United em chamas: passageiro arrancado de voo a força não foi a única polêmica

Um casal estava viajando para sua festa de casamento quando foram obrigados a descer do voo minutos antes dele começar

Redação, Administradores.com,
iStock

Na semana passada, você conferiu aqui no Administradores o caso do passageiro de 69 anos que foi arrastado para fora de um avião da United Airlines após overbooking cometido pela companhia aérea. O vídeo viralizou na internet e abalou a imagem da companhia, que teve de pedir desculpas publicamente através do seu CEO, Oscar Munoz.

Agora, informações publicadas pela emissora Khou (CBS) afirmam que um casal foi expulso de um dos voos da empresa após uma falha grave e ilógica da companhia. De acordo com a Khou, o casal Michael Hohl e Amber Maxwell estava viajando para a Costa Rica, onde iriam se casar, quando foram obrigados a descer do voo minutos antes dele começar. 

Segundo os noivos, ao subir no avião eles encontraram um passageiro em um dos assentos reservados por eles. Para evitar problemas, o casal procurou outras cadeiras, já que o voo estava quase vazio. No entanto, uma das aeromoças percebeu o erro e solicitou que o casal fosse para o lugar marcado no bilhete de compra. Ao seguir a orientação da profissional, outros membros da equipe de profissionais da companhia aérea acusaram o casal de desordem e violência, e expulsou o casal da aeronave.

Claro, Michael Hohl e Amber Maxwell negaram o acontecido e informaram apenas que tudo não passou de um mal entedido, mas que gerou constrangimento para vários convidados do casamento que também estavam dentro da aeronave.

Vale ressaltar que a companhia aérea não está em uma boa fase. A empresa já perdeu milhões de dólares pelos erros cometidos no voo que arrastou o passageiro para fora da aeronave por overbooking. Como se os dois casos apresentados acima não bastassem, houve ainda um terceiro envolvendo a má higienização das aeronaves da companhia. Na semana em que o caso do idoso puxado para fora da aeronave foi revelado, um outro passageiro passou mal ao ser picado por um escorpião durante um voo. Segundo ele, porém, o atendimento da empresa foi rápido e eficiente, e por isso ele não pretende processar a United. 

 

 




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração