7 apps e sites que vão te ajudar a não ser enganado na Black Friday Brasil 2014

Nas edições anteriores, muitos consumidores reclamaram - e com razão - de preços cobrados, lentidão no sistema e até falta de mercadoria no estoque. Para não cair nas pegadinhas mais comuns da Black Friday, confira alguns serviços que podem te ajudar

Redação, Administradores.com ,
iStockphoto

A Black Friday Brasil, versão “cover” da tradicional promoção que acontece nos EUA nesta época do ano quando descontos (supostamente) inacreditáveis, acontece no próximo dia 28 de novembro e muita gente vai congestionar a internet em busca de descontos e mais descontos.

Mas será mesmo que vai valer a pena ou será mais uma pegadinha?

Evidente que muitas lojas entraram de maneira séria e realizaram verdadeiras pechinchas, mas nem tudo são flores e é preciso tomar cuidado.

Nas edições anteriores, muitos consumidores reclamaram - e com razão - de preços cobrados, lentidão no sistema e até falta de mercadoria no estoque. Uma das práticas das grandes lojas era clocar o valor superfaturado ao lado da promoção.

Por exemplo: uma câmera digital, cujo preço era R$ 400 reais, no dia da Black Friday aparecia no site afirmando que custava R$ 670 e, neste dia, estaria por apenas R$ 410. Muitos memes foram gerados, além de revolta por parte de quem se sentiu enganado.
Para evitar dores de cabeça e que você compre gato por lebre, selecionamos alguns apps que vão te ajudar neste dia de descontos.

Selo de qualidade
A novidade para este ano é que a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara E-net) reeditou um código de ética que garante o selo “Black Friday Legal” para todos os sites que aderirem ao evento. Uma vez com essa marca, a empresa precisa oferecer descontos (mas descontos dignos do Black Friday) e é isso que as (até o momento) 96 empresas se comprometeram ao assinarem este termo.

Baixou Agora 
Este aplicativo promete fazer o consumidor economizar. Não só ajuda a realizar a compra como o consumidor pode monitorar os preços dos produtos que deseja, comparar os preços praticados em várias lojas e analisar como foi a variação de preços. Para evitar que uma loja aumente dias antes da sexta-negra e "abaixe" no dia, vale a pena conferir aqui.

Submarino 
Funciona assim: você faz um cadastro com seu e-mail e recebe todas as notícias e todas as ofertas especiais deste dia. O Submarino garante em seu site que serão apresentadas "as melhores ofertas e os descontos do ano". Durante o dia, as redes sociais (Face e Twitter) da loja estarão apontando tudo oque for novidade em tempo real.

Zoom 
O Zoom criou um hottsite apenas para este dia. Eles vão usar uma marca (chamada de Selo Black Friday) para marcar que uma promoção é real, e não uma picaretagem. Caso algo saia errado e haja algum imprevisto, eles mesmos da Zoom vão correr atrás da mercadoria - ou então, você terá a sua grana de volta.

Walmart 
Cadastre-se no site, receba informações e ofertas com exclusividade. Com o cadastro no Black Friday do Wallmart, o internauta poderá ver as promoções antes de todo mundo - o que é bom, se analisarmos que elas acabam se esgotando em fração de segundos. 

Extra 
O pessoal do Extra afirma em seu site que todos os descontos prometidos para este dia 28 de novembro só serão possíveis porque eles, de acordo com o site oficial, trabalharam o ano inteiro junto aos seus fornecedores "...para buscar sempre as melhores condições e ofertas" e, neste dia, as ofertas serão melhores ainda. A logística própria é outro ponto forte apontado pela empresa, que conta com todo um setor apenas para isso e não depende diretamente de sistemas terceirizados de entrega.

Bizoo 
Independente se é promoção, liquidação ou o esperado Black Friday, o Bizzo é uma opção interessante para acompanhar o histórico de preços praticados por todas as lojas. Para não se enganar (ou não ser enganado), é uma ferramenta. Dá para ler o histórico de preços nos últimos dias e comparar loja por loja. Aumentaram o valor para fazer promoção no Black Friday? Aqui não, campeão...

Buscapé 
Antes de mais anda, eles estão fazendo um "esquenta" do Black Friday, com sorteios e tudo mais, apenas para promover a sexta-feira negra das compras. O site reforça bem a questão da segurança das compras online e explica como funciona o Bcash, um modo virtual de ter mais segurança para as compras, e o Compre Agora, em que o internauta já cadastrado encontra o produto no Buscapé, analisa e lê comentários de outros usuários e compra direto sem precisar fazer cadastro nos sites das lojas.




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração