Mais comentada

Especialistas ensinam como preparar um bom currículo

O primeiro passo para disputar uma vaga é saber preparar um bom currículo. A falta de informação pode atrapalhar, mas o excesso também.

G1-Economia e Negócios,
Fazer um currículo não se resume a sentar diante do computador e escrever tudo o que fez. Ele tem que ser atraente o suficiente para o empregador ter vontade de ler até o final.

“Todo currículo deve começar sempre com os dados pessoais: o nome, de forma bastante evidente, depois idade, estado civil e nacionalidade. Se tem filhos, a pessoa deve colocar que tem filhos. E os dados completos de residência, telefone e e- mail, se tiver. Esses dados são essenciais”, orienta Ana Lúcia Biral, psicóloga especialista em recursos humanos.

Logo abaixo dos dados pessoais, vem o objetivo. Se a pessoa estiver procurando o primeiro emprego, deve explicar neste espaço por que escolheu essa profissão.
“É importante direcionar esse currículo para uma área específica, pelo menos. A pessoa pode ainda não saber qual é o cargo que ela quer ocupar, mas tem que ter em mente a área na qual ela acha que vai se dar bem”, explica Ana Lúcia.

Depois você deve falar sobre suas habilidades; é importante, porque isso é o que vai manter ou não o interesse de quem está lendo. Por isso é importante, discorrer sobre as habilidades sem se prolongar.

Em Porto Alegre, uma das maiores transportadoras do país recebe mais de 500 currículos recebidos por semana, e descarta pelo menos 15% logo na primeira análise; são candidatos que apresentam um currículo mal estruturado e que não atende às exigências da empresa.

A analista de RH Priscila Bressan Nunes faz parte da equipe de seleção da empresa e fala das falhas mais comuns. “Muitas vezes o currículo vem muito desatualizado, sem informações sobre as últimas experiências ou sobre os últimos anos daquele candidato”, explica. “Também descartamos os currículos que chegam muito amassados, sujos ou muito rasurados. Eles não trazem uma boa imagem do candidato para nós”.

Para os candidatos que já tiveram muitos empregos, Priscila tem uma dica especial. “Antes de encaminhar o currículo, eles devem procurar conhecer o negócio daquela empresa e focar esses valores que são importantes para a empresa. Na hora de escrever, ele deve destacar as experiências que sejam mais relevantes para aquela oportunidade específica”, ensina.

Para o candidato que não tem experiência profissional, a estratégia é outra. “O caminho talvez seja focar em cursos que ele tenha realizado e habilidades ele possa salientar no currículo, mesmo que essas habilidades nunca tenham sido testadas. Iniciativa, interesse e facilidade de aprendizagem são sempre relevantes para uma oportunidade de emprego”, diz a analista.

As experiências no exterior também contam. Você tem que dizer se é fluente ou não nos idiomas que fala. Não se esqueça: não minta sobre isso para não passar vergonha na hora da entrevista.

Uma breve carta de apresentação é bem-vinda. Quanto ao tamanho do currículo, uma página é o ideal para quem está entrando no mercado de trabalho; já para quem tem experiência, três são o limite.

Não mencione no currículo o salário que você quer ganhar; não pega bem. Depois de ter feito um bom currículo, certamente você será chamado para uma entrevista e aí sim terá a chance de dizer quanto quer ganhar, pessoalmente.

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

Tags: curriculo cursos negocio rh