Mais comentada

Motorista de ônibus vira herói ao mudar trajeto para estudantes realizarem o Enem

A empresa responsável pelos ônibus na cidade de São Carlos, considerou a atitude do motorista como louvável

Redação, Administradores.com,
Reprodução/ Facebook

Uma nobre atitude de um motorista de ônibus 'salvou' o Enem de pelo menos 15 estudantes de São Carlos, em São Paulo. Geraldo Casalli, de 53 anos, mudou o trajeto habitual da sua linha para deixar os candidatos na porta da instituição a qual os candidatos fariam as provas, a Unicep. No trajeto original, o veículo só circularia até a Associação Desportiva da Polícia Militar (ADPM), relativamente longe para os candidatos que já estavam atrasados.

O caso gerou uma postagem no Facebook por uma das alunas ajudadas por Casalli, e o acontecimento viralizou.

No depoimento, a estudante Angellita Silva afirma que diversos candidatos esperavam o ônibus para ir ao local de prova, mas que estavam um tanto quanto atrasados, já que o portão da instituição seria fechado em apenas 30 minutos. "Então passou um Arnon de Mello linha 41, que não iria até a Unicep, só até a Associação Desportiva da Polícia Militar (ADPM). Só que pra não chegarmos atrasados o motorista esticou até lá. Eu queria muito agradecer esse motorista. O nome dele é Geraldo! Queria dizer que nesse mundo tão desumano, encontrar pessoas como ele que faz o bem pelo ser humano sem obrigação nenhuma , enche a gente de esperança. Muito obrigada de verdade!", escreveu Silva em uma página pública da cidade de São Carlos.

Geraldo, que segundo o G1 está na empresa há apenas 9 meses, afirmou que ficou com medo de advertências, mas que a empatia pelos estudantes foi mais forte. 

"Eu pensei: ‘vou levar eles lá’, porque eles já estavam atrasados. Eles pegaram comigo era 12h20, aqui na Carlos Botelho, perto da Santa Casa. Fui subindo a Miguel Petroni, foi entrando mais gente, aí chegamos lá em cima era 12h30, ai eu dei uma esticadinha até a Unicep", disse o motorista ao G1.

De acordo com a Suzantur, empresa responsável pelos ônibus na cidade de São Carlos, a atitude do motorista não interferiu na rota e, considerando a necessidade do dia, foi louvável, visto que 15 estudantes seriam prejudicados pelo atraso e consequentemente perderiam a prova.

"Como no ônibus havia cerca de 15 pessoas que iriam fazer a prova no Enem na Unicep e sendo que os portões se fechariam às 13h, o motorista, em uma atitude altruísta, resolveu seguir por mais três quarteirões, deixando os estudante na rotatória do Unicep, sem prejudicar, de forma alguma, a rota de retorno", disse a empresa através de um comunicado.

 




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração