Diversão internacional online

Comércio online de ingressos para o exterior promete ganhar destaque em 2010

Assessoria,
A indústria de comércio eletrônico do Brasil vem se desenvolvendo rapidamente, como resultado do aumento no número de pessoas buscando comprar produtos e serviços pela Internet. Um dos produtos que têm abocanhado, cada vez mais, uma fatia desse mercado são os de vendas de ingressos.

 

Segundo o gerente de Marketing da Keith Prowse - operadora responsável pela venda de ingressos para atrações internacionais -, Bruno Megale, a percepção dos brasileiros está mudando e, hoje, eles vêem que é melhor e mais seguro comprar antes e garantir bons lugares e preços, do que deixar para ultima hora. "Ao mesmo tempo, o crescimento do poder aquisitivo da classe C e a inclusão digital têm aberto ainda mais o leque de público atendido", complementa.

 

Com isso a empresa vem ganhando visibilidade por dois lados, o da popularização de vendas de ingressos pela internet e a facilidade do público em realizar uma viagem internacional que há alguns anos atrás, poderia parecer impossível. "Estamos facilitando um serviço para o passageiro. Quem viaja quer aproveitar tudo que a cidade tem a oferecer e nós proporcionamos isso sem a barreira da língua, o cliente já sabe o quanto vai gastar com antecedência, consegue programar melhor sua viagem e tem a segurança de comprar com um fornecedor sólido uma vez que a empresa, no Brasil, já existe há 10 anos", explica o executivo.

 

Desta forma, a Keith Prowse tem registrado aumentos nas vendas de aproximadamente 30% ao ano, sendo que os produtos de maior destaque ainda são os parques, como a Universal, e peças de destaque mundial como "O Fantasma da Ópera" e outros da Broadway. "Apesar de EUA e Europa ainda serem o foco dos turistas, acreditamos que mercados como a África e a Oceania irão ganhar destaque. Com isso em 2010, até por conta da mudança do nosso portal que ficou com uma navegabilidade mais simples, prevemos um crescimento em nosso faturamento de cerca de 40% em relação ao que tivemos em 2008, por exemplo, que foi um ano pré-crise", finaliza. 



Tags: comércio diversão internacional loja online

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração