Conheça as 5 etapas do processo de focalização que inspiraram Jeff Bezos

O processo de focalização introduzido pelo livro "A Meta", pode ser aplicado em diferentes áreas de empresa de uma forma muito prática

Redação, Administradores.com,
Divulgação
Jeff Bezos, fundador da Amazon: fã do best-seller de gestão "A Meta", escrito pelo Dr. Eliyahu Goldratt

Jeff Bezos, um dos empresários com maior influência na área de negócios e considerado um dos maiores bilionários pela Forbes, originalmente começou sua organização, Amazon.com, vendendo livros online. Além de mudar o modo como os livros são publicados e vendidos, o CEO da empresa também possui uma paixão pela leitura.

De acordo com Brad Stone, autor da biografia "The Everything Store", um dos 12 livros que moldaram o estilo de liderança e o jeito de pensar de Bezos é o best-seller de gestão "A Meta", escrito pelo Dr. Eliyahu Goldratt, criador da Teoria das Restrições (Theory of Constrainuts – TOC) e fundador da Goldratt Consulting. Jeff Bezos inclusive orienta seus executivos seniores a aderir à leitura.

O best-seller é mundialmente reconhecido como um dos mais importantes trabalhos sobre o mundo dos negócios. "A Meta" divulga a Teoria das Restrições, em que Goldratt desenvolve sua filosofia de gestão a partir de um mecanismo de focalização para um processo de melhoria contínua. Uma maneira inteiramente nova de gerir recursos em um sistema complexo.

O processo de focalização introduzido pelo livro "A Meta", pode ser aplicado em diferentes áreas de empresa de uma forma muito prática, a fim de ter foco para alcançar a meta da organização, o seu real propósito. A TOC se baseia nos seguintes passos para esse processo:

1) Identificar a(s) restrição(ões) do sistema: o que impede a sua empresa de atingir um salto significativo e alcançar a sua meta. A restrição pode ser física, como capacidade ou competências, política, como uma regra ou indicador, ou um paradigma, como uma premissa ou crença.

2) Decidir como explorar a(s) restrição(ões) do sistema.

3) Subordinar tudo o mais à decisão anterior: todos os processos devem seguir o ritmo da restrição, e todos da empresa devem ter ela como prioridade.

4) Elevar a(s) restrição(ões) do sistema: somente nesse momento pode ser considerado algum investimento, como aumentar a capacidade ou investir em novas tecnologias.

5) Se em um passo anterior uma restrição tiver sido quebrada, volte ao passo 1. Não deixe que a inércia cause uma nova restrição no sistema.