Mais comentada

Coca-Cola corta cena de casamento gay de um vídeo de sua nova campanha global

A empresa, que originalmente colocou imagens de um casamento homossexual em vídeo representando a felicidade, alterou o curta para a versão veiculada na Irlanda, país predominantemente católico

Redação, Administradores.com,
Reprodução/ YouTube
Cena retirada do vídeo irlandês

A Coca-Cola lançou nova campanha com o tema "Reasons to Believe" (em português, "Razões para acreditar") e, numa tentativa de apoiar o casamento homossexual, de forma inicialmente corajosa, terminou  em uma situação desconfortável, quando retirou imagens de um casamento entre dois homens de um dos filmes.

Os vídeos da campanha, voltada para toda a Europa, trazem uma música cantada por crianças, e a canção serve de pano de fundo para imagens que representam felicidade experimentada em momentos singelos. No curta, originalmente divulgado na Holanda, Noruega e Grã-Bretanha, um desses momentos de felicidade, acompanhado das palavras "celebração de amor", era um casamento entre dois homens.

A polêmica está em que, para o vídeo lançado na Irlanda, país predominantemente católico, a cena do casamento homossexual foi retirada, e substituída por uma celebração heterossexual.

Um porta-voz da Coca-Cola afirmou ao site de notícias irlandês The Journal.ie, o seguinte (tradução livre): “Como você afirma, de forma correta, as imagens do casamento usadas no anúncio para o Reino Unido e algumas outras partes da Europa mostram dois homens se casando. A razão porque isto mudou para a Irlanda é que neste país, enquanto a união civil homossexual é permitida, o casamento gay não é”.

A resposta dada pela empresa chamou a atenção de alguns veículos midiáticos, entre eles, a revista ELLE, que possui forte posicionamento a favor da causa LGBT e tinha levantado a questão do anúncio da Coca-Cola. A revista chama a resposta da gigante de “dissimulada”, pois as imagens do casamento homossexual que o vídeo trazia retratavam justamente uma união civil e não um casamento.

Outro ponto levantado foi que o anúncio com as imagens da união gay foram ao ar no Reino Unido, mesmo sem a Escócia e a Irlanda do Norte permitirem o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Conforme faz outras edições e cortes adaptativos de acordo com os países em que a campanha será veiculada, a Coca-Cola provavelmente enfrentará vigilância apertada por parte dos ativistas.

Assista aos dois vídeos abaixo:

O original, divulgado na Irlanda, Noruega e Grã-Bretanha:

A versão editada, veiculada na Irlanda:

 Com informações de Adweek