Pastilha biológica contra mosquito da dengue vence Acelera Startup

Confira a lista de ganhadores

Redação, Administradores.com,

A empresa de biotecnologia BR3 foi a vencedora na categoria Operacional do Oitavo Concurso Acelera Startup, da Fiesp, graças ao inseticida biológico Dengue Tech. O produto elimina as larvas doaedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da zika e da chicungunya. Segundo Rodrigo Perez, diretor da BR3, o mosquito não adquire resistência ao Dengue Tech. À base de microorganismos inócuos para as pessoas, custa R$ 1 por ponto tratado por mês e é eficaz por 60 dias. Perez explicou que a tecnologia foi desenvolvida pela Fiocruz e licenciada para a BR3.

Ao anunciar nesta quarta-feira (6/7) o prêmio e conversar com Perez sobre o biolarvicida, o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, destacou a importância de um produto como esse e disse que a Fiesp vai dar apoio para o desenvolvimento da empresa.

A outra vencedora na categoria Pré-operacional foi a Horvath, que confecciona camisas que não se sujam nem ficam amarrotadas. O tecido usado não absorve líquidos. O teste foi feito na hora do concurso em uma camisa, derramando suco sobre o tecido. O líquido não foi absorvido e não deixou mancha ao ser retirado com uma toalha.

Luciano Bueno, da Horvath, contou que a história dessa tecnologia começou após a quebra em 2012 da empresa, que então usava tecidos convencionais.

Oitava edição

Antes de anunciar os prêmios, Skaf ressaltou o grande número de projetos inscritos na oitava edição do Concurso Acelera Startup, 4.500. “Todos são muito importantes”, afirmou. Skaf destacou o trabalho intenso nos dois dias de Acelera, para atender a necessidades das pessoas. “Ontem e hoje estas salas ficaram pulsando forte pela presença de todos”, disse.

“É ótimo sonhar e perseguir o sonho para que vire realidade”, disse Skaf. “Mas com o pé no chão” ressalvou. Para ajudar os empreendedores, Skaf lembrou que pediu em 2015 que o Sebrae-SP, do qual também é presidente, criasse o programa Continue Acelerando, para manter o apoio aos finalistas. Renato Fonseca, do Sebrae-SP, explicou que a ideia do programa é que os 250 finalistas passem por 20 horas de atividades de mentoria, workshops e oficinas e tenham contato com investidores e aceleradoras. O trabalho começa em 15 de julho. É uma continuação do Acelera Fiesp, disse. Sylvio Gomide, diretor titular do Comitê Acelera Fiesp (CAF), responsável pelo concurso, destacou o apoio de Skaf ao Acelera.

Nas últimas edições do evento, foram recebidas mais de 11.500 inscrições de todo o Brasil e participaram mais de 400 mentores e mais de 250 investidores, sendo anjos, representantes de fundos de investimentos e empresas que trabalham com inovação aberta. Somando as edições anteriores (2011, 2012, 2013, 2014 e 2015), o evento já gerou investimentos de mais de R$ 5 milhões.

Além dos dois vencedores, foram classificadas para a etapa final do Concurso Acelera Startup as empresas abaixo:

Nearbee, plataforma de segurança para ser usado em situações de emergência.

Deshtec, rede de comunicação sem fio multisserviços, para aplicação em Internet das Coisas, cidades inteligentes e telemetria industrial m2m. Desenvolveram hardware, software e firmware.

Cosmético Já, centro para emagrecer, reeducar em termos alimentar e realizar correções por meio de procedimentos estéticos.

Manicura Express. Utiliza técnica sem objetos cortantes e dois produtos de fabricação própria para cuidar das mãos.

Nexoos, plataforma de empréstimos peer to peer para pequenas e médias empresas. O conceito é crowdfunding de empréstimos.

Dataholics capta e estrutura milhões de dados de pessoas em redes sociais como facebook, e Linkedin, além de informações de fontes públicas da web.

Leia.me, plataforma desenvolvida para apresentar novos escritores.

Sustentare. Desenvolve o How to Lab, método inovador para controle de qualidade.

Leilão de Prêmios, ferramenta de marketing e publicidade baseada no conceito de gamificação, para pequenas e médias empresas.