Mais comentada

5 verdades sobre o ambiente de trabalho que eu aprendi da pior maneira

Você não pode misturar sua vida profissional com a pessoal

iStock

Alguma vez você já se decepcionou com um colega que você pensou que era um amigo? Ou ficou bêbado na festa do escritório? Se sim, você não está sozinho.

Mas há um problema: você não pode misturar sua vida profissional com a pessoal. E isso não é uma coisa muito boa de se ouvir, certo? Todos nós queremos desesperadamente ter bons momentos no trabalho. E eu entendo.

Você gasta mais tempo no trabalho do que em qualquer outro lugar em sua vida, por isso é importante gostar do que faz. Mas fazer o que você ama e regras de trabalho são duas coisas diferentes.

Isso me levou muito tempo para entender. Devo confessar que sou um idiota teimoso que tem que aprender as coisas da maneira mais difícil. Mas uma coisa que eu aprendi sobre o local de trabalho é esta: as coisas não são o que parecem.

Aqui estão cinco duras verdades sobre o local de trabalho. Compreendê-las ajudará a melhorar sua vida profissional.

1. Colegas não são seus amigos

Você deve virar melhor amigo do seu colega de trabalho. Pelo menos, é isso que os chefes em organizações querem que você acredite. Mas não se deixe enganar por toda essa farsa.

Tudo começa com o processo de recrutamento. Recrutadores, pessoal de RH, gerentes de contratação, todos eles tentam convencê-lo de que a empresa tem uma cultura aberta, que valoriza o trabalho em equipe e a honestidade.

É tudo conversa. Todas as organizações são as mesmas. Por quê? Porque as pessoas são iguais. Nós conseguimos evitar. Somos todos competitivos. É ingênuo fingir que não é verdade.

Isso é uma coisa ruim? Não, não. Apenas não encare seus colegas de trabalho como amigos porque isso é esperar demais. É uma dinâmica totalmente diferente. No trabalho, as pessoas estão lá para ganhar a vida.

O que você acha? Que eles vão sacrificar um salário por sua amizade? Não vai acontecer. Basta estar atento a isso e fazer o seu trabalho.

Mantenha-se profissional. E tente se dar bem com as pessoas no trabalho. Veja-as como relacionamentos profissionais. Nada mais. Nada menos.

2. Percepção é realidade

Esta é a minha verdade menos favorita, uma com a qual nunca me acostumei, e provavelmente nem devo me acostumar. Essa é a minha falha.

Olha, você pode fingir que aparências não importam, mas isso não é verdade. Parecer estar ocupado e realmente estar ocupado são a mesma coisa.

Por quê? Porque a percepção é igual à realidade. Se você é percebido como o palhaço do escritório, você é um. Não importa o quão duro você trabalhe.

Se você é percebido como alguém negativo que sempre vai para casa às 17h em ponto, você é essa pessoa. E ninguém lhe oferecerá nenhuma oportunidade.

Agora, tudo isso não significa que você DEVE se preocupar com as aparências. Claro que não.
A realidade é muito mais sutil. É preciso compreender que você tem que ser profissional e "visível", como as pessoas em empresas adoram falar.

3. As portas abertas não estão realmente abertas

Veja esse cenário: Você está em uma reunião. Seu gerente ou colega de trabalho diz que você está livre para falar o que pensa. Na verdade, você é sempre bem-vindo no escritório do chefe, a qualquer momento. "A porta está sempre aberta." Literalmente e figurativamente.

Então você decide falar o que pensa. Você escuta e tenta ser honesto com o seu feedback. O que acontece? De repente, você se torna um inimigo. Um desertor. Alguém que não se encaixa.

Acho que o cenário é muito duro? Pense de novo. Isso é o que a honestidade brutal faz com as pessoas. Por quê? Feedback, crítica, etc, é muitas vezes visto como um ataque. Isso não tem nada a ver com você. A maioria das pessoas não sabe receber feedback. Mais uma vez, somos seres humanos. Não gostamos.

Portanto, nunca seja muito honesto.

Isso é falsidade? Não, isso é simpatia. Melhore a maneira como você entrega diz seus comentários ou críticas.

As pessoas ignorantes sempre dizem algo como: "Por que eu deveria fazer isso? Essas pessoas devem crescer e não se ofender com a minha crítica."

E esse é exatamente o problema com pessoas 'honestas'. Eles são idiotas (me incluo nisso). Por quê? Você não pode mudar os outros. Mas você pode mudar a si mesmo.

4. Casais são alvos

Uma pesquisa mostra que quanto mais você vê alguém, mais atraente essa pessoa se torna. É por isso que você se vê de repente atraído por um colega que nunca havia notado. E em algum happy hour de sexta-feira vocês conversam, algum contato leve acontece, e boom: Uma faísca. Vocês saem para jantar juntos, e o resto acontece automaticamente. Antes que você perceba, você está em um relacionamento com um colega de trabalho. A merda acontece. E eu já passei por isso também. Não é, necessariamente, uma coisa ruim.

Mas com certeza pode se tornar, se você lidar com isso errado. Porque os casais costumam ter esse sentimento de "nós contra o resto" no trabalho. E isso não é bom. Porque se vocês confiarem demais um no outro, viram alvo de fofocas. E esse tipo de coisa não é útil quando você quer fazer o seu próximo movimento na empresa.
É melhor manter sua vida amorosa e vida de trabalho separadas. Literalmente.

5. Pessoas insubstituíveis r​ecebem tratamento especial

"Não é justo. João pode fazer o que ele quiser!" Sim, porque João é um superstar. É assim que funciona.

Cada empresa, unidade de negócios e equipe tem um João ou Joana. Alguém que é responsável pela maioria dos resultados. Alguém em quem a empresa confia. Naturalmente, João é favorecido e recebe tratamento especial. E o que acontece? Outros ficam com ciúmes e dizem que não é justo.

Claro, a maioria das empresas são muito óbvias na hora de recompensar o seu João. Elas poderiam ser mais sutis. Mas ao fazer isso, correm o risco de que João ou Joana deixem sua companhia. E quando isso acontece, a empresa perde. Você pode chorar ou reclamar sobre isso. Mas você não está ajudando a sua empresa ou a si mesmo.

A verdade é: algumas pessoas são insubstituíveis, e algumas podem ser substituídas facilmente. É hora de entrar na primeira categoria.

Ai está. Estas são minhas observações sobre o local de trabalho. Não é tudo baseado em pesquisa científica. É baseado na minha experiência e senso comum. Posso estar errado? Com certeza. Na verdade, eu quero estar errado.

Então, por favor, prove que eu estou errado e faça a mudança acontecer em sua empresa. Porque eu espero que estas verdades se tornem equívocos no futuro.

Mas precisamos que você faça isso acontecer.

Artigo publicado orginalmente no blog de Darius Foroux e traduzido pelo Administradores

Avalie este artigo:
(6)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração