Cases / Casos em Administração Brasileira

Case: Apex Brasil: Um estudo sobre o fomento da Internacionalização de empresas Nacionais.

Nos dias atuais com a globalização e a aproximação dos mercados surge um cenário no qual a concorrência cada vez mais acirrada incita o empreendedor a buscar formas, métodos e sistemas de expansão de seus negócios nesse contexto surge a 'Apex – Brasil' a qual fomenta a internacionalização de empresa

Aloizio Ziareski,

Trabalho, desenvolvido por: Aloizio Ziareski; Everson Silveira; Marcos Magnum; Michel Zanon, e apresentado a disciplina de Empreendedorismo, do curso de Administração, 5º Periodo, da Faculdade INEC - Castro, Professor Jorge Soistak.

 

Resumo

 

O presente estudo busca investigar o sistema de fomento a internacionalização de empresas nacionais por do apoio e staff prestado as organizações que buscam emergir no mercado estrangeiro. Como escopo de pesquisa foi proposto à 'Apex - Brasil' órgão instituído pelo governo federal o qual tem como objetivo auxiliar empresas nacionais de grande, médio e pequeno porte a iniciar a internacionalização de seus produtos por meio da exportação. Pois constado que nos dias atuais com a globalização e a aproximação dos mercados surge um cenário no qual a concorrência cada vez mais acirrada incita o empreendedor a buscar formas, métodos e sistemas de expansão de seus negócios nesse contexto surge a 'Apex – Brasil' que atualmente é o instrumento ideal para apoio na investida no mercado externo. Para produção deste trabalho foi utilizado o método exploratório por meio de pesquisa aleatória. Em resumo este trabalho tem por objetivo esclarecer e ampliar o know-how acerca do Fomento a Exportação e Internacionalização de produtos e serviços.

Palavras chave: Apex – Brasil, Exportação, Internacionalização, Empreendedorismo.

Abstract

The present study investigates the development system the internationalization of domestic companies by the staff provided support and organizations that seek to emerge in the foreign market. As the scope of research was proposed to 'Apex - Brazil' body established by the federal government which aims to help national companies large, medium and small size to start the internationalization of its products through export. Because it featured today with the globalization of markets and the approach appears a scenario in which the increasingly fierce competition encourages the entrepreneur to seek ways, methods and systems for business expansion in this context the 'Apex - Brazil' that currently is the ideal tool to support the assault on the foreign market. In producing this study we used the exploratory method by random search. In summary this paper aims to clarify and expand the know-how about the Internationalization and Export Promotion of products and services.

Keywords: Apex - Brazil, Export, Internationalization, Entrepreneurship.

1. Introdução

A globalização já deixou de ser algo novo para se tornar realidade no dia a dia das empresas, com a aproximação dos mercados surge um novo contexto com novas necessidades, pois esta aproximação traz ao mercado novos concorrentes e com isso a competitividade entre estas organizações, partindo deste ponto surge uma questão o que as empresas devem fazer para transcender a concorrência e além de se preservar, emergir no mercado? Esse questionamento nos incita a buscar métodos, modelos e formas de expansão dos negócios, nesse contexto surge à exportação como método de expansão de um organismo empresarial, para tanto existem órgãos que fomentam essas atividades comerciais e como escopo deste estudo foi proposto à investigação da Apex do Brasil, sobre a qual discorreremos neste trabalho.

A Apex do Brasil foi criada a partir da necessidade de aquecer a exportação de produtos brasileiros, tendo inicio em 21 de novembro de 1997 como Apex pelo decreto 2.398, transformou-se em Apex – Brasil, pela Medida Provisória 106 de 23 de janeiro de 2003. No entanto sua função de staff auxilia as empresas de qualquer porte a aumentar sua participação ou iniciação no mercado externo juntamente com as SEBRAE' s que prestam serviços tais como, capacitação e treinamentos de pessoal, pesquisas de mercado e participação em feiras e seminários.

O método de trabalho da Apex – Brasil é fragmentado em 19 setores diferentes de atuação no mercado, podemos citar como exemplo: alimentos; cosméticos; artefatos de borracha; couro; autopeças; flores e plantas ornamentais; calçados, entre outros.

2. Apoio e Treinamento

A devida atenção com as empresas atendidas por ela, dadas por meio de treinamentos possibilitam um melhor entendimento do mercado e prepara a empresa para que seja uma forte concorrente e esteja preparada para atingir o publico alvo, pensando em atender as necessidades das organizações a Apex – Brasil utiliza-se de ferramentas para desenvolver e preparar as atividades de exportação, como citado abaixo:

sensibilização, conscientização e mobilização (seminários, workshops etc..);

missão de cultura exportadora (visita a feiras, a importadores, pontos de venda etc.);

identificação de produtos com potencial para exportar;

prospecção de mercados (detalhamento de estudos de mercado);

treinamento e capacitação em comércio exterior ;

treinamento e capacitação em gestão das empresas;

adequação de produtos (certificação, design, embalagem, etc.);

adequação de processos (tecnologia, qualidade total, certificação ISO etc.)

3. Formas de Investimento.

É importante ressaltar, que nas atividades comerciais de exportação, as empresas de diversos setores da economia brasileira, devem traçar objetivos e estratégias consistentes, para que se possam consolidar como exportadores no mercado internacional.

Uma empresa, mesmo que de grande porte, deverá ter a consciência de que conquistar novos mercados, de maneira consistente e competitiva, pode ser uma tarefa árdua e muito desafiadora. No entanto, isso pode demandar tempo (estratégia de médio a longo prazo), e vai desde a pesquisa até a constituição de uma imagem sólida e consistente da marca (Empresa).

Atualmente o governo através da APEX-Brasil, vem contribuindo com os consórcios de exportação e liberação posterior de recursos para sua promoção. Cabe lembrar que também são desenvolvidas parcerias com entidades de classe empresarial e outras instituições sem fins lucrativos sempre visando à promoção das exportações.

Consórcio de exportação é um sistema criado para viabilizar a exportação de micro, pequeno empresas e até mesmo de médias empresas. Consiste na união de várias empresas para ratear as despesas aduaneiras e os custos nas participações de feiras .É um agrupamento de empresas com o mesmo interesse , ou seja, exportar. Dessa forma, reúnem-se em uma entidade estabelecida juridicamente sem fins lucrativos, na qual as empresas participantes têm maneiras de trabalho conjugado e em cooperação, com vistas aos objetivos comuns de melhoria da oferta exportável e de promoção de exportações.

No entanto, os membros de um consórcio de exportação, têm que entender que esta cooperação deve prevalecer sobre a competição, afim de ter acesso a mercados chaves e ás últimas tecnologias.

As principais vantagens deste mecanismo de cooperação são as seguintes: a redução dos custos de exportação através de despesas rateadas entre as empresas; redução dos riscos ligados a venda; maior poder de negociação com fornecedores e compradores; ampliação da escala de produção; ganhos na eficiência; absorção de novas tecnologias de produção de forma conjunta; aprimoramento do processo de gestão e produção; acúmulo de conhecimento; aumento de conhecimento em marketing internacional; maior poder de negociação com fornecedores e compradores; aumento da competitividade perante os concorrentes nacionais; efeito moral (motivador) sobre as empresas participantes; possibilidade de criação de uma marca forte; realização de brand; catálogos e sites na internet em conjunto; diminuição dos custos de cada empresa por atividade promocional ; sinergia nos transportes; diversificação geográfica da exportação; dentre outras.

Já as desvantagens estão ligadas a certos cuidados que o consórcio tem que ter como: comportamentos individualistas e preocupação de que outro consorciado obtenha mais vantagem durante as atividades; permanência de segredos industriais entre os participantes; falta de profissionalismo dos gerenciadores do consórcio; mau planejamento; postura de visualização da exportação como estratégia de curto prazo (empresários que visam apenas lucros imediatos); considerar o consórcio apenas como válvula de escape de crises internas; inexistência de confiança nos trabalhos conjuntos; o número de empresas para um consórcio de pequenos produtores, ser muito maior do que quinze; a rivalidade e a concorrência extrapolarem o mercado interno.

4. Responsabilidade Social

A Apex apoia o movimento cinematográfico nacional por meio de investimentos no projeto Cinema do Brasil idealizado pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), em 2006 somam-se a esses a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura para a implantação do Programa, Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores e a ANCINE – Agência Nacional do Cinema.

Este projeto tem como objetivo ampliar a participação do audiovisual brasileiro no mercado internacional, oferecendo as empresas associadas apoio logístico e estratégico para que elas possam realizar coproduções e abrir mercados para a distribuição da sua produção, valorizando assim a imagem da indústria cinematográfica nacional no exterior (Cinema do Brasil).

Verificando esse incentivo dado pela Apex a este movimento destaca-se novamente o seu objetivo primário que é o desenvolvimento da internacionalização de empresas nacionais, neste projeto fomentando o cinema nacional

5. Curiosidades

O objetivo principal da Apex – Agencia Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos é o de fomentar as empresas nacionais que tem como objetivo buscar a internacionalização de seu serviço ou produto pode-se confirmar isso por meio de suas políticas institucionais;

Missão

A Apex - Brasil trabalha para desenvolver a competitividade das empresas brasileiras, promovendo a internacionalização dos seus negócios e a atração de investimentos estrangeiros diretos.

Estratégia de Atuação

Instância de formulação estratégica e apoiadora técnica, a Apex-Brasil atende empresas de todos os portes, com foco nas pequenas e médias, e em todos os estágios de maturidade exportadora, com foco no fortalecimento de setores estratégicos para o desenvolvimento e a competitividade do Brasil. A agência apoia atualmente mais de 12 mil empresas de 81 setores da economia brasileira. Em 2011, essas empresas - 14 da área de serviços e 67 de produtos - foram responsáveis, por 21,24% das exportações da indústria brasileira.

Objetivos

A Agência trabalha para inserir mais exportadores no mercado internacional, diversificar e agregar valor à pauta de exportação brasileira, aumentar o volume comercializado, consolidar a presença do país em mercados tradicionais e abrir novos mercados para os produtos e serviços brasileiros.

Foco na competitividade

Com o objetivo aumentar a competitividade da indústria brasileira no concorrido mercado global, a Apex-Brasil desenvolve ações de incentivo às empresas brasileiras visando à busca permanente por inovação tecnológica e agregação de valor aos produtos e serviços brasilerios, com ênfase para fatores como design e sustentabilidade, entre outros.

Atração de investimentos produtivos

A Apex-Brasil coordena os esforços de atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o país, trabalhando na identificação de oportunidades de negócios e garantindo apoio ao investidor estrangeiro durante todo o processo de investimento no Brasil. Foco em setores estratégicos para o desenvolvimento e a competitividade do Brasil e objetivos como a transferência de tecnologias inovadoras para o setor produtivo brasileiro.

Inovadoras plataformas de negócios

Ações tradicionais de promoção comercial e inovadoras plataformas de relacionamento e negócios, sempre orientadas por estudos de inteligência comercial e competitiva e desenvolvidas pela Apex-Brasil, abrem novas oportunidades para as empresas brasileiras no exterior com significativos resultados de negócios. Projeto Fórmula Indy, Projeto Brasil Trade, Projeto Carnaval são algumas dessas plafatormas inovadoras. Conheça mais sobre esses projetos nos links abaixo.

O Brasil Trade Guide (BTG) visa aproximar compradores estrangeiros de trading companies brasileiras especializadas em determinados produtos ou mercados. O BTG contribui também para que micro, pequenas e médias empresas possam identificar empresas comerciais exportadoras que facilitem seu acesso aos mercados externos. Dentre as vantagens oferecidas pelas empresas comerciais exportadoras brasileiras, destacamos:

Relações comerciais: conquista e manutenção de clientes estrangeiros.

Contratos internacionais: segurança jurídica dos negócios realizados.

Operações financeiras: neutralização de riscos financeiros decorrentes dos negócios.

Operações logísticas: movimentação de mercadorias com a melhor relação custo/benefício.

Procedimentos aduaneiros: gerenciamento de processo na aduana de origem e/ou destino.

Controle de processo: realização de ações operacionais que efetivem o fechamento de negócios.

A Apex-Brasil apoia, atualmente, mais de 13.000 empresas de 80 segmentos da economia brasileira que exportam para mais de 200 mercados, por meio de iniciativas realizadas em parceria com setores produtivos e embasadas em estudos de inteligência comercial e competitiva com o objetivo de orientar as decisões das empresas nacionais sobre o ingresso em mercados internacionais.

A Agência organiza ações de promoção comercial, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios e apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais e à presença de compradores estrangeiros e de formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira.

Os Centros de Negócios estão estrategicamente localizados na Ásia (Pequim - China), Oriente Médio (Dubai - Emirados Árabes Unidos), América do Norte (Miami - EUA), América Central e Caribe (Havana - Cuba), Europa Ocidental (Bruxelas - Bélgica), Leste Europeu (Moscou – Rússia) e África (Luanda - Angola). Em Bruxelas, funciona também o Brazilian Business Affairs (BBA), escritório da Apex-Brasil em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que acompanha as tendências e deliberações da União Europeia.

A Agência também coordena os esforços de atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o país, trabalhando na identificação de oportunidades de negócios e garantindo apoio ao investidor estrangeiro durante todo o processo no Brasil. O objetivo é atrair capitais produtivos de empresas estrangeiras que possam incorporar inovações tecnológicas e novos modelos de gestão de negócios e adensar cadeias produtivas.

Na cooperação internacional, a Apex-Brasil preside a Associação Mundial das Agências de Promoção de Investimentos (WAIPA) e a Rede Ibero-Americana de Organismos de Promoção Comercial (REDIBERO)

Em 2009, a Apex-Brasil foi eleita pelo Banco Mundial como a 2ª melhor agência em atendimento ao investidor entre 181 instituições de todo o mundo, conquistando o topo do ranking da América Latina e Caribe e o segundo lugar geral no quesito "informação aos investidores".

Em 2010, a Agência foi premiada com o TPO Network Award como melhor agência de promoção comercial entre os países em desenvolvimento.

6. Conclusão

Conclui-se que nas atividades comerciais de exportação, as empresas de diversos setores da economia brasileira, devem traçar; objetivos e estratégias consistentes, para que se possam consolidar como exportadores no mercado internacional nesse contexto surge um efetivo instrumento de fomento a internacionalização de serviços e produtos ofertado pela Apex – Brasil que é o Consórcio de exportação, um sistema criado para viabilizar a exportação de micro, pequenas empresas e até mesmo de médias empresas o qual facilita a entrada de empresas nacionais em mercados estrangeiros

7. Referencias

Cinema do Brasil; disponível em: http://www.cinemadobrasil.org.br/2012/quem-somos.php?lang=pt; Acesso em: 01/06/2012

Apex do Brasil; disponível em: http://www.apexbrasil.com.br/portal/publicacao/engine.wsp?tmp.area=526&tmp.texto=87; Acesso em 01/06/2012.

A ENTRADA DO BRASIL NO MERCADO MUNDIAL DE VINHOS: ANÁLISE DAS POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DA APEX-BRASIL. Disponível em: http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=Estudo+de+caso+apex+brasil&source=web&cd=7&ved=0CFcQFjAG&url=http%3A%2F%2Fprope.unesp.br%2Fxxii_cic%2Fver_resumo.php%3Farea%3D100044%26subarea%3D12567%26congresso%3D30%26CPF%3D35055741805&ei=HBaOT5bkAsXX0QGQrs2wDw&usg=AFQjCNEy5N3S7n7FvYyoJDALsSxQViocNQ&cad=rja; Acesso em: 01/06/2012;

CONSORCIO DE EXPORTAÇÃO NO BRASIL UM ESTODO MULTI CASOS; Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-30012007-190423/pt-br.php Acesso em 19/04;

CONSÓRCIO DE EXPORTAÇÃO COMO ALTERNATIVA DE PEQUENAS E MÉDIAS

EMPRESAS: UM ESTUDO DE CASO NA CADEIA TÊXTIL; Disponível em: http://www.revistasusp.sibi.usp.br/pdf/rege/v15n2/v15n2a1.pdf; Acesso em: 26/05/2012.

CONSÓRCIO DE EXPORTAÇÃO: Estratégia Para Internacionalização De Médias E Pequenas Disponível em: empresas http://www.aedb.br/seget/artigos09/548_286_Consorcio_de_Exportacao_Estrategia_para_Internacionalizacao_de_Medias_e_Pequenas_Empresas.pdf; Acesso em 19/04;

ESTRATÉGIAS DE MARKETING EM CONSÓRCIOS DE EXPORTAÇÃO: Formulação De Hipóteses A Partir De Estudos Empíricos Na Indústria Têxtil E De Confecções No Brasil Disponível em: http://www.unifae.br/publicacoes/pdf/IIseminario/organizacoes/organiacoes_05.pdf; Acesso em: 19/04.

Faça o download agora

Tags: Apex Brasil Empreendedorismo Exportação Internacionalização.

Shopping