Mais comentada

Você sabe o que é e como funciona uma cooperativa de trabalho?

Trabalhador que se interessar em ingressar no sistema de cooperativa deve procurar uma unidade na sua área de atuação

Equipe InfoMoney, InfoMoney,

A Lei nº 5.764/71, alterada pela Lei nº 7.231/84, definiu a política nacional de cooperativismo, instituindo o regime jurídico das sociedades cooperativas. No estado de São Paulo, existem aproximadamente 1.300 delas. No entanto, você sabe o que uma cooperativa de trabalho faz?

 

"Imagine uma empresa em que os ganhos são divididos igualmente e os prejuízos, quando existem, são minimizados entre todos os trabalhadores, que são funcionários e proprietários ao mesmo tempo: são as cooperativas", afirma a presidente da Fetracesp (Federação dos Trabalhadores Cooperados no Estado de São Paulo), Sandra Campos.

 

Segundo Sandra, a cooperativa tem por finalidade o sucesso do trabalho coletivo, aliado à melhoria da qualidade de vida de seus trabalhadores. 

 

O sistema, explica a presidente, funciona de maneira diferente do de uma companhia mercantil – em que há um dono, dois, ou ainda um pequeno grupo. Na cooperativa, cada trabalhador é um associado, que entra com capital correspondente a uma parcela da instituição. Desta forma, os trabalhadores são, ao mesmo tempo, usuários (utilizam-se da cooperativa para buscar ou manter postos de trabalho) e donos do próprio negócio.

 

Como e quem pode ingressar?


O trabalhador que se interessar em ingressar no sistema de cooperativa deve procurar uma na sua área de atuação, quando ele será orientado sobre o sistema cooperativo e preencherá uma proposta de adesão, que será avaliada pela diretoria.

 

Caso seja aceito, um processo de adesão do novo sócio será realizado, sendo que o primeiro passo será encaminhá-lo para trabalho em algum tomador de serviços.

 

"Nessa estrutura, também chamada de cooperativa autogestionária, todos participam ao mesmo tempo da gestão e da prestação de serviços e não há empregados na atividade-fim. Essa dinâmica tem importante relevância social, pois se reflete na promoção socioeconômica dos associados", observa Sandra.

 

No ramo das cooperativas, são destaques os vigilantes, trabalhadores da construção civil, garçons, garis, cabeleireiros, artistas de teatro, costureiras, coletores de materiais recicláveis, auditores, consultores, médicos, enfermeiros, engenheiros, entre outras categorias profissionais.

 

Benefícios


De acordo com a presidente da Fetracesp, existe uma série de vantagens para o cooperado. Entre elas, estão:

  • Retirada acima da média de mercado para a categoria;
  • Melhores oportunidades e condições de aquisição de bens e serviços, pela coletividade;
  • Crescimento profissional: o foco da cooperativa é trabalhar para o cooperado, oferecendo a este cursos de aperfeiçoamento e qualificação, entre outros benefícios.

Assim como para o cooperado, as vantagens para o tomador de serviços são menor custo e maior qualidade, pois quem presta o serviço também é dono do negócio.

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

Tags: atuação cooperativa Lei nº 5.764/71 trabalho

Shopping