Mais comentada

Nova TV vai interpretar emoções e expressões faciais dos telespectadores, diz especialista

Apesar de alguns pessimistas afirmarem que a televisão vai desaparecer completamente, Donaldson acredita que, na verdade, haverá um aumento do aumento de usuários

Redação Administradores, www.administradores.com.br,

Você já imaginou a existência de um aparelho de televisão inteligente, que pode ser controlado por dispositivos móveis, como tablets e smartphones, e ainda capaz de interpretar expressões faciais e emoções dos telespectadores?

Segundo Dean Donaldson, especialista em marketing digital, esse cenário não faz parte de um filme de ficção científica. Durante o fórum internacional "Digital Experience Day" sobre marketing online, que aconteceu recentemente em Barcelona, na Espanha, ele assume, assim como outros experts no assunto, que esse modelo de televisão "Smart" – ou inteligente – vai se tornar uma realidade em pouco tempo.

"Os novos aparelhos serão flexíveis e extremamente finos, possuirão conexão à Internet, trarão aplicativos personalizados e exibirão imagens em alta definição em 3D sem a necessidade da utilização de óculos especiais", revela Donaldson, que também é o diretor de Inovação e Mídia da MediaMind. Porém, em sua opinião, o avanço mais impressionante nesse novo tipo de televisão está relacionado à capacidade de ler e entender, em tempo real, as emoções, sentimentos, expressões faciais e gestos do telespectador.

Por outro lado, o especialista adverte que esses avanços tecnológicos deverão provocar um grande debate sobre os possíveis efeitos desse novo modelo televisivo na privacidade dos telespectadores. Entretanto, a TV que vem por aí permanecerá ocupando seu espaço tradicional e consagrado na casa das famílias, ou seja, a sala de estar. Já o telefone celular se mudará para o automóvel e o tablet ficará no dormitório.

Alguns pessimistas afirmarem que a televisão vai desaparecer completamente, mas especialista acredita que, na verdade, haverá um aumento do aumento de usuários (Imagem: Thinkstock)

 
Apesar de alguns pessimistas afirmarem que a televisão vai desaparecer completamente, Donaldson acredita que, na verdade, haverá um aumento do aumento de usuários. O especialista reconhece que os jovens passam mais tempo na frente da TV do que alguns anos atrás. No entanto, observa-se uma variação em relação ao tipo de dispositivo utilizado para assistir aos programas.

De acordo com o especialista, a nova TV poderá ser controlada a partir de uma ou de diversas telas sensíveis a toque. Mas não é só isso, os telespectadores também poderão acessar suas funções com seus movimentos, gestos ou comandos de voz, permitindo, inclusive, interagir para jogar, participar de programas ou comprar produtos e serviços.

Dessa forma, o telespectador conseguirá ter acesso àquilo que desejar, quando e como quiser, de acordo com a previsão. Uma jovem, por exemplo, ficou curiosa em saber onde uma atriz comprou o vestido que está usando em uma determinada entrevista ou em quais filmes atuou. Em um piscar de olhos, essas informações vão aparecer na tela. Além disso, ela também poderá segui-la nas redes sociais pela televisão.

Donaldson afirma que este modelo de TV inteligente será "dominado" por sistemas operacionais desenvolvidos por grandes empresas – como acontece já com os telefones celulares – e continuará incorporando conteúdos muito populares, como o Facebook ou o Youtube, que deverão permanecer constantemente atualizados para não correrem o risco de ficarem ultrapassados. 





Tags: emoções interatividade nova TV telespectadores