A contribuição de Henry Ford para a Administração Moderna

Henry Ford talvez seja uma das pessoas mais conhecidas do mundo da Administração moderna por ter projetado o sistema de linha de montagem.

Henry Ford (1863-1947) talvez seja uma das pessoas mais conhecidas do mundo da Administração moderna, iniciou sua vida com um simples mecânico chegando a ocupar o cargo de engenheiro chefe de uma fabrica, porem o seu maior feito foi ter constituído a Ford Motor Company cujo um dos maiores sucesso foi o Ford Modelo T, que no Brasil ficou conhecido como Ford de Bigode, foi o produto que popularizou o automóvel e revolucionou a indústria automobilística, foi produzido por 19 anos entre os anos de 1908 e 1927 era um veiculo um veículo confiável, robusto, seguro e principalmente barato qualquer um era capaz de dirigi-lo ou consertá-lo.

 

Em 1913 a fábrica já produzia 800 carros por dia, com a implantação da linha de montagem Henry Ford criou um sistema de esteira, que movimentava o carro de forma que cada operário executasse a sua operação, isto aumentou em muito a produtividade, um carro ficava pronto a cada 98 minutos, a produção em série, revolucionou a indústria automobilística. Em 1926 já tinha 88 usinas e produzia 2.000.000 de carros por ano.

 

Além de ser um grande empresário e ter projetado o sistema de linha de montagem também conhecido Fordismo quais as outras contribuições?

 

  • Criou a assistência técnica de grande alcance;
  • Repartiu em 1914, parte do controle acionário da empresa com os funcionários;
  • Estabeleceu jornada de 8 horas e salário mínimo de U$5,00/dia;
  • Utilizou um sistema de concentração horizontal e vertical onde produzia desde a matéria prima inicial ao produto acabado criando até a distribuição através de agencias própria.

 

Ford também adotou três princípios básicos na sua carreira de homem de negócios:

 

  • Princípio de intensificação: diminuição do tempo de produção e rápida colocação do produto no mercado.
  • Princípio de economicidade: reduzir ao mínimo o volume do estoque da matéria prima em transformação para assim recuperar rapidamente custos com matérias primas e salários por exemplo.
  • Princípio da produtividade: aumentar a capacidade de produção do homem no mesmo período (produtividade) por meio da especialização.

 

A partir da década de 1970, a doutrina de Ford passou por uma revisão, o chamado pós-fordismo, as características desse novo modelo foi à adoção da flexibilização das relações de trabalho as de consumo, as empresas partiram para a conquista de mercados externos buscando outros continentes e desenvolveu-se o conceito de "just in time", que determina que as empresas devem produzir de forma rápida, eficiente, enxuta e somente para atender demandas, sem a manutenção de grandes estoques permitindo assim que as empresas se adaptem melhor e com menos custos a novas tendências do mercado, para alguns autores o toyotismo, é considerado um dos expoentes do pós-fordismo.

 

É interessante notar que certas ideias que consideramos velhas e ultrapassadas na realidade apenas se aperfeiçoaram com o passar dos anos por isso vamos prestar mais atenção a velhos temas, talvez aperfeiçoando algum deles possamos encontrar a solução de nossos problemas

Avalie este artigo:
(7)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Administração Moderna Henry Ford Teoria Geral de Administração

Administradores Premium

Últimos Workshops


Revista Administradores

Revista Administradores

Como você usa seu tempo?

Saiba como render mais no trabalho, ter momentos de lazer e até como explorar melhor o ócio.


Seja um Administrador Premium e
Tenha acesso a todos esses benfícios.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração