Você conhece seu índice de medo!!!

Um índice muito importante para todos aqueles que acreditam que suas decisões são isentas de influências, leia o texto e entenda.

Na economia, na política em todas as áreas do conhecimento ouvimos falar de índices, mas o que vem a ser um índice?

A palavra índice vem do latim (índex), que significa “o que indica, é um indício ou um sinal de algo, mas o índice pode ser mais coisas, como expressão numérica da relação entre duas quantidades, uma lista ordenada em um livro(índice remissivo), pode ser um catálogo que contém um arquivo ou uma biblioteca, quando escrito em letras maiúsculas, trata-se do elenco dos livros cuja leitura a igreja considera perigosa ou inoportuna quanto à moral e à doutrina.

Temos então, vários significados para a palavra índice, mas a que nos interessa aqui é a primeira que citamos, é um indício ou sinal de algo.

Partindo desse ponto, podemos nos debruçar sobre o tema desse texto, da mesma forma que na economia, na política ou em qualquer área do conhecimento, índice significa um indício de algo e como tal para os seres humanos também podemos interpretar dessa forma, quando falamos do índice glicêmico de uma pessoa por exemplo esse índice pode indicar que algo acontece ou não no organismo daquela pessoa, assim como tantos outros índices que são determinados para que se possa dizer que o ser humano está relativamente bem.

O que seria então o índice de “medo”, como chegar até ele?

Antes de falar do IC (índice de cagaço), vou explicar um ponto que acredito ser importante nesse contexto, esse índice não foi inventado por mim e também não sei a autoria desse índice, ouvi pela primeira vez em um congresso de coaching no ano de 2013, na palestra de um professor da FGV, Eduardo Maróstica, quero deixar claro aqui que a fórmula que vou apresentar foi criada por mim, não sei já existia alguma fórmula para se calcular esse índice, só sei que precisava criar uma fórmula que servisse para que pudesse utilizar no meu dia a dia com meus clientes de coaching, no sentido de mostrar o quão pernicioso é esse índice para o desenvolvimento humano.

im - índice de medo =

soma do medos / grau de felicidade atual

Depois de pensar muito desenvolvi a seguinte fórmula: im = ∑ medos / grau de felicidade atual

Ou seja: im = ∑ m / g fa

Vamos a um exemplo prático:

É muito simples, coloque em um papel os seus medos e em escala de 0 à 10 qual é o tamanho desse medo, depois some esses medos, logo após coloque no papel de 0 à 10 novamente qual é o seu grau de felicidade com sua felicidade/vida atual, ai é só fazer a divisão. Quanto mais o resultado se aproximar de zero melhor você está, mas quando o índice passa de cinco, ascenda a luz vermelha urgente e procure ajuda, pois suas decisões estão extremamente prejudicadas.

Vamos ser mais específicos, traduzindo em números o que foi dito acima, vou fazer um exemplo hipotético, você pode desenvolver a sua fórmula, mas ao fazer isso seja sincero com os valores que vai utilizar, tanto para os medos quanto para o grau de felicidade, se mentir estará mentindo pra você mesmo e por consequência enganando a si mesmo. Vamos ao exemplo então:

Medo de perder o emprego = 9

Medo de não pagar a prestação do carro = 9

Medo de ficar sem dinheiro = 9

Medo de não pagar a faculdade = 7

Medo de não conseguir manter o filho na faculdade = 8

Medo….

Medo….

Você escolhe os seus, o importante é ser sincero.

Grau de felicidade com a vida atual = 6

E aqui fica claro que se você é uma pessoa que tem muitos medos, não precisa utilizar essa formula, pois os seus medos estão te dominando e deixando suas decisões bem comprometidas.

Vamos colocar os números na fórmula:

IC = 9+9+9+7+8… GF = 6 então – 42 / 6 = 7

No caso acima o resultado é extremamente preocupante, está acima de 5 e a pessoa com um valor 7 deixa seus medos lhe dominar e quando somos dominados por medos não há possibilidade de crescimento e não crescendo não nos realizamos e sem realização vem a frustração, e pessoas frustradas são escravas e vítimas de suas próprias desgraças.

Quando se olha essa fórmula, podemos pensar, " a isso é banal" "isso não faz sentido", porém você ja parou pra pensar nas decisões que toma no seu dia-a-dia, sejam elas simples ou mais complexas, sabe me dizer o qunto seus medos influenciam essas decisões.

O intuito aqui é despertar as pessoas no sentido de que é preciso enfrentar os próprios medos e que talvez e somente talvez possa existir, ou ainda, talvez nem existam esses medos, mas para se chegar a esse raciocinio é preciso fazer uma verificação bem sincera sobre você mesmo e as suas decisões e atitudes tomadas ao longo da sua vida.

Enfim viva a vida, não sem medos, mas com total ciência deles ai sim é possível não ser dominados por ele.

 

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: medo, índice, influência, fórmula