Mais comentada

Fachin pede afastamento de Aécio do Senado e envia pedido de prisão ao STF

A assessoria de Aécio Neves informou que ele "está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos"

Redação, Administradores.com,
Reprodução/ Lula Marques/ Agência PT

O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, pediu o afastamento do senador Aécio Neves do cargo ocupado por ele desde fevereiro de 2011.

No entanto, segundo o G1, Fachin não aceitou o pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) que pretendia prender o parlamentar. Ao invés disso, o ministro submeteu o pedido de prisão de Aécio ao plenário do Supremo, que por sua vez ainda não revelou a data do julgamento da solicitação até às 10 horas desta quinta-feira (18).

Além de Aécio, Fachin também determinou o afastamento do deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) da Câmara dos Deputados..

Nesta quinta-feira (18), a irmã de Aécio foi presa foi presa pela Polícia Federal em sua casa em Belo Horizonte (MG). A PF também cumpriu mandados de busca e apreensão nos gabinetes do senador do PSDB e da senadora Zezé Perrela (PMDB-MG), além do deputado Rocha Loures (PMDB-PR). No Rio, estão sendo cumpridos mandados nos apartamentos de Aécio e da irmã dele.

Entenda o caso

Nesta quarta (17), o jornal "O Globo" revelou Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, entregou à Procuradoria Geral da República uma gravação na qual Aécio pede ao empresário R$ 2 milhões. A quantia era necessária para pagar sua defesa na Lava Jato. Aécio é alvo de seis inquéritos no STF.

 

Ao G1, a assessoria de Aécio Neves informou que ele "está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos".




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração