Mais comentada

A teoria dos três fatores de Sirota

O alto entusiasmo no trabalho geralmente significa disposição, para trabalhar afinco.

Então você viu pessoas começarem novos trabalhos com muito entusiasmo, prontas para começar a contribuir, mas depois observaram enquanto perdiam essa motivação constantemente?

Infelizmente, isso é comum. E isso pode levar a sérios problemas para os gerentes, pois eles lutam para motivar membros da equipe frustrados, indiferentes, não cooperativos e improdutivos. Supervisão rigorosa, discursos motivacionais, programas de recompensa, disciplina progressiva e transferências de departamento - tudo isso faz parte da caixa de ferramentas do gerente. No entanto, essas estratégias geralmente não são eficazes.

O Dr. David Sirota, pesquisador e consultor organizacional, conduziu uma pesquisa sobre formas de motivar funcionários. Seu trabalho foi baseado em pesquisas de mais de quatro milhões de trabalhadores em todo o mundo - assim como grupos focais, entrevistas, estudos de caso e observações informais. Mais proeminentemente exposto em seu livro de 2005 denominado The Enthusiastic Employee, ele concluiu que a maneira de entusiasmar os trabalhadores é dar a eles o que eles querem.

A Teoria dos Três Fatores de Sirota da Motivação Humana no Local de Trabalho baseia-se em três princípios fundamentais:

Os objetivos da organização não estão em conflito com os objetivos dos colaboradores.
Os colaboradores têm necessidades básicas que as organizações devem tentar atender.

O entusiasmo da equipe é uma fonte de vantagem competitiva.

Para entender e apreciar a teoria de Sirota, é importante reconhecer o ponto de partida: que a maioria das pessoas inicia um novo trabalho com altos níveis de motivação e entusiasmo e que geralmente querem aproveitar o que fazem. Ele argumenta que esse estado natural de motivação é então reduzido, ao longo do tempo, por más práticas e más condições dentro da empresa.

Os três fatores, que juntos constroem entusiasmo, são os seguintes:

Equidade/Justiça - As pessoas querem ser tratadas de forma justa no trabalho.
Realização - As pessoas querem fazer um trabalho importante e útil e serem reconhecidas por isso.
Camaradagem - As pessoas querem ter bons relacionamentos com seus colegas de trabalho.

Vamos analisar cada um destes fatores:

Fator Um: Equidade/Justiça

As pessoas são motivadas por um tratamento justo e querem que sua empresa ofereça condições básicas que respeitem suas necessidades fisiológicas, econômicas e psicológicas.

As pesquisas de Sirota incluíam questões sobre condições físicas de trabalho, segurança no trabalho, a quantidade de trabalho esperado, remuneração, comunicação, favoritismo e a consistência das ações e comunicação da administração.

De acordo com Sirota, para garantir que sua organização demonstre equidade, você precisa abordar todos os três elementos de justiça:

Segurança fisiológica

-Garantir a segurança física dos trabalhadores.
-Crie condições de trabalho seguras.
-Estabeleça expectativas que dêem à sua equipe um equilíbrio razoável entre trabalho e vida pessoal.
-Certifique-se de atender a todos os requisitos de segurança no local de trabalho.
-Fornecer treinamento de segurança regularmente.

Segurança Econômica

-Fornecer um nível razoável de segurança no trabalho.
-Considere todas as alternativas possíveis antes de demitir colaboradores.
-Peça demissões voluntárias quando uma dispensa for inevitável.
-Comunique-se aberta e honestamente sobre a demissão.
-Fornecer recolocação e apoio financeiro para os colaboradores que perderam seus empregos.
-Manter as necessidades de justiça dos colaboradores. que permanecem.

Fornecer compensação justa

-Pague salários competitivos e acompanhe a inflação.
-Inclua algum pagamento variável (bônus) por desempenho.
-Permitir que os colaboradores compartilhem o sucesso da empresa por meio da participação acionária ou de outros programas de participação nos lucros.

A teoria de Sirota é forte em compensação. Ele não acredita (como alguns fazem) que o dinheiro está abaixo na lista de fatores motivadores. Sua teoria diz que o pagamento representa respeito e realização, não apenas a capacidade de comprar as necessidades da vida.

Saúde psicológica

-Crie um ambiente de respeito.
-Trate todos os colaboradores. da mesma forma, independentemente de quanto poder eles têm.
-Use o poder de forma justa.
-Minimize as distinções de status no local de trabalho - por exemplo, evitando -estacionamentos separados ou áreas de alimentação.
-Fornecer autonomia suficiente e apropriada e trabalho independente.
-Preste atenção ao que os colaboradores dizem, o que querem e precisam.
-Forneça feedback e reconhecimento positivos.
-Mostrar interesse nos colaboradores e insistir na cortesia comum.

Fator Dois: Realização

As pessoas querem ter orgulho de seu trabalho e querem que suas conquistas sejam reconhecidas. Eles também querem se sentir orgulhosos do que a organização como um todo alcança.

Sirota fez perguntas aos colaboradores sobre a quantidade e o tipo de feedback que receberam, sobre como o ambiente de trabalho era participativo, se os recursos adequados eram fornecidos e como estavam orgulhosos de sua empresa.

Para ajudar as pessoas a sentir esse sentimento, uma organização precisa fazer quatro coisas:

1. Fornecer um ambiente de trabalho capacitador:

-Dê às pessoas o que elas precisam para fazer bem o trabalho.
-Use equipes de forma eficaz.
-Use liderança participativa prática.
-Torne a organização o mais plana possível - em outras palavras, elimine a burocracia e a hierarquia onde você puder.
-Delegar efetivamente, e evitar o microgerenciamento.

2. Fornecer um trabalho desafiador:

-Permitir que as pessoas façam um trabalho interessante e que use suas habilidades e competências.
-Contrate pessoas com base no ajuste.
-Trabalhos com possibilidade da criatividade para enriquecimento e satisfação.
-Comunique como cada trabalho contribui para a empresa como um todo.
-Fornecer treinamento e oportunidades para as pessoas aprenderem novas habilidades.

3. Use Feedback, Reconhecimento e Recompensa:

-Deixe as pessoas saberem como estão se saindo.
-Comunique expectativas claras.
-Estabelecer e concordar com prioridades.
-Use recompensas tangíveis para reconhecer conquistas.
-Balanço de críticas com muitos elogios.
-Promover de dentro, sempre que possível.
-Leia mais sobre como dar feedback.

4. Seja uma Organização de Propósito e Princípios:

-As pessoas querem trabalhar para empresas confiáveis ​​de que possam se orgulhar.
-Crie uma visão, isso pode deixar os colaboradores orgulhosos.
-Comunique os princípios da empresa.
-"Fale do seu negócio com paixão."
-Adote e aplique a liderança ética.
-Fornecer um produto ou serviço de qualidade e usar práticas de gerenciamento de qualidade.

Fator Três: Camaradagem

Quando as pessoas vão trabalhar, elas querem se divertir. Isso faz com que as relações interpessoais sejam muito importantes. Uma cultura que apoia e incentiva a cooperação, a comunicação, a amizade, a aceitação e o trabalho em equipe é fundamental para manter o entusiasmo. Como tal, a parceria precisa ser uma parte importante da cultura da empresa.

Cultura de Parceria

-Os colaboradores querem sentir um senso de comunidade e trabalho em equipe.
-Faça das "habilidades das pessoas" uma prioridade. Demonstre empatia, consideração e respeito - e espere o mesmo de todo colaborador.
-Incentive as interações e forneça oportunidades sociais.
-Recompense os comportamentos positivos da equipe.
-Incentivar a interação interfuncional e o trabalho em equipe.
-Revise os mandatos e práticas do departamento regularmente para garantir a consistência na abordagem e na mensagem.
-Use normas por consenso de equipe para desenvolver regras básicas.
-Use a resolução colaborativa de conflitos e negociação ganha-ganha técnicas para resolver diferenças.

Ao criar um ambiente que atenda a todos os três fatores de entusiasmo, você pode garantir melhor a satisfação, a motivação e a produtividade do colaborador. No entanto, esses fatores não são independentes um do outro: você não pode ignorar as necessidades de compensação e esperar compensá-lo com maior camaradagem.

Da mesma forma, você não pode permitir que um gerente trate mal sua equipe, mesmo que você forneça elementos de alta realização.

Importante: Uma das descobertas de Sirota é que os elementos de equidade são mais fundamentais, e você deve abordá-los antes de acrescentar outros fatores de entusiasmo.

Pontos chave

O entusiasmo, como uma medida da motivação e produtividade do trabalhador, é o ponto central para a Teoria dos Três Fatores de Sirota.

Ao invés de acreditar que você de alguma forma tem que motivar as pessoas a fazerem o trabalho, essa teoria assume que todos começam motivados - mas então outras coisas acontecem, ou não acontecem, que reduzem essa motivação natural.

Para reconstruir o entusiasmo dos colaboradores, os líderes e gerentes devem criar um ambiente e práticas de apoio que ofereçam altos níveis de equidade, conquistas e camaradagem. Quando as pessoas são tratadas de forma justa, orgulham-se do trabalho que fazem, e fazem isso com as pessoas de quem gostam, então o entusiasmo aumenta - juntamente com o moral e a produtividade.

Bom trabalho e grande abraço.
Adm. Rafael José Pôncio

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(1)
Tags: coaching empreendedor gestão gestão de pessoas rh