Por que programas de novas lideranças podem ajudar as empresas

Essencialmente, o ambiente de negócio hoje é caracterizado pela interconexão – departamentos estão interligados e devem compartilhar uma quantidade enorme de informações

Lucas Pinheiro, Administradores.com,
iStock

São muitos os desafios enfrentados por grandes empresas para se manterem competitivas no mercado. Atualmente, o ritmo das transformações é rápido e a complexidade dos problemas é maior. Além da concorrência, as empresas precisam estar a par de mudanças na economia, no comportamento e nas demandas do cliente e do consumidor; da evolução rápida e constante da tecnologia; e dos diferentes valores e expectativas das novas gerações que entram no mercado de trabalho. 

Essencialmente, o ambiente de negócio hoje é caracterizado pela interconexão – departamentos estão interligados e devem compartilhar uma quantidade enorme de informações, o que torna os desafios ainda mais complexos. 

Nesse contexto, um programa de novas lideranças se mostra como uma boa opção para trazer soluções a esses desafios. Primeiramente porque, apesar de ter o objetivo maior de formar novos líderes, é ao longo de sua execução que grande parte dos benefícios se distingue. 

Em um programa de novas lideranças, os colaboradores são estimulados a estudarem variados temas em finanças, marketing, liderança, estratégia, inovação, entre outros. O ensino da visão holística do negócio, fora das áreas em que o funcionário já está acostumado, é essencial. Isto já contribui para torná-lo um melhor profissional. 

Um segundo benefício é a valorização e incentivo que a organização oferece ao funcionário que participa desse tipo de programa. A empresa fortalece a mensagem de que acredita no potencial do trabalho do colaborador, e este se sente motivado e aberto a assumir novos desafios. É uma situação benéfica para todos. 

No entanto, o principal benefício está na parte prática do programa de liderança. Esta é a oportunidade perfeita para a empresa aproveitar o potencial dos seus talentos e incentivar ideias inovadoras para resolver desafios reais do negócio. Os jovens líderes terão um olhar fresco sobre os problemas e percepções que talvez não tinham sido consideradas antes. Esse ponto também se traduz em economia de custos para a empresa e em um aprendizado realmente eficaz para os colaboradores, que terão que considerar fatores reais para desenvolver um projeto. 

Além disso, em uma empresa multinacional, este será o momento de criar um ambiente de colaboração entre diferentes culturas, personalidades e maneiras de trabalhar. Esse ambiente também abrirá uma comunicação entre os colaboradores de diversos países, mais compartilhamento de informações e, consequentemente, mais dinâmica para projetos futuros. 

Segundo um estudo da Deloitte, quase 30% das organizações entrevistadas têm pipelines de liderança fracos ou muito fracos, mesmo que 90% das empresas vejam isso como um desafio crítico de negócios. A mesma pesquisa mostra que o desenvolvimento de líderes acontece mais eficientemente em um contexto de negócios, não só em sessões de treinamento. Portanto, se bem desenvolvido e executado, um programa de novas lideranças pode ajudar a empresa a criar um ambiente colaborativo e de inovação, incentivar e valorizar funcionários, e a superar desafios e crescer no mercado. 

Lucas Pinheiro — Gerente de Premium Services da Dimension Data, empresa global de soluções e serviços de tecnologia da informação.