Como a Inteligência Artificial multiplica o potencial de mercado

Não é à toa que a cadeia de marketing e vendas é a mais sensível aos avanços da IA, pois está diretamente em contato com o consumidor e precisa entender seu comportamento para ser mais assertiva nas abordagens

Domingos Monteiro, Administradores.com,
iStock

As áreas de marketing e vendas são as que mais podem lançar mão da tecnologia para atrair novos consumidores e otimizar resultados. A tecnologia atual permite que as empresas consigam saber onde estão seus possíveis clientes, o que eles desejam, como e quais produtos oferecer com precisão, de forma a otimizar as verbas das campanhas e alavancar resultados. O que antes era feito através de pesquisas de mercado, demandava tempo e investimentos elevados, hoje pode ser realizado rapidamente com resultados mais assertivos através do uso do Big Data e Machine Learning.

Não é à toa que a cadeia de marketing e vendas é a mais sensível aos avanços da IA, pois está diretamente em contato com o consumidor e precisa entender seu comportamento para ser mais assertiva nas abordagens. Hoje se fala muito da jornada do cliente e a preocupação é entender o que ele espera em cada momento de sua vida e também em cada etapa de seu relacionamento com a companhia. O consumidor atual exige que a empresa saiba o que ele precisa e como ele quer ser atendido. Isso é usado por grandes corporações, como o Netflix, por exemplo.

A análise de agrupamentos (cluster), técnica estatística que agrupa dados semelhantes automaticamente, permite identificar os consumidores que têm maior aderência a um produto ou serviço. Assim, é possível combinar uma série de informações e personalizar a abordagem e o atendimento a clientes que possuem determinados perfis, conhecidos como personas. Ao lançarem mão deste tipo de análise, as empresas tornarem-se mais assertivas, aumentam seu ticket de vendas e atingem públicos antes desconhecidos.

A IA também auxilia na ampliação do mercado consumidor, pois permite que os gestores encontrem pessoas que têm perfil similar ao de seus clientes, mas que estão fora do radar da empresa. Este processo foi realizado recentemente por uma multinacional. Os resultados obtidos fizeram com que a companhia multiplicar seu mercado potencial por dez.

Em três ou quatro semanas conseguimos entender o público consumidor e encontrar o perfil do público com alto potencial de interesse nos produtos da multinacional, multiplicando suas vendas. Isso demonstra o quanto se pode obter de resultados através da tecnologia. Com o perfil dos compradores na mão, a multinacional passou a otimizar suas verbas de marketing e a escolha dos influenciadores, fazendo campanhas mais assertivas, de acordo com a geo referência, por exemplo.

O volume de dados - estruturados e não estruturados - cresce exponencialmente em todo o mundo. É preciso saber usar a tecnologia de forma adequada para entender os dados e as mudanças antes que seus concorrentes o façam. Os consumidores têm supercomputadores nos bolsos e, depois que se habituaram às facilidades, não querem voltar atrás. As áreas de marketing precisam ir além do relacionamento que mantinham com seus clientes. Para isso, a tecnologia está a seu favor.

Domingos Monteiro — CEO da Neurotech