Trabalho pesado em um ambiente leve ou trabalho leve em um ambiente pesado?

Criar um ambiente de trabalho descontraído é a solução das novas empresas para melhorar o rendimento de seus funcionários

Eduardo Zugaib www.administradores.com.br,

Em enquete descompromissada, lançada em redes sociais da internet, invocamos a seguinte questão: "O que você prefere: trabalho pesado em um ambiente leve ou trabalho leve em um ambiente pesado?". Reações previsíveis à parte (como "prefiro não trabalhar"), a esmagadora maioria respondeu que prefere trabalhar pesado em um ambiente leve. O trabalho pesado, pela subjetividade da questão, pode ter vários significados. Mas, seja na execução de trabalhos braçais ou mentais extenuantes, o motivador desejado, além da remuneração justa, é o ambiente leve.

A criação de um ambiente de trabalho prazeroso já é realidade em empresas que lidam com a criatividade, a inovação e a vanguarda. E tem sido também o objetivo de organizações que perceberam que não é preciso descer do salto da formalidade para construir um ambiente de melhor integração e confiança, que não é preciso ser chato para ser sério.

Ao mesmo passo em que se investe em tecnologia, em design de ambientes, em processos de produção e sistemas de informação, o principal fator de sucesso continua sendo as pessoas que fazem isso tudo girar. Modelos da velha economia, em que a produtividade era extraída não só do esgotamento físico e mental, mas também do moral e espiritual de seus colaboradores vão, aos poucos, sendo evitadas pelas novas gerações, que buscam, além de salário, a máxima aproximação dos seus valores pessoais aos valores da empresa. Ser deixada de lado pelas novas gerações significa, em um curto prazo, transformar-se em uma empresa velha. E em médio-longo prazo, simplesmente evaporar para o mercado, como já aconteceu com tantas outras.

Imagem: Thinkstock


Logo, ao invés de terrorismo, as organizações precisam buscar uma conversa franca, focada em problemas, não em pessoas. Ao invés da fofoca, é preciso estabelecer canais transparentes – e rápidos – de comunicação, que fragilizem estruturas informais como a "rádio-peão". Ao invés da competição individual e do vale-tudo em busca de resultados, deve-se buscar a integração entre profissionais e equipes, com foco na co-criação melhores resultados.

Saídas assim encontram solo fértil para o primeiro passo através de programas comportamentais de treinamento e desenvolvimento, que estimulem a vivência de competências fundamentais, focadas na transformação ou no refinamento que suas equipes precisam para se tornarem equipes vencedoras.

Eduardo Zugaib - Escritor, profissional de comunicação e marketing, professor de pós-graduação, palestrante motivacional e comportamental. Ministra treinamentos nas áreas de Desenvolvimento Humano e Performance Organizacional. Site: Eduardo Zugaib

Café com ADM

Café com ADM

#42
Como usar o LinkedIn para turbinar a carreira e os negócios
Neste episódio Leandro Vieira conversa com Daniel Araújo, apresentador do LinkedIn Marketing, programa exclusivo do Administradores Premium
Café com ADM #42 Como usar o LinkedIn para turbinar a carreira e os negócios
00:00 00:00
Confira outros episódios
    • Daniel Goleman, maior autoridade do mundo em Inteligência Emocional, e Peter Senge, autor do clássico
      375
      4

      Daniel Goleman, maior autoridade do mundo em Inteligência Emocional, e Peter Senge, autor do clássico "A Quinta Disciplina", se encontram no "Leadership: a Masterclass". Todas as temporadas da série estão disponíveis com exclusividade no Administradores Premium só até o dia 31 de julho. Aproveite essa última chance: http://adm.to/ultimosdiasleadership_ig #portaladministradores #serie #premium #administração #go

    Ver mais fotos


Administradores
Administradores

O login deve conter apenas "letras" (minúsculas), "números" e "_". Ele será usado para lhe identificar no seu perfil.

Entre com a sua conta

Administradores
Administradores

Torne-se um Administrador
Premium por apenas
R$ 29,90 mensais

Ou cadastre-se com: