O papel do consultor de empresas

Se você pensa em contratar uma consultoria ou um consultor, você precisa ler este artigo, nele falo sobre o real papel de um consultor de empresas dentro de uma organização.

Quando iniciei as atividades em treinamentos e palestras – há pouco mais de três anos – obtive excelente retorno nos negócios. E permeei à área de consultoria após um convite de um amigo para acompanhar mais de perto os processos de sua empresa. Este contato com rotinas adversas me proporcionou aprendizado inestimável. E decidi estudar mais e oferecer consultoria, como Norte da minha carreira no segmento.

Desde então, executei mais de 20 consultorias, em empresas de Goiás e Minas Gerais. O meu propósito sempre foi desmistificar várias ferramentas de gestão apresentadas em cursos e treinamentos para simplificar a vida dos empreendedores e empresários, de pequenas ou médias empresas. E também tornar possível uma gestão baseada em planejamento e acompanhamento de resultados diários, com capacitação de equipes e líderes, e, assim, mostrar as inúmeras possibilidades para que estas empresas possam se equiparar às grandes e também se destacar no mercado.

No geral, os empresários acreditam que os consultores são profissionais que custam caro e que vão até a empresa para “complicar a rotina com soluções ideológicas”. Em alguns casos eles têm razão sim, pois assim como um vendedor tem a obrigação de atender às necessidades de seus clientes, o consultor precisa identificar os “gargalos” de seu cliente, implementar o uso de ferramentas e processos que simplifiquem e influenciem de maneira positiva a rotina e, principalmente, gerem resultados estimados.

Gastamos horas em cursos para aprender, aprimorar, assimilar e executar ferramentas que otimizem tempo, organizem e auxiliem as mais variadas rotinas de uma empresa. Nosso papel é apontar as oportunidades, prover os empresários de visão macro dos negócios, bem como sintetizar processos. Temos que tornar simples o que é complexo. Tornar útil o obsoleto. Potencializar talentos e projetar o negócio como um todo.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: consultoria desenvolvimento Gestão