O papel (realmente) estratégico do planejamento

O mais importante é garantir que todos os colaboradores tenham conhecimento e contato com o planejamento e que fiquem cientes e conscientes dos rumos propostos para a empresa

Mariana Sakakibara, www.administradores.com.br,

Investir em planejamento estratégico é premissa básica para a sobrevivência de qualquer empresa de qualquer porte. É ele que ajuda os gestores da empresa a saírem da rotina diária do negócio para que possam pensar nas alternativas de crescimento e em como tornar esse crescimento uma realidade sustentável.

Para institucionalizar o planejamento estratégico, a empresa precisa estar com seus processos e sistemas-chave estruturados para que o crescimento esperado seja alcançado e suportado. E para que isso possa acontecer, é essencial contar com o envolvimento e a dedicação de profissionais facilitadores de todas as áreas da empresa, que agregarão conhecimento específico no processo de elaboração do plano.

Depois de colocar a casa em ordem e de contar com a boa vontade do público interno diretamente envolvido na elaboração do planejamento, é hora de pensar nos impactos positivos e negativos que os direcionamentos propostos implicarão na rotina e na vida da empresa. É preciso ter em mente que, por mais benéfico que seja um planejamento estratégico para a saúde do negócio, ele trará consigo pontos negativos que precisarão ser previstos ou trabalhados de forma pontual depois que o plano começar a ser colocado em prática.

O mais importante é garantir que todos os colaboradores tenham conhecimento e contato com o planejamento e que fiquem cientes e conscientes dos rumos propostos para a empresa. Isso é necessário, já que no plano estão contempladas todas as prioridades da companhia para que possa alcançar o mais rápido e de forma sustentável a sua visão e seus objetivos de longo prazo. Além disso, esta ferramenta permite que a empresa conheça mais sobre o seu mercado, entendendo melhor suas fraquezas e pontos fortes, seus concorrentes, as oportunidades de mercado etc. A estratégia da empresa passa a ser conhecida por todos, permitindo que cada um saiba a sua contribuição no alcance da visão.

A institucionalização de um planejamento estratégico é um momento muito importante para uma corporação. É um período que deve ser dedicado para reflexões e análises do futuro, com tempo destinado à análise sobre os pontos a melhorar, as fortalezas que devem ser consideradas para um crescimento mais rápido e sólido. Enfim, é um processo que requer certa dedicação do time de facilitadores para pensar diferente no futuro. E para os colaboradores em geral, é um momento de conhecer os planos de futuro da empresa e que ela está pronta para garantir o crescimento que está sendo proposto.

Mariana Sakakibara é gerente de Planejamento Estratégico e Gestão da ALLIS S.A. 



Tags: empresa papel planejamento estratégico