Não sofra com multas pela RGPD!

O RGPD chega no próximo ano com novos princípios e conceitos, novos direitos para os titulares de dados que significam novos deveres para as empresas.

A sua empresa já está preparada para seguir as normas da RGPD?

O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) vem substituir a atual lei de proteção de dados pessoais e passará a ser aplicado em toda a União Europeia a partir de 25 de maio de 2018, fazendo com que todas as organizações europeias, inclusive as com filiais no Brasil e as que exportam para a Europa independentes da natureza, área de atividade e tamanho adequem-se às mudanças sob o risco de aplicação de multas elevadas, que podem atingir 4% do faturamento anual da organização ou 20 milhões de euros.

O importante é conhecer as novas regras, analisar as novas obrigações e implantar as soluções cabíveis para que nesse período de transição, tudo tenha sido resolvido e esteja operando corretamente de forma antecipada e segura. Como a maioria das empresas guarda informações pessoais de seus consumidores e colaboradores – como dados genéticos e dados biométricos – o RGPD regulará a proteção e tratamento dos dados pessoais e à sua circulação.

Com certeza, esse novo regulamento é complexo pois traz novos princípios e direitos para os titulares dos dados e diversas obrigações para as empresas que lidam com essas informações, como:
• Avaliações de impacto;
• Provas e evidências do cumprimento do regulamento
• Privacidade na concessão de novos produtos ou serviços;
• Notificações de violações de segurança (incluindo ciberataques);
• Proteção de dados por pessoal qualificado (Data Protection Officer)

Isso significa que todas essas medidas deverão ser incorporadas às empresas até maio de 2018 em um trabalho que envolve diversas áreas, como: compliance, direito e TI. Entretanto, por mais que a urgência do RGPD pareça tornar o cenário da sua empresa distante da realidade a se atingir com essa nova obrigação, trazemos uma série de perguntas abaixo que podem orientar e ajudar a aplicação da sua organização às novas regras. São elas:
• Onde estão os dados pessoais? Eles são digitais ou ainda permanecem como documentos físicos?
• Existe algum registro organizado sobre esses dados?
• Os titulares dos dados nos deram permissão para salvar essas informações de acordo com as normas do RGPD?
• Nossos sistemas utilizam criptografia dos dados ou qualquer outra medida de segurança garantindo a confidencialidade?
• Conseguimos detectar qualquer tipo de violação sobre esses dados?
• Somos hábeis a identificar e informar os órgãos responsáveis em até 72 horas se alguma transgressão de sigilo for sinalizada?
• Se temos terceiros trabalhando na proteção de dados, eles são treinados e garantem o cumprimento às normas do RGPD?

Proteja os dados da sua organização!

Para ajudar a responder as perguntas acima, o ideal é que você entenda que agora – mais do que nunca – chegou a hora da sua empresa ter uma solução de gestão da informação eficiente e uma plataforma dedicada e certificada para a aplicação do novo regulamento geral de proteção de dados.

O CaptureDOC é uma plataforma digital única, que consiste em criar ou apoiar um conjunto de políticas coerentes em gestão da informação, que possibilitem a recolhimento de documentos de forma automatizada, o acesso à informação relevante, a sua disseminação entre os diferentes ecossistemas – dentro e fora – da organização e a proteção da base de conhecimento.

Integrada à plataforma digital, oferecemos uma solução inteligente e descentralizada que permite identificar qualquer tipo de arquivo, permitindo que pessoas ou organizações, consultem e compartilhem as informações de forma rápida, fácil e, principalmente, segura.

As principais vantagens das nossas soluções são:
• Desmaterialização e otimização de processos;
• Recolhimento descentralizado de dados;
• Melhorias significativas de produtividade;
• Redução de custos;
• Segmentação do acesso à informação;
• Criação de marcadores para leitura, interpretação e identificação de qualquer tipo de arquivo;
• Integração com Office 365, SharePoint, Dynamics, SAP e outros;
• Conexão com multifuncionais.

A CaptureDOC foi criada a partir da constatação que diversas organizações ainda não estão conscientes das consequências que o incumprimento legal de regulamentações como o RGPD pode ter na sua atividade e para os seus responsáveis. Tais consequências, embora facilmente evitáveis, são bastante graves, podendo fazer incorrer os gestores das organizações em responsabilidade criminal. Portanto, não corra riscos! Entre em contato conosco para ajudarmos você a proteger a sua empresa frente à nova regulamentação e a proteger os dados pessoais dos cidadãos.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: COMPLIANCE GESTÃO DE DOCUMENTOS RGPD