O novo perfil do profissional de Recursos Humanos

Com as mudanças e avanços tecnológicos os profissionais precisam se preparar e se manter atualizado para garantir seu espaço no mercado de trabalho

Angelo Machado,

Atualmente o perfil exigido pelas empresas de seus colaboradores tem sido extremamente rigoroso. Com a modernidade e o avanço tecnológico o comportamento das pessoas, rotinas e qualidade de vida sofrem alterações continuamente e cabe ao profissional da área de Recursos Humanos se atualizar e acompanhar essas alterações a fim de manter uma gestão de pessoas de qualidade.

O que antes era apenas conhecido como DP (Departamento Pessoal), onde na maioria da vezes os funcionários eram vistos como número e tinham o DP como setor aterrorizante da empresa, hoje esse termo é mais voltado ao profissional que cuida da folha de pagamento, férias, 13º salário etc. trazendo com o setor de Recursos Humanos, um novo olhar, visando melhorias , aproveitamento e desenvolvimento dos colaboradores.

A área de RH de uma organização é responsável por desenvolver e promover programas voltados a melhorias, que são focadas no desenvolvimento dos colaboradores, a fim de gerar resultados positivos à organização. Essas ações que promovem o desenvolvimento do capital humano das empresas podem ser voltadas a área de: Treinamento e desenvolvimento, Cargos e Salários, Avaliação de Desempenho, Carreira, Remuneração e Benefícios, Recrutamento e Seleção entre outros.

Um exemplo prático dessa mudança do Recursos Humanos  dentro da organização, é o absenteísmo. Quando um funcionário faltava na era do departamento pessoal a grande preocupação era: quanto será descontado do funcionário por sua falta? Hoje, saber quanto o funcionário perde ao faltar, não tem tanta importância, mesmo porque, com o avanço da tecnologia existem sistemas modernos que fazem esses cálculos em segundos, mas a grande preocupação do departamento de Recursos Humanos é saber o que levou aquele funcionário a faltar, quais foram as consequências para a empresa e como evitar novas ausências, ou seja, criar ações para diminuir o absenteísmo da organização.

Há algum tempo, para muitos funcionários ser chamado para comparecer ao setor de DP era como se fosse comparecer ao departamento policial, hoje o próprio colaborador procura o Recursos Humanos para tratar de diversos assuntos como: participar de um treinamento, resolver questões sobre benefícios, participar de recrutamento interno, sugerir novas ideias etc.

Conclui-se que as mudanças são inevitáveis, porém o profissional de Recursos Humanos, que por sinal hoje é bem mais valorizado que antes, é responsável pelo desenvolvimento continuo do capital humano da organização. Para tanto é preciso estar atualizado com o mercado, concorrência, competitividade para criar programas que causem efeitos positivos e se tornam diferencial competitivo. 

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.