Tempo e produtividade: onde estamos errando?

Os conselhos sobre usar bem o tempo são clichês aos quais estamos familiarizados, mas que são pouco praticados. Onde temos errado? O que podemos fazer?

Tempo é um bem comum a todos e muito precioso. Aproveitar o tempo com qualidade é essencial para aspectos profissionais, qualidade de relacionamentos e de vida, e bem-estar. Essa ideia de usar bem o tempo é um clichê antigo, mas pouco praticado. Onde temos errado? O que podemos fazer?

Gestão do tempo
Gerir o tempo nada mais é do que liderar suas atividades baseado nas suas prioridades. Optar pela gestão do tempo é importante para poder ter mais oportunidade de horários para se dedicar a algo como estudos, trabalho, família e até mesmo para descansar. O grande problema reside em tomarmos a gestão do tempo como algo apenas para a vida profissional.

Produtividade
A produtividade está relacionada a equilíbrio. É fazer mais coisas com menos recursos e maior qualidade. E sobre recursos, podemos falar de tempo, dinheiro e outros tantos exemplos. E como recurso, o tempo bem gerido propicia melhorias na produtividade. Os dois são diretamente proporcionais. E assim como a gestão do tempo, a produtividade também é muito ligada à vida profissional e negligenciada em outras esferas da vida. Precisamos mudar isso!

Onde erramos?
Arrisco dizer que erramos quando nos enchemos de fórmulas, planilhas e "segredos infalíveis" para a gestão do tempo, mas esquecemos dos princípios e métodos básicos. Quase sempre as melhores respostas são as mais simples. Quando começarmos a entender que tem uma base que precisa ser praticada antes mesmo de uma Matriz de Eisenhower, as coisas vão começar a fluir.

Que base é essa, Aline?
Listei abaixo alguns pontos que considero cruciais:

✓ Saber dizer não quando necessário: às vezes estamos tão empolgados ou temos o coração tão disponível para atender a chamados e propostas que esquecemos que não podemos abraçar o mundo. Saber o nosso limite saudável é necessário e dizer não quando necessário nos permite respeitá-lo.

✓ Entender que dormir não é perca de tempo: é um ponto bem difícil, não? Estamos tão acostumados a valorizar quem vira madrugadas "ganhando tempo" no trabalho, que esquecemos de ver o que isso pode nos causar. Cada um tem sua necessidade particular de sono, e é preciso respeitá-la. Por que? Porque não dormir implica em fadiga, problemas de concentração, falta de disposição, instabilidade emocional e outros tantos fatores nocivos à nossa produtividade. E sim, dormir tem a ver com gestão do tempo e produtividade.


✓ Cultura do planejar: claramente o Brasil é um país que não cultiva o hábito de planejar. Nem nossos representantes políticos planejam, quando mais os outros mortais? Rsrsrs. O problema é que não dá pra gerir o tempo sem uma noção e prática básica de planejamento. É extremamente necessário alimentarmos o costume de organizar nossa agenda, prioridades e gastos. Uma pessoa sem a mínima organização é como um barco sem leme: tem combustível para ir e voltar da ilha, mas fica dando voltas em torno e si próprio e não consegue nem chegar na metade do caminho.


✓ Multitarefagem: ainda acreditamos que produtivo é quem faz muita coisa ao mesmo tempo. Na verdade, essa ideia vai contra a maré das boas práticas de gestão do tempo e produtividade. Quem faz muita coisa ao mesmo tempo acaba perdendo noção de desempenho e não se dedica de verdade a nada. Precisamos cultivar a paciência para fazer as coisas aos poucos, dedicando os esforços necessários para que os resultados sejam fabulosos!

✓ Fórmulas secretas: já falei bastante isso, mas vou repetir até que todos entendam: não existe fórmula secreta. Já diria o ditado, cada cabeça é um mundo. E cada mundo tem suas necessidades, ritmos, prioridades e preferências. Ao invés de dar Crtl+C e Crtl+V nas receitas de bolo dos gurus, se conheça e descubra o que funciona de fato com quem você é.

✓ Quem tem tempo livre é desocupado: pela exacerbação da nossa forte cultura produtiva, as pessoas caem nesse mito. Gente, tempo livre é necessário para nossa qualidade de vida (e produtividade também!). Quando conquistado pela boa gestão do tempo, o ócio é muito bom. Gerir seus horários com eficiência te dá essa oportunidade de "dar uma respirada".

✓ Toda ferramenta de gestão do tempo é complexa: esse é um mito que assombra os desesperados para aprender a controlar seus horários. Acham que só administradores, marketeiros e contábeis conseguem usar essas ferramentas, pois ao seu ver são sempre planilhas de cálculos e gráficos infindáveis. Calma, gente! Sabia que uma lista to do do dia num post-it pode ser considerada ferramenta de gestão do tempo? E aquela velha agenda (de papel ou do celular)? O que falar daqueles apps como Google Keep e Evernote?

✓ Horário produtivo: todo mundo tem um horário menos e outro mais produtivo no dia. No meu caso, sei que pela manhã preciso me esforçar muito mais do que o comum para produzir algo, e que à noite eu geralmente tô a todo vapor. Poucos sabem dizer qual seu momento mais down na produção, mas é importante perceber isso. Por que? Por que assim entenderemos melhor quando não temos condições de realizar atividades mais difíceis ou mais chatas. Isso nos ajuda na fase do planejamento de nossas atividades.

✓ Delegue: às vezes queremos fazer tudo sozinhos, até mesmo atividades que não precisam ser feitas por nós. Precisamos aprender a passar a bola quando for possível para nos dedicarmos mais ao que depende de nossa ação.

✓ Começando pelo pior: quando a gente faz nossa lista to do do dia, começamos quase sempre pelo mais fácil. Essa é uma atitude comum e errada. No aspecto motivação, começar pelo mais pesado quase sempre é uma boa jogada. Nosso engajamento tende a cair conforme vamos realizando as atividades, e tendo as mais fáceis por último temos mais chances de que todas atividades sejam desempenhadas. Imagine você fazendo as mais tranquilas primeiro e, já cansado, sobra aquela atividade mega chata para terminar... Há grande possibilidade de você deixar de lado ou não fazer com qualidade.

Existem várias outras dicas que podem ser destrinchadas, mas para não ficar longo selecionei essas dez.

Tempo é vida! Torço para que aprendamos a aproveitar ele da melhor forma possível... E que compreendamos que a simplicidade nos encaminha para soluções mais efetivas.

As melhores soluções já estão dentro de nós.

 

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: gestao gestão Gestão produtividade tempo