SpaceX lança maior foguete do mundo e coloca carro da Tesla no espaço

Com sucesso da Falcom Heavy, SpaceX provou que está pronta para fazer o "delivery espacial" de cargas maiores

Redação, Administradores.com,
Divulgação/ Flickr SpaceX
Falcon Heavy: lançamento do maior foguete do mundo foi um sucesso

Na tarde da última terça-feira (6), a SpaceX impressionou, mais uma vez, com sua tecnologia aeroespacial. A empresa de Elon Musk lançou o maior foguete do mundo, o Falcon Heavy, e o colocou em órbita, levando como "passageiro" um carro Tesla Roadster, do próprio Musk.

O plano era ambicioso. Após o lançamento, dois foguetes propulsores se separariam do Falcon e voltariam à Terra, para pousar sem danos na base de Cabo Canaveral, na Flórida. A parte principal do foguete, que também deveria retornar, pousaria em uma plataforma da empresa posicionada no mar. Já o Roadstar deveria seguir no espaço até entrar na órbita de Marte, onde viajaria por seis meses rumo ao planeta.

Ao final, apenas a primeira parte deu certo: os primeiros dois foguetes pousaram, mas o terceiro, o principal propulsor, acabou errando o alvo por 100m e se perdeu no mar. No espaço, a nave que levava o carro Tesla acabou ultrapassando o ponto que o levaria à órbita de Marte e agora segue pelo cinturão de asteroides. Ainda assim, a missão foi um sucesso e foi comemorada aos gritos e aplausos pela equipe da SpaceX.

Veja a o vídeo com o lançamento e o pouso dos foguetes (a partir de 21:40)

:

Futuro

O lançamento foi um sucesso porque, com o primeiro voo da Falcon Heavy, a empresa queria demonstrar que tem a capacidade de produzir e colocar em órbita veículos espaciais gigantescos. E a escolha de levar um Roadster, independente de seu trajeto, foi uma jogada de marketing de Musk: ao mesmo tempo que promove sua outra empresa, a Tesla, ainda mostra ao mundo que os foguetes da SpaceX podem levar qualquer "bagagem" ao espaço.

Agora, a SpaceX provou que está pronta para fazer o "delivery espacial" de cargas maiores, como grandes satélites de segurança nacional. Além disso, ao conseguir pousar dois de seus três foguetes, também comprova que Elon Musk está cada vez mais próximo de cumprir sua promessa de desenvolver superfoguetes completamente reutilizáveis que poderão, no futuro, levar os primeiros humanos para Marte.