Mais comentada

Especialista dá dicas para usar de forma correta versão empresarial do WhatsApp

A versão comercial oferece recursos mais focados nas necessidade das empresas

Redação, Administradores.com,
iStock

O WhatsApp finalmente liberou o tão esperando aplicativo para negócios, o WhatsApp Business. O produto chega ao mercado com recursos estratégicos para ajudar as empresas a se relacionarem melhor com seus clientes e prospects. De acordo com Simone Siqueira, especialista em empreendedorismo digital, a versão antiga vinha, até o momento sendo adaptada para os negócios e sendo praticada como marketing de permissão em listas de transmissão, mas, que a versão comercial oferece recursos mais focados nas necessidade das empresas.

Segundo a especialista, se utilizados de forma correta, estes novos recursos impactarão de forma muito positiva na organização e segmentação de contatos. “Esta nova versão possibilitará a criação de campanhas de vendas mais focadas nos interesses e comportamentos, bem como planos de ações e ativações em vendas, mas, é importante ressaltar que no WhatsApp prevalece o conceito de marketing de permissão, ou seja, ele é feito para quem quer ouvir o que sua empresa tem a dizer”, completa.

Abaixo você confere algumas dicas elaboradas por Siqueira para que você tenha um melhor aproveitamento da nova ferramenta:

Mensagem de saudação: Construa uma mensagem pensada de forma estratégica, esse momento é ideal para gerar o máximo de engajamento, criando antecipação e autoridade da empresa na preparação da venda. Essa mensagem será enviada quando a pessoa entrar em contato com você pela primeira vez.

Analytics: Permitirá que a empresa verifique a quantidade de mensagens que recebeu e quais foram entregues, já que neste caso o receptor pode ter apagado seu número de contato do WhatsApp dele e por isso, mesmo estando em sua lista de transmissão, não irá receber.

Etiquetas: A criação de TAGs, como novo cliente, novo pedido, pago, pedido finalizado e outros são muito úteis para sinalizar conversas pendentes e permitem que o usuário categorize seus clientes e propects. Uma dica é gerar ofertas de vendas segmentadas e categorizadas por interesse em determinado produto ou serviço, inclusive, se sua empresa não investe em produto ou serviço que tenha pagamento recorrente, como Netflix por exemplo, pense na possibilidade de criar um para ampliar seu faturamento. “Algumas empresas, que são mais antenadas, observam o comportamento de determinados clientes e criam produtos específicos com preço mensal baixo e grande entrega. Um exemplo disso é o mercado da beleza, que oferece pacotes mensais para um conjunto de serviço”, destaca Simone.

Resposta rápida: Agora é possível criar atalhos para um texto já pronto. Você digita a mensagem que usa com maior frequência e atribui um atalho à ela, dessa forma não precisa escreva-la à todo momento.

Empresa física: Inclusão do mapa de localização, horários e dias de atendimento.

Empresa online: Inclusão do endereço de e-mail e possibilidade de direcionamento dos contatos para vários links.