Mais comentada

A importância do Treinamento nas Organizações

Uma importante ferramenta da Administração de Recursos Humanos: o Treinamento, não vem sendo aplicado de maneira estratégica nas organizações, uma vez que, sua aplicação não vem sendo realizada para este fim, pois as empresas não sabem a importância deste para o colaborador.

Elísia de Oliveira,
Atualmente, uma das maiores metas do setor de Recursos Humanos é o desenvolvimento das diversas equipes dentro das organizações, pois, o maior patrimônio das organizações que se tem através do capital humano precisa está em constante crescimento.

 

Como aproveitar as potencialidades de cada colaborador dentro da organização, gerando desenvolvimento dentro desta? É partindo deste pressuposto, que este estudo vai propor a necessidade de treinamento dentro das organizações.

As estatísticas demonstram que os investimento aplicados em treinamento quase sempre são desconhecidos dentro das organizações. Um novo colaborador geralmente ao ser contratado é treinado dentro do novo ambiente pelos atuais colegas que passam seus conhecimentos adquiridos pela experiência vivida ao longo tempo de atuação na empresa. Mas, existe uma necessidade, ou mesmo uma forma para a aplicação deste treinamento? E a deficiência na aplicação deste, pode causar algum dano dentro da organização? Falar de treinamento é dizer que:

O treinamento é um processo educacional de curto prazo que utiliza procedimento sistemático e organizado pelo qual o pessoal não gerencial aprende conhecimentos e habilidades técnicas para um propósito definido. (CHIAVENATO, p. 30).

E ainda, sobre isto:

[...] o treinamento é um processo que auxilia o empregado a adquirir eficiência no seu trabalho presente ou futuro, através de apropriados hábitos de pensamento, ação, habilidades, conhecimentos e atitudes. (CARVALHO e NASCIMENTO, apud CAMPOS, 2004).

Logo, treinamento gera desenvolvimento dentro da organização, uma vez que, investe-se no capital humano que é o principal responsável pela aplicação das tarefas dentro dos diversos setores e, sobre isto, o capital humano nos diz Chiavenato:

[...] as empresas são fundamentalmente constituída de inteligência, algo que apenas as pessoas possuem, e o capital somente será bem aplicado quando for inteligentemente investido e administrado. (apud CAMPOS, 2004).

Treinamento deve ser aplicado nas organizações para desenvolver pessoas, tanto voltado para novas habilidades quanto visando buscar o crescimento daquelas já existentes.

A busca pela necessidade de treinamento deve ser observada pelas organizações, uma vez que a realização do treinamento incute no colaborador além do aperfeiçoamento dos conhecimentos, habilidades e atitudes desenvolvidas no meio corporativo, a consciência do papel que deve ser desempenhado, pois tudo isto requer uma postura profissional, consciente e responsável (CAMPOS, 2004). Logo temos a busca pelo desenvolvimento tanto do indivíduo como da organização com profissionais bem preparados diante das mudanças ocorridas constantemente.

Os discursos na literatura voltados para o tema treinamento e desenvolvimento são vastos e na grande maioria ressaltam a falta de aplicação desta ferramenta nas empresas, sobre isto nos diz Campos:

[...] um considerável número de empresas não quantifica o montante gasto em treinamento, o que levaria a indagar até que ponto essas empresas o consideram como um atividade estratégica, pois, se como aponta Chiavenato (1996), o investimento gradativo no aperfeiçoamento e treinamento de pessoal é o principal desafio de RH. (CAMPOS, 2004).

Como se vê a importante ferramenta de Administração de Recursos Humanos como estratégia para a obtenção de resultados não é aplicada. É preciso buscar junto aos colaboradores a sua necessidade aplicação de treinamentos, bem como analisar o planejamento para a busca da necessidade deste, pois não basta aplicar o treinamento só por aplicar, é preciso uma análise minuciosa do processo desenvolvido dentro das empresas, para que seja visto onde estão estas necessidades. Quanto ao colaborador, este é o principal responsável pela execução das tarefas.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

BOUDREAU, John W. e MILKOVICH, George T. Administração de Recursos Humanos. São Paulo: Atlas, 2000.



CAMPOS, Keli Cristina de Lara (Org). Avaliação do Sistema de Treinamento e Desenvolvimento em Empresas Paulistas de Médio e Grande Porte. Psicologia e Reflexão crítica, São Paulo, 2004. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/prc/v17n3/a15v17n3.pdf>. Acesso em: 14 de junho de 2010.



CHIAVENATO, Idalberto. Treinamento e desenvolvimento de Recursos Humanos - como incrementar talentos na empresa. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2007.

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: estratégia e colaborador. Treinamento

Shopping