Conteúdo em redes sociais impacta diretamente na consolidação das marcas

Mídias sociais devem ser encaradas como ferramentas positivas para a empresa, criando estratégias e apresentando o seu trabalho

Redação, Administradores.com,
iStock

A gestão das mídias sociais tornou-se uma parte essencial no desenvolvimento do negócio. É nesse momento que você descobre e impõe seus diferenciais frente aos concorrentes e o mercado. Mas, como isso é possível? Quais são os fundamentos? Como diferenciar o joio do trigo perante esses conceitos tão abordados?

De acordo com Gabriel Rossi, profissional em marketing, estrategista especializado na construção e no gerenciamento de marcas e reputação, trata-se de uma era cada vez mais efêmera e imediatista. "É preciso estar preparado para evoluir e sair dos questionamentos diários que aparecem sobre mídias sociais. O momento agora é de movimento rápido, evolução e um olhar para todas as ferramentas de comunicação para que realmente impactem na construção da fortaleza das marcas", destaca.

As mídias sociais devem ser encaradas como ferramentas positivas para a empresa, criando estratégias e apresentando o seu trabalho. "Não são apenas as campanhas, mas o relacionamento com o seu consumidor final tendo como meio um serviço único nas redes", aponta Rossi.

Um curso de curta duração para quem quer construir um planejamento de mídias sociais inovador e que gere resultados ao negócio e marca trará um substancial upgrade sobre o assunto. "Serão apresentados números e diagnósticos do ambiente estudado assim como debateremos cases relevantes. Falaremos também sobre o "Princípio da Realidade" e como as marcas podem tirar melhor proveito deste conceito", explica o professor.

Para reforçar o conteúdo, serão abordados temas como os princípios fundamentais do marketing, a conjuntura atual e como as mídias sociais podem ser bem utilizadas de acordo com a realidade, principais alicerces das marcas mais bem-sucedidas nas redes e um estudo sobre o consumidor digital.

Sociografia – netnografia

Toda estratégia sólida na web social começa com pesquisa e aprendizado. É impossível desenvolver uma análise coerente sem traçar, por exemplo, o perfil sociográfico do seu público. " Onde ele está? Quem ele influencia e por quem é influenciado? Como ele usa as tecnologias emergentes no ponto de vista da marca e do produto? Nesse módulo aprenderemos as principais técnicas par traçarmos o comportamento do público-alvo assim como conheceremos os principais alicerces para um planejamento forte e coerente", ressalta Gabriel.

SAC 2.0 e Relacionamento com o Cliente

Como resolver questões que vão de simples a complexas sem perder muito tempo e ainda assim sendo extremamente atencioso com a clientela? O SAC 2.0 é a síntese dessa dinâmica. Páginas de pergunta e resposta foram apenas o início. O consumidor é mais intimista, quer não somente um atendimento que venha de diversos canais, mas que também seja solícito e gentil. "Vemos esse tipo de demanda em nós mesmos e não seria diferente no âmbito profissional, é necessário se ajustar com as coisas que acontecem ao nosso redor", aponta o especialista.

Economia Colaborativa e como vencer neste cenário

Os consumidores podem agora comprar e trocar entre si, muitas vezes sem comprar diretamente das marcas. Por causa disso, alguns planos de negócio começam a ficar irrelevantes, fazendo com que as corporações precisem reavaliar suas estratégias, passando a alugar, emprestar ou até mesmo presentear consumidores com seus produtos e serviços. "O novo consumidor não se preocupa mais", finaliza.

Quem deseja saber um pouco mais sobre o assunto, pode participar do curso presencial "Planejamento de Mídias Sociais", promovido pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). O curso retorna com dois encontros nos dias 24 e 25 de novembro.

É voltado a profissionais e estudantes das áreas de marketing, administração, economia e gestão, além de empreendedores e empresários de pequenas e médias empresas.




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração