A mudança na mentalidade das empresas e o Compliance

Como a busca pela conformidade tem transformado as percepções do meio empresarial

Régis Lima, Administradores.com,

O mundo empresarial é um macrocosmo em constante transformação e este movimento é fundamental para que as companhias se adaptem as mudanças sociais e político-econômicas que influenciam todo o ambiente de negócios, tanto de um país, quanto em escala global.

Pensando nisso, uma das alterações mais positivas e significativas que se pode observar nos últimos anos no Brasil se refere a nova percepção com que se são encaradas questões como a importância de se estar em conformidade do ponto de vista legal, tributário e fiscal, além da maior preocupação com a segurança de dados e com a confiabilidade dos processos internos de um negócio.

Em se tratando especificamente de Compliance, pesquisas recentes têm demonstrado o interesse de organizações em aumentar os investimentos na área que visa, justamente, manter uma empresa alinhada com regulamentos externos, internos e com as leis e normas de uma nação. Tal crescimento do interesse por Compliance pode ser visto ainda nos debates entre profissionais, no aumento de pautas sobre o tema na mídia e até mesmo na busca por informações especializadas.

Acredito, sem dúvidas, que o aumento da demanda pelo desenvolvimento de áreas de compliance ou mesmo pela implementação ou adoção de sistemas especializados em melhorar a conformidade dos processos de um negócio se deve pelo conjunto de inúmeros fatores que vão desde a maior atenção das companhias com os movimentos de informatização e sofisticação do Fisco, até os recentes casos de desvios envolvendo setores público e privado que, por sua vez, ligaram o alerta das empresas interessadas em maximizar a confiabilidade de suas operações.

Vale salientar ainda que, junto com a ampliação da busca pelo Compliance, surgem buscas correlatas visando pontos como a segurança na gestão de documentos e contratos, agilidade no acompanhamento de obrigações e a utilização da tecnologia em prol de uma maior eficiência organizacional como um todo.

Em todas estas buscas pela segurança e pelo Compliance, as empresas podem contar com hoje com dois grandes aliados:

- A Tecnologia, que possibilita a automatização, um maior controle e eficiência nos processos de conformidade, sem que se abra mão da segurança;

- O Outsourcing (BPO) , o qual permite que empresas de todos os portes possam contar com especialistas na hora de conduzir as áreas que não são o “Core Business” de um negócio, sem que, para isso, os custos operacionais sejam excessivos.

Com tudo isso, não é de se espantar que, finalmente, tenha chegado a hora e a vez do Compliance. Esta preocupação deve ser vista com bons olhos, pois todas as empresas que investem em ações visando a conformidade, tem chances mais concretas de conquistas investidores, ganhar respaldo no mercado, reduzir custos diretos e indiretos e, em suma, fortalecer o posicionamento de um negócio que busca o crescimento.

Sim, a mentalidade das empresas está se transformando e esta pode ser uma excelente oportunidade para criarmos uma verdadeira cultura de confiabilidade em nosso meio empresarial. Aproveitemos, então, os ventos da mudança!

Régis Lima — Tem mais de 16 anos de experiência em Gestão de Equipes e atuação em cargos executivos de empresas nacionais e multinacionais do mercado de TI. Atualmente é diretor executivo na Lumen IT, sendo responsável pelas áreas comercial, financeira e de marketing da empresa.




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração