Mais comentada

Saiba qual é o limite da moda no ambiente de trabalho

Segundo especialista, em alguns setores, é possível a utilização de acessórios que estão na moda; já em outros é necessário se vestir de maneira discreta

Karla Santana Mamona, InfoMoney,

Esmaltes coloridos, calças saruel, skinny, legging, sandálias rasteiras, sapatos fluorescentes, entre outras peças estão no guarda-roupa de muitas mulheres. Algumas ousam e as utilizam para trabalhar. Mas qual será o limite da moda no ambiente de trabalho?

 

A consultora de etiqueta corporativa, Renata Mello, explica que este limite não pode ser baseado no bom senso de cada pessoa. “Não é possível dizer que o bom senso é o limite, já que este conceito pode variar de acordo com o profissional. Este limite deve ser imposto pela empresa”, diz.

 

A especialista explica que, em alguns setores, é possível a utilização de acessórios que estão na moda, como em agências de publicidades, empresas que trabalham diretamente com a moda ou arte e veículos de comunicação.

 

Já nas empresas mais formais, é necessário que o profissional se vista de maneira mais discreta, seguindo o dress code (código de vestimenta) estabelecido.

 

Imagem de seriedade


No caso dos esmaltes, a especialista aconselha que as mulheres utilizem cores mais discretas no ambiente de trabalho. “Esmaltes azuis, amarelos, verdes devem ser usados somente de final de semana. No trabalho, o máximo permitido são as cores rosas e vermelhas. As cores chamativas não são elegantes na empresa”, diz.

 

O mesmo é indicado para os sapatos fluorescentes, estampas grandes e de animais, cabelos com cortes e cores muito modernos. “As profissionais têm de ter roupas para trabalhar. Já outras devem ser usadas para passear”, alerta.

 

Sobre as calças saruel, Renata afirma que, além de serem usadas em ambiente de trabalho considerado informal, deve ser vestida somente por pessoas mais magras. Já as calças mais justas, como skinny e legging, têm de ser evitadas.

 

“Eu aconselho que as mulheres vistam calças um pouco mais largas, que disfarçam o quadril e não ressaltam tanto as formas. As blusas não podem deixar aparecer a barriga, mesmo quando a pessoa levanta os braços. Os decotes também não são adequados”, alerta.

 

A consultora acrescenta ainda que o profissional tem de considerar que ele representa a empresa na qual trabalha. Além disso, ele deve ser lembrado pela sua competência e não pelas roupas ou pelo cabelo.

 

Homens


Em relação aos homens, Renata afirma que os profissionais erram menos, já que as opções no momento de se vestir são menores. Eles devem evitar trabalhar com tênis, camisetas ou camisas com aparência de antigas, calças rasgadas e camisas pólos com números estampados muito grandes.

 

“Muitos homens erram ao colocar uma meia branca com sapato social. A barba e o bigode devem ter uma aparência de cuidado, assim como os cabelos, que têm de ser bem cortados. A higiene é fundamental”, finaliza a especialista.





Tags: ambiente de trabalho comportamento moda trabalho