Mais comentada

Cinco dicas de branding para pequenas empresas

O branding é um investimento em longo prazo para qualquer tipo de negócio, grande ou pequeno. Não é um luxo restrito às grandes empresas

Joyce M. Müller, Administradores.com,
iStock

Hoje em dia muita gente fala a respeito de branding, mas o que isso realmente significa? 

Branding é o termo em inglês para a gestão da estratégia de marca. Marca é um conjunto complexo de sentimentos, é como as pessoas veem você e o seu negócio. É um ponto de conexão emocional que transcende o produto ou serviço. É a sua reputação.

Branding não é modismo, não é algo passageiro, mas sim algo que todo empreendedor deve se preocupar. É um investimento em longo prazo para qualquer tipo de negócio, grande ou pequeno. Não é um luxo restrito às grandes empresas.
Eu daria algumas recomendações aos pequenos empreendedores que se preocupam com a sua marca, mas que dispõe de poucos recursos:

1. Contrate um especialista

Pode parecer óbvio, mas muita gente ainda é adepta do faça você mesmo. O especialista em branding irá traçar a estratégia da sua marca junto com você e fará com que você economize tempo e dinheiro em ações de Marketing que não levarão a lugar nenhum.

2. Esteja presente nas redes sociais

Com a estratégia em mãos, é possível ser muito mais assertivo nas redes sociais. Elas são acessíveis e costumam trazer bons resultados. Mas não se engane, requer muita dedicação.

3. Deixe os clientes conhecerem você

Muitas pessoas escolhem determinadas empresas por conhecerem e confiarem em seus donos. Isso é ainda mais forte quando falamos de pequenas empresas em pequenas cidades. Mostre quem você é, use a sua boa reputação para alavancar o seu negócio.

4. Use a sua criatividade

Você pode dar um toque criativo naquela comunicação tradicional. Por exemplo, uma empresa de produtos infantis pode usar uma voz (linguagem) infantil para falar com seus clientes por meio do e-mail marketing. Faça um brainstorm com a sua equipe e encontre formas criativas de chamar a atenção, mas cuidado para não exagerar na dose: até mesmo isso deve estar alinhando com a sua estratégia!

5. Gerencie todos os pontos de contato com os clientes

Para mim, este é o ponto mais importante. Nunca se esqueça que reputação tem a ver com consistência e coerência. Por isso, toda a experiência do cliente com a sua empresa deve falar a mesma língua. Uma experiência é bem mais holística, completa, abrangente, emocional, transformadora do que um simples serviço.

Um pequeno negócio que está começando deve se preparar para investir cerca de 10% a 20% de seu faturamento previsto em Marketing. Esta é uma média que a maioria dos estudos de administração apontam como ideal. Após este período de entrada, é possível reduzir este investimento para cerca de 3% a 5% do faturamento previsto.

Afinal de contas, se você se encantou com o seu negócio a ponto de investir energia, tempo e dinheiro, o seu cliente também pode se encantar.

Joyce M. Müller é especialista em Gestão de Negócios e proprietária da consultoria de branding “The Joy Branding”