Pare! Rótulos matam seu potencial

Os rótulos que aceitamos ao longo da vida bloqueiam nosso crescimento e aprendizado! Desenvolva a mentalidade (mindset) que levará você ao sucesso!

Os rótulos que aceitamos ao longo da vida bloqueiam nosso crescimento e aprendizado! Desenvolva a mentalidade (mindset) que levará você ao sucesso!

Trabalho com desenvolvimento humano há quatorze anos, e durante esse tempo pude perceber que o comportamento humano é a peça chave para realização de qualquer coisa, capaz de levar pessoas a um crescimento contínuo ou de fracasso em fracasso à partir dos rótulos que aceitam para si.

Quando eu trabalhava dentro do setor de Recursos Humanos de empresas, acompanhei  pessoas do momento em que entregavam seus currículos e na entrevista, onde apresentam suas melhores intenções, assim como em alguns casos tive que aplicar advertências, suspensão ou desligamento (demissão), em virtude de descumprimentos às leis trabalhistas ou regras internas da empresa. É incrível ver a transformação dos indivíduos do momento da entrega do currículo e no seu  dia a dia no trabalho.

Observando inúmeros casos como esses que citei, assim como outros, de pessoas que no início pareciam bem menos aptas ao cargo, mas superaram as expectativas, passei a ficar cada vez mais interessada em entender o comportamento humano,e me perguntar porque algumas pessoas têm reações tão diferentes diante das mesmas situações e oportunidades. Você pode me dizer o que eu já ouvi muitas vezes - simplesmente porque as pessoas são diferentes! Com certeza que sim, mas não é somente isso.

Uma das respostas que encontrei são resultado de 20 anos de estudo da P.hD. Carol S. Dweke em seu livro Mindiset - a nova psicologia do sucesso, Carol estudou crianças e adultos diante de várias situações da vida, e percebeu que o modo como enfrentam essas situações impulsionam ou limitam de avançar diante de situações de dificuldades, e observou que o mindset termo em inglês que significa “mentalidade” é o que fazia a grande diferença nas reações e comportamentos. Nossa mentalidade é formada por nossos pensamentos e crenças.

Em anos de pesquisa Carol identificou dois tipos de mindset (mentalidade), o mindset fixo e o mindset de crescimento. Mas qual a diferença entre eles, e qual a sua relação com o comportamento humano?

Carol relata que suas “pesquisas ao longo de vinte anos demonstraram que a opinião que você adota a respeito de si mesmo afeta profundamente a maneira pela qual você leva sua vida”, a ponto de influenciar seus comportamentos, realizações e conquistas. Como assim?

“Acreditar que suas qualidades são imutáveis — o mindset fixo — cria a necessidade constante de provar a si mesmo seu valor.” (CAROL)

O mindset fixo cria rótulos acerca de si mesmo e das pessoas. Você já conheceu pessoas brilhantes, habilidosas, talentosas em fazerem “alguma coisa”, porém nas demais áreas são um fracasso? Esse é um típico exemplo de mindset fixo, pessoas que provavelmente já foram ou são muito elogiadas e destaque por essas habilidades e talentos, recebendo rótulos de “talento, ou de especial”, como se fizesse parte de seu caráter ou personalidade.

O que esse estudo demonstrou é que pessoas com o mindset fixo tem a necessidade de provar a si mesmas, confirmar sua personalidade ou caráter a todo instante, porém quando encontram dificuldades em situações da qual seu “talento” não resolve o problema, sentem-se fracassadas, como se estivessem sendo avaliadas, e cada situação fosse uma prova do seu “rótulo de talento”. “Terei sucesso ou fracassarei? Farei papel de tolo ou me mostrarei inteligente? Serei aceito ou rejeitado? Vou me sentir vencedor ou derrotado?” (DWEKE)

Fazendo uma reflexão sobre esses pensamentos - será que existe alguém que é talentoso e habilidoso “em tudo” na vida?

A grande diferença de um mindset de crescimento é que qualquer pessoa é capaz de desenvolver qualidades e habilidades por meio de seus próprios esforços. E neste caso não cabem rótulos como “eu não sei fazer” ou “eu não sou bom”.

Nos primeiros anos de escola fundamental eu tive muita dificuldade de aprendizado, tive que participar de reforços escolares para desenvolver a leitura, melhorar a caligrafia, e aprender a tabuada para conseguir acompanhar os demais alunos da turma.Mas, apesar disso nunca reprovei ou se quer fiquei em recuperação, eu me esforçava, estudava muito, outras vezes chorava em cima dos cadernos e livros, mas um dia superei minhas limitações de aprendizado e hoje o que mais amo fazer é estudar, ler e ensinar outras pessoas.  

O que fez a grande diferença na minha vida se resume nas palavras da P.h.D Carol, “embora as pessoas possam diferir umas das outras de muitas maneiras — em seus talentos e aptidões iniciais, interesses ou temperamentos —, cada um de nós é capaz de se modificar e desenvolver por meio do esforço e da experiência.”

A grande diferença de quem tem o mindset de crescimento é a busca contínua pelo desenvolvimento, independente das coisas serem fáceis ou difíceis, e dos obstáculos que surgirem no meio do caminho.

Por esse motivo não aceite mais rótulos do tipo “você é bom, habilidoso” - porque isso pode levar ao comodismo de não se desenvolver mais, ou em outras áreas. E os rótulos de “não ser bom ou habilidoso” -  pois é apenas um estado momentâneo, que com esforço e experiência podem ser desenvolvidos.

Desenvolvimento pessoal e profissional mantém nosso mindset sempre em crescimento!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: carreira crescimento desenvolvimento habilidades