Empresas reforçam segurança para inibir assaltos

Além do uso da tecnologia em monitoramento e alarmes a portaria e seus profissionais têm uma função fundamental.

Assessoria,

Que os assaltos a empresas de diversos seguimentos e tamanhos são freqüentes, a maioria das pessoas já sabe, mas como os empresários estão procurando se prevenir? Para inibir as ações dos assaltantes a preocupação básica é na maioria das vezes na área de monitoramento eletrônico. "Ter um sistema de segurança reforçado resolve porque minimiza riscos, reprime a ação de determinado criminoso e mesmo quando o crime é inevitável, existe a possibilidade de identificação dos criminosos.", destaca o especialista em segurança Walter Uvo, da FocusMind.

 

Mas, será que alarmes e monitoramento eletrônico são o suficiente? "Infelizmente não, há uma necessidade de ser criterioso na hora de contratar o pessoal da portaria e até da área de limpeza e zeladoria do edifício comercial. O profissional da portaria, por exemplo, precisa ter conhecimento de informática; ser pro ativo; desinibido; sério; comunicativo; com visão de segurança; ser conhecedor das instalações, equipamentos e normas de segurança; estar sempre atento e alerta, além de ser cortes e asseado.", detalha o especialista de condomínios Jorge T. Margueiro, da GS Terceirização.

 

A portaria tem uma função fundamental no funcionamento diário dos condomínios ou edifícios comerciais, pois determina e controla todo e qualquer entrada ou saída de pessoas ou material dentro da empresa.

 

"Caso o condomínio tenha sistema informatizado, o profissional deverá ser treinado para manuseá-lo. Mas independente dos equipamentos de registro de acesso, visitantes e prestadores de serviços em condomínios comerciais devem ser identificados através de documento com foto. Na identificação o porteiro precisa saber se a pessoa trata-se de visitante ou prestador de serviços, anuncia ao responsável, após autorização registra seu acesso, tira sua foto e o encaminha até o local. Por causa da necessidade de qualificação e treinamento, a maioria das empresa opta por contratar empresas terceirizadas especializada na preparação e acompanhamento desses profissionais.", explica Margueiro.

 

Alguns condomínios, devido sua estrutura e grau de risco elevado possuem seu próprio centro de monitoramento com profissionais dedicados na visualização das imagens tempo real, porém estrategicamente também são remotamente monitorados com imagens gravadas e protegidas por empresas de segurança. "O projeto de segurança varia de uma empresa para outra, dependendo da região, tamanho, periculosidade, produtos ou serviços desenvolvidos no local. Há casos em que é fundamental ter seguranças em guaritas e também equipamentos de segurança, em outros, apenas um monitoramento eletrônico será suficiente. Hoje em dia os recursos tecnológicos estão cada vez mais avançados, acessíveis e confiáveis. É possível monitorar tudo que acontece na loja, empresa, fabrica ou escritório, como por exemplo, alarmes, cercas, aberturas de portas, entrada e saída de funcionários, entre outros.

 

Uma mesma solução pode ser projetada como of line ou on line, permitindo variáveis em níveis de acesso, utilização e preços", alerta Miguel Durante, da Focus Mind. 



Tags: empresas monitoramento segurança

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração