Alan Castro Barbosa

  • Dinheiro -
    Uma polêmica e tanto no setor educacional, se já não bastassem todos os direitos garantidos aos clientes, as escolas ainda enfrentam problemas quando se trata de material didático, quando este é fornecido ou repassado em separado pela instituição, muitas vezes cobrado no mesmo boleto em 3 ou mais vezes.
  • Dinheiro -
    Com aumentos oscilando entre 4% e 12% em todo país, os preços das matrículas e mensalidades no geral deverão seguir uma média de 6%, uma vez que a Lei obriga as escolas a terem a Planilha de Custos que comprove o reajuste (LEI 9870/99), e a mesma se baseia na inflação, projeção de aumento da folha de pagamento e variação de despesas e investimentos pedagógicos.
  • Dinheiro -
    É uma dúvida rotineira de gestores, e principalmente de pais de alunos, o que gera todos os anos no período de matrículas, o desconforto e desafio de explicar a todos os envolvidos, da legalidade e necessidade de aplicar reajustes e preços diferentes, a cada nível de ensino.
  • Negócios -
    Levantamento feito pelos sindicatos das instituições privadas apontou aumento de, em média, 11,5% nas mensalidades para 2017
  • Dinheiro -
    O reajuste dos preços das escolas particulares no Brasil deve ficar entre 5% e 8%, segundo levantamentos já realizados pela Castro Consultoria.
  • Negócios -
    Escolas são obrigadas por Lei a comprovar o reajuste todo ano, além disso como elas não podem mudar os preços durante o ano letivo, se cometerem um erro no cálculo das mensalidades, podem ter um prejuízo muito grande, e causar problemas sérios.
  • Dinheiro -
    Com a economia ruim, essa etapa é fundamental, além da exigida por lei
  • Dinheiro -
    O reajuste dos preços das escolas particulares do estado de São Paulo, deve ficar entre 11% e 14%, segundo levantamentos já realizadas pela Castro Consultoria e pelas informações apresentadas pelo SIEEESP, que informou que a média do estado deva ficar na casa dos 12%
  • Dinheiro -
    Escolas são obrigadas por Lei a comprovar o reajuste todo ano, além disso como elas não podem mudar os preços durante o ano letivo, se cometerem um erro no cálculo das mensalidades, podem ter um prejuízo muito grande, e causar problemas sérios
  • Negócios -
    Existe uma legislação específica para reajuste de preços das escolas particulares em todo Brasil, mas poucas seguem as regras determinadas e ficam sujeitas a intervenções do Procon ou consequências do mal planejamento do orçamento
1-10 de 79

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração