Trabalho compulsivo é considerado doença e conta com associação anônima

Com sintomas que variam de pessoa para pessoa, o trabalho compulsivo pode ser considerado uma doença. A boa notícia é que existe tratamento, que pode ser feito por meio da entidade Trabalhadores Compulsivos Anônimos (TCA).

Flávia Furlan Nunes, InfoMoney,
Com sintomas que variam de pessoa para pessoa, o trabalho compulsivo pode ser considerado uma doença. A boa notícia é que existe tratamento, que pode ser feito por meio da entidade Trabalhadores Compulsivos Anônimos (TCA).

Em geral, quando se fala de trabalho compulsivo, é comum que se pense nas pessoas que não param de trabalhar e dedicam muitas horas às atividades profissionais, mas o pensamento compulsivo e a preocupação extrema com o trabalho podem ser sinais da doença.

Os sintomas diminuem a qualidade de vida e podem levar ao estresse e à depressão. A pessoa só percebe que se tornou um workaholic quando começa a analisar a interferência negativa da atividade em outras faces da vida, como no relacionamento consigo mesmo e interpessoal.

O tratamento

De acordo com L.B*, que faz parte do TCA, o tratamento pode ser feito por meio do planejamento do dia e sabendo priorizar as atividades. Para explicar como sair da situação, ela cita o "Plano de Ação" dos Trabalhadores Compulsivos Anônimos:

"Colocamos no papel o que pretendemos fazer cada dia por nossos relacionamento, atividades e nós mesmos. Isso nos ajuda a desenvolver um estilo de vida mais saudável e equilibrado. Também nos ajuda a superar a negação".

"Compartilhar nosso plano com outra pessoa dá-nos a oportunidade de expressar sentimentos que estão freqüentemente na raiz de nosso comportamento compulsivo", completa.

O anonimato

L.B disse que o TCA surgiu como uma alternativa para as pessoas compulsivas pelo trabalho conseguirem o equilíbrio "nessa atividade essencial, com um grande potencial de gerar realização e felicidade, mas que, ao contrário, passou a gerar frustração e ansiedade".

Quando questionada sobre o motivo de criar uma sociedade anônima, já que o trabalho não é visto como algo ruim pela sociedade, ela disse que a entidade se baseia nos 12 passos e 12 tradições do Alcoólicos Anônimos.

"Enquanto trabalhadores compulsivos, os fundadores do TCA identificaram o mesmo padrão de dependência do trabalho que o alcoólico do álcool. Ao seguir as mesmas orientações de recuperação, nos beneficiamos do sucesso e sabedoria no combate à adicção".

O diagnóstico
Ainda de acordo com L.B, mesmo que trabalhar por muitas horas seja algo considerado como edificante pela sociedade, no nível individual, o workaholic se sente alienado pelo fazer compulsivo.

"O mesmo acontece para aquelas pessoas que são tidas como grandes realizadoras pelo olhar externo, e que dão conta de muitos projetos e atividades ao mesmo tempo". O TCA preparou um questionamento que a pessoa pode usar para diagnosticar a si próprio:

# Você fica mais entusiasmado com o trabalho do que com a família ou qualquer outra coisa?
# Há vezes em que você consegue trabalhar vigorosamente e outras em que não consegue?
# Você leva o trabalho consigo para a cama? Para os fins-de-semana? Para as férias?
# É o trabalho o que você mais gosta de fazer e sobre o que mais fala?
# Você trabalha mais do que 40 horas semanais?
# Você transforma seus passatempos em empreendimentos lucrativos?
# Você se responsabiliza totalmente pelo resultado de seus esforços profissionais?
# Sua família já desistiu de esperar que você chegue na hora?
# Você aceita trabalho extra por acreditar que, se não o fizer, ninguém mais o fará?
# Você subestima quanto tempo um projeto levará e então corre para terminá-lo?
# Você acredita que não há problema em trabalhar muitas horas se você ama o que faz?
# Você se impacienta com pessoas que têm outras prioridades além do trabalho?
# Você tem medo de que se não trabalhar muito perderá seu emprego ou será um fracasso?
# O futuro é uma preocupação constante para você, mesmo quando as coisas estão correndo bem?
# Você faz as coisas de maneira enérgica e competitiva, inclusive divertir-se?
# Você se irrita quando as pessoas lhe pedem que pare seu trabalho para fazer outra coisa?
# As suas muitas horas de trabalho já prejudicaram sua família ou outros relacionamentos?
# Você pensa em trabalho enquanto dirige, enquanto dorme e enquanto outros estão falando?
# Você trabalha ou lê durante as refeições?
# Você acredita que mais dinheiro resolverá os outros problemas de sua vida? De acordo com o TCA, três respostas positivas são consideradas indicativo de que pode haver algum problema com trabalho compulsivo. "A consciência de nosso problema abre portas a possíveis soluções", finaliza.

* O nome da entrevistada foi preservado para manter a tradição de anonimato do TCA


Tags: alcool doenca trabalho

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração