a vida das companhias seja mais complexa. Nunca foi um tempo tão bom para ser cliente.

Mas lembre-se que por trás dessas empresas também estão pessoas. Clientes usando o crachá de funcionários, tão assustados com essas transformações quanto as empresas para as quais trabalham. Elas também lutam para se adaptar à Nova Economia.

Para quem ficou parado no tempo e perdeu a capacidade de se adaptar, essa Nova Economia pode significar um risco iminente de extinção. Mas para quem está preparado para abraçar as novas condições do mercado, as possibilidades são quase ilimitadas.

Novas empresas, que já nasceram digitais, vêm ganhando espaço ao mesmo tempo que as empresas da “Velha Economia” buscam se reinventar para também surfar a onda desse novo cenário tão promissor – ou apenas sobreviver nele.

Nos dois casos, a chave para o sucesso são, de novo, as pessoas. Os times que essas empresas vão montar para encarar condições e demandas de um mercado em constante mudança são determinantes. E, para complicar um pouquinho mais, mudanças que ainda vão acontecer cada vez mais rápido e de forma mais intensa.

A grande pergunta é: você tem na sua equipe as pessoas certas para enfrentarem esses desafios? E mais: você está preparado para este novo cenário?

Para ajudar a responder os questionamentos, a Organica People mapeou as características mais importantes para detectar e avaliar os profissionais que vão fazer a diferença nas empresas da nova economia. Aqui vão os Top 10 valores da Nova Economia:

1. Determinação
Trabalhar em empresas da Nova Economia não é fácil. Para alcançar o sucesso, o profissional precisa estar preparado para andar por caminhos que nunca foram trilhados e, com isso, enfrentar as frustrações e desapontamentos que fazem parte da vida de quem é inovador. Por isso é melhor se rodear de pessoas que se tornam ainda melhores quando a situação fica mais complicada.

2. Vontade de aprender
Em um mercado em constante mudança, a capacidade de abraçar novos paradigmas e novas maneiras de se alcançar os seus objetivos se torna cada vez mais importante para determinar o sucesso de um profissional. Lembre-se que boa parte dos desafios que a sua empresa vai enfrentar vão envolver informação, técnicas e soluções que ainda não existem. Por isso, procure sempre pessoas que estão preparadas e dispostas a aprender.

3. Accountability
Com estruturas menores, mais horizontalizadas, prazos muito curtos, menos processos e resultados mais rápidos, os profissionais da Nova Economia não têm onde se esconder. Os talentos ficam mais expostos, ou seja, fica mais claro quem está funcionando ou não na organização. Os resultados, principalmente no Digital, são medidos em tempo real, fazendo com que cada ação seja avaliada de forma mais ágil e eficiente.

4. Agilidade
Neste cenário em que as mudanças acontecem de forma cada vez mais aceleradas, é preciso que o profissional da Nova Economia esteja, da mesma forma, sempre preparado para reagir rápido aos novos inputs e encontrar soluções que sejam implementadas e validadas em prazos cada vez mais curtos.

5. Capacidade de se reinventar
Ser um profissional da Nova Economia é estar preparado para exercitar o desapego – todos os dias. Um dia uma estratégia pode estar funcionando maravilhosamente bem e, no outro, a mesma para de trazer resultados. Nessa hora, o time tem que descartar um sistema consagrado e encontrar uma nova solução em tempo real. Solução que, na maioria das vezes, vai sendo melhorada conforme os aprendizados da implementação. A regra é construir, testar, medir os resultados e utilizar o aprendizado para aprimorar o produto de forma rápida e eficiente. Por isso a rápida capacidade de adaptação do profissional é fundamental.

6. Espírito colaborativo
Uma das principais características dos negócios da Nova Economia é o tamanho das equipes. O profissional precisa ter espírito colaborativo e estar aberto a executar tarefas para ajudar a equipe. O job description não é engessado e aquele pensamento antigo “o meu trabalho vai até aqui” não tem mais vez. O bom relacionamento é fundamental para gerar um clima positivo na equipe e bons resultados por consequência.

7. Pró-atividade
Nas empresas da Nova Economia, as estruturas tendem a ser mais horizontais e menos burocráticas. Muitas vezes, não há a figura de um chefe único para te dizer o que deve ser feito no seu dia-dia. O profissional deve estar preparado para tomar decisões arriscadas, dividir com o time sem necessariamente um superior direto para dizer “amém” a cada iniciativa ou decisão.

8. Identificação com a cultura e a missão da empresa
No ambiente da Nova Economia é fundamental que o profissional se identifique com a cultura da empresa que está trabalhando. Os skills técnicos e o currículo em si são muito importantes, mas se não houver identificação com os valores da empresa, um ótimo e experimente profissional do ponto técnico pode não funcionar. Por isso, as empresas bem-sucedidas da Nova Economia fazem entrevistas atrás de entrevistas para checar o fit de um candidato com a cultura da empresa.

9. Paixão
Operar em empresas da Nova Economia é realmente um grande desafio, por isso, os profissionais que não são apenas movidos por salários e bonificações, mas sim por um propósito que os inspira a alcançar níveis maiores de excelência e performance têm mais chances de fazer a diferença e criar as condições para que o potencial seja realizado.
A paixão é uma coisa que não pode ser ensinada ou treinada, mas é uma característica que faz toda a diferença na hora de fazer as coisas acontecerem.

10. Grandes equipes X grandes ideias
A verdade é que grandes empresas da Nova Economia não são feitas por grandes ideias, mas por grandes equipes, não numericamente, mas no sentido de força. Não importa qual é o seu desafio – se você tem as pessoas certas ao seu lado, tudo é possível. Por isso encontrar os profissionais que vão fazer a diferença é a chave para o sucesso nessa jornada por um território ainda inexplorado.

Joana Cortez é a Head da Organica People, braço de pessoas da Organica Aceleradora, focada em recrutamento e desenvolvimento de talentos para nova economia.

Café com ADM

Café com ADM

#124
Vendas: algumas verdades que você precisa ouvir
Rodolfo Araújo, instrutor de cursos de negociação e consultor em treinamentos corporativos, fala sobre a evolução do comportamento do consumidor e como os vendedores devem repensar suas abordagens diante desse cenário.
Café com ADM #124 Vendas: algumas verdades que você precisa ouvir
00:00 00:00
Confira outros episódios


Compartilhar
Compartilhar
Administradores
ou faça login através das redes sociais
Administradores

O login deve conter apenas "letras" (minúsculas), "números" e "_". Ele será usado para lhe identificar no seu perfil.

Entre com a sua conta

Administradores
Administradores

Torne-se um Administrador
Premium por apenas
R$ 47,00 mensais

Ou cadastre-se com: