E a tal sustentabilidade

O texto trata do verdadeiro conceito de sustentabilidade

O que você pensa quando ouve falar sobre sustentabilidade? Reciclar o lixo? Reaproveitar as coisas? Fazer doações?


Tudo isso é uma pequena parte de uma atitude sustentável, mas sustentabilidade é muito mais que uma palavrinha que está em alta nas rodas de conversa, nas propagandas das empresas, sustentabilidade é um estilo de vida, uma saída para os problemas ambientais que o mundo vem encontrando.


Mas você sabe exatamente de onde vem as coisas que você usa no dia a dia e para onde elas vão?


Vamos começar com as coisas fáceis...


Frutas, legumes, leite, vem da natureza certo? Mas, e os tijolos de nossas casas, os pneus de nossos carros e ônibus, a gasolina e o diesel fonte de tantos gastos financeiros? Também vem da natureza. Os copos do nosso cafezinho, a roupa que usamos, nosso sapato, nosso creminho sagrado de todo dia, tudo, absolutamente tudo que usamos vem da natureza. Vem do petróleo, da areia, das árvores, e o que nós fazemos?


Nós compramos, mais e mais. Nós temos várias roupas que não usamos a anos, nós jogamos frutas, verduras e legumes no lixo comum, compramos brinquedos e mais brinquedos para nossos filhos, ir a biblioteca pegar um livro emprestado? Isso é coisa do passado.


Mas, ideologias a parte, você já parou para se perguntar o quanto você extrai da natureza e o quanto você devolve? Sério, pense só 5 minutos nisso. Imagine você dona de casa se reunisse por uma semana tudo de orgânico que vai no lixo, quantos quilos daria? Muitos! E se ao invés de colocar esse “lixo” no descarte comum, a senhora colocasse em uma horta, ou em algum lugar para se decompor, faça os cálculos, quantos quilos de cascas, talos, restos de alimentos a senhora deixaria de colocar ali no aterro sanitário?
Vale lembrar, todo nosso lixo vai para lugares como esse, onde todos fecham as janelas de seus carros quando passam na região....
E você o quanto tirou da natureza hoje? E o que você devolveu?
Pense nisso, o planeta precisa de você!

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)