10 competências básicas para se tornar um profissional bem-sucedido

No mercado de trabalho, usa-se a expressão Competência para indicar um conjunto de características que um profissional deve possuir ou adquirir e que o ajudarão a realizar suas funções de maneira eficiente, eficaz e efetiva

Competência, trata-se de um diferencial, um elemento que agrega valor, tornando-o desejado pelas empresas. Algumas procuram por profissionais com tais competências já desenvolvidas, porém, outras, preferem investir na formação de seus funcionários moldando-os à sua visão, expectativa e cultura.

Indiferente da opção da empresa em buscar alguém já experiente ou um aprendiz para moldá-lo aos seus objetivos, ambas buscam basicamente as mesmas competências. Vamos a elas:

Comprometimento: o profissional deve trabalhar com prazer, com consciência da necessidade do seu trabalho. Sempre que puder, fazer mais do que se espera dele. Deve buscar crescer como ser humano, desenvolvendo e aperfeiçoando para atingir a excelência no desempenho de suas tarefas. Para que isso aconteça, é essencial que seja pontual, que cumpra sua jornada de trabalho e apresente os resultados esperados. Se necessário, solicitar ajuda para compreender bem o que é esperado de sua função e como desempenhar bem as tarefas. Demonstrar interesse por suas atividades e, sempre que for necessário ou houver oportunidade, oferecer ajuda aos colegas em alguma situação de emergência.

Autoconhecimento / Autoestima: Trata-se da consciência de seu valor pessoal, conhecer suas potencialidades, seu valor e capacidade de realização. Acreditar, respeitar e confiar em si próprio. Tal competência envolve aceitar desafios e propor novas ideias, ser confiante e possuir atitudes determinadas. Encontrar motivação naquilo que faz.

Trabalho em equipe: É reconhecidamente uma habilidade bastante complicada, pois envolve o aceite de ideias e posicionamentos muitas vezes divergentes, porém, é essencial que demonstre atitudes de respeito, valorização, cooperação e parceria. Em equipe, há uma ótima oportunidade para que o profissional mostre que sabe ouvir e aguardar a sua vez de falar, de demonstrar-se estimulado e de compartilhar com os colegas as soluções de trabalho, enfim, compreender o seu papel na cadeia produtiva.

Proatividade: Muito se valoriza o colaborador que possui facilidade para resolução de problemas, capacidade de fazer escolhas consistentes e apropriadas, aquele que se antecipa ao problema com facilidade para decidir e agir com espontaneidade e diligência independentemente das situações apresentadas. Faz sugestões para a melhoria do ambiente de trabalho, apresenta segurança, é assertivo, toma iniciativa visando a si e ao grupo.

Adequação Social: Identificar os diferentes ambientes e comportar-se de maneira adequada e alinhada diante das diferenças sociais, econômicas e culturais. Reconhecer a importância das normas e regras da empresa e segui-las. Usar vestuário adequado ao ambiente de trabalho. Desenvolver-se de forma pessoal para que possa naturalmente respeitar a diversidade cultural.

Visão Global: Estar atualizado, possuir e demonstrar interesse por diferentes temas e assuntos que permeiam a sociedade em que está inserido. A visão do todo é essencial! Buscar informação, estar sensível às mudanças. Alimentar o hábito de se manter atualizado através da leitura e de outras formas de comunicação, tecer comentários acerca dos assuntos atuais veiculados pela mídia, formando assim a sua própria visão crítica dos fatos cotidianos.

Relacionamento Interpessoal: Ter um bom relacionamento com os seus pares, respeitar espaços e limites dos colegas e, ao mesmo tempo, garantir a sua individualidade. Responder positivamente às ações, conciliar os interesses, cooperar e ajudar sempre que houver oportunidade e/ou se fizer necessário o seu auxílio. Reconhecer e respeitar a hierarquia, cumprir ordens, aceitar e receber possíveis advertências. Ser o mais agradável possível contribuindo para que haja harmonia no ambiente de trabalho.

Autocontrole: Habilidade importantíssima de gerenciar suas próprias emoções de forma produtiva e adequada. Lidar com frustrações e conflitos mantendo sob controle os problemas pessoais para que não prejudiquem o seu desempenho no trabalho. Agir em situações diversas. Possuir a capacidade de ajustar seu comportamento aos fatores e ambientes situacionais. Agir e falar de forma tranquila, manter o controle diante de situações conflituosas e compreendendo a urgência de certas demandas.

Habilidade de Comunicação: Expor claramente suas ideias e opiniões, identificar e respeitar os diferentes estilos de comunicação. Argumentar com coesão e ser coerente tanto na fala quanto na escrita. Sintetizar um recado de forma clara e objetiva, manter sigilo das informações a que tiver acesso.

Conhecimento Técnico: Aplicar o seu conhecimento com habilidade. Gerir o tempo de forma a obter sucesso no desempenho das atividades, usar bem as metodologias e técnicas indicadas para a execução das tarefas, utilizando os meios adequados.

... e, por fim, a um bom profissional não pode faltar uma boa dose de confiança, perseverança e foco nos seus objetivos. Sucesso!!!

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração