Mais comentada

90% das empresas no Brasil flexibilizam horário e local de trabalho, diz pesquisa

Metade das empresas que oferecem condições flexíveis de trabalho relatou que suas equipes têm um equilíbrio mais saudável entre vida particular e trabalho

Redação Administradores, www.administradores.com.br,

Contrastando com a decisão do governo de implantar o sistema de ponto eletrônico em organizações com mais de dez funcionários, as empresas estão implantando cada vez mais horários e locais de trabalho flexíveis. É o que revela uma pesquisa global da consultoria Regus, que aponta uma adesão de até 90% das companhias a esse sistema.


No Brasil, 63% das 479 empresas que responderam à pesquisa acreditam que o trabalho flexível acarreta menos custos do que em escritórios com endereço fixo. A pesquisa foi realizada com 17 mil empresas em 80 países.


De acordo com Janaína Nascimento, diretora de vendas da Regus no Brasil, "O trabalho flexível virou a regra vigente no mercado e essa é uma excelente notícia para todos. Do empregado ao empregador, das famílias desses funcionários até a sua comunidade, e até mesmo para o meio ambiente, todos se beneficiam com essa tendência".


Metade das empresas que oferecem condições flexíveis de trabalho relatou que suas equipes têm um equilíbrio mais saudável entre vida particular e trabalho, o que as deixa mais satisfeitas e motivadas. Essa parcela das empresas também acredita que as condições flexíveis aumentam a produtividade das equipes e mais de um quinto delas acredita que isso colabora para que os funcionários se adaptem rapidamente ao crescimento acelerado dos negócios. Um quinto das empresas com condições flexíveis de trabalho acredita ainda que a política adotada pela organização colabora para ter acesso a um grupo mais abrangente de talentos, resultando em um maior número de contratações em locais remotos.


Ao mesmo tempo, a pesquisa revela que a confiança ainda é um grande obstáculo para muitas das empresas que lidam com condições flexíveis de trabalho: 61% das empresas brasileiras oferecem esse privilégio somente ao pessoal sênior. "Ao adotar a hierarquia como critério para o direito a condições flexíveis de trabalho, algumas empresas estão perdendo enormes oportunidades e podem até mesmo inibir novos talentos com grande potencial que poderiam atrair não fosse o benefício exclusivo aos funcionários em nível sênior", comenta Janaina. 



Tags: flexibilização horário local trabalho

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração