Mais comentada

Feira do Empreendedor deve reunir mais de 35 mil pessoas no Pará

Um dos objetivos do evento é criar ambientes favoráveis para a geração de novos negócios, além de difundir o setor

Redação, Agência Sebrae,

Mais de 35 mil pessoas devem participar da 9ª Feira do Empreendedor, que começou nesta quarta-feira (16), em Belém. O evento é considerado o maior do setor já realizado na Região Norte. A expectativa é que, nesta edição, haja a geração de negócios em torno de R$ 30 milhões. A FE foi tem a participação do presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, um espaço de 8.500mª, na capital paraense, e será encerrada no sábado (19).

O maior evento de empreendedorismo do Norte do País vai reunir empresários, microempreendedores individuais (MEI), entre outros. Este ano, a Feira também recebeu mais de 1.700 empresários de pequenos negócios com atuação em municípios do interior. Eles virão em caravanas organizadas pelo Sebrae, por meio dos 12 escritórios regionais. Além disso, outros eventos, como palestras, oficinas, workshops, seminários, painéis, encontros e rodadas de negócios, todos gratuitos, tem atraído pessoas que pretendem ter seu próprio empreendimento.

Isso inclui muitos jovens que pretendem ter seu próprio negócio, como a estudante Talita Louzeiro, que pretende criar uma empresa no ramo de gastronomia. "Vim para aprender, principalmente com as palestras", conta a jovem de 22 anos. Segundo o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Fabrizio Guaglianone, os pequenos negócios que têm surgido no Estado são de pessoas na faixa etária até 24 anos. "Há muitos empreendedores na faixa etária de 18 a 19 anos", observa.

Um dos objetivos da Feira do Empreendedor do Pará é criar ambientes favoráveis para a geração de novos negócios, além de difundir o setor. Microempreendedora individual desde o ano passado, Angelina Macedo Barros quer aprender com as palestras, um dos motivos que a levaram ao evento. "Na Feira, a gente tem uma visão melhor do que fazer", diz a dona de casa, que pretende gerir um negócio na área de artesanato. "Pretende expandir logo meu negócio e isso estou apreendendo aqui", acrescenta Angelina.

Todos os eventos e espaços da Feira estão alinhados a três pilares: relacionamento empresarial, oportunidade de negócios e capacitação. A programação oferece oportunidades de negócio, com foco no mercado, casos de sucesso empresarial, e-commerce, tecnologias e modelos de negócios e mais de 300 eventos de capacitação, totalizando 32 mil vagas, tanto para quem já tem seu negócio como para futuros empreendedores. É o caso de Cintia Moreira, que logo pela manhã se inscreveu para participar de workshop na área se eventos. "Quero aprender mais sobre marketing e fotografia", diz ela. "Acredito que vou aprender muito neste evento".