Os açúcares e os gestores

Como os gestores podem ser comparados aos efeitos do açúcar no organismo.

iStock

Chegar à gerência parece um prêmio pelos esforços de anos a fio em busca de aprimoramento intelectual e pela maturidade adquirida em perídos passados em empresas, consultorias e em contato com clientes de diversos perfis.

Sentimo-nos importantes e merecedores, acima de tudo; e permanecer na função de gerência é uma questão de vida ou morte. Posso compará-la ao açúcar que complementa várias receitas e bebidas, sendo ingrediente fundamental à elaboração de muitos doces. Se olharmos para a parte nutritiva, os açúcares provocam inúmeros malefícios ao organismo humano, como obesidade, estímulo à depressão, baixa resistência imunológica, além de sintomas ruins, a saber: cansaço, sonolência e queda de energia.

Na prática, o que fazer para manter-se na gerência? Segundo a analogia proposta, temos:

  • Obesidade: orgulho, prepotência.
  • Depressão: não conseguir administrar a pressão e as cobranças das atividades, sentindo-se incapaz ou perseguido, não percebendo as origens do problema.
  • Baixa resistência imunológica: é influenciável e não percebe o risco de opiniões desnecessárias, provenientes de qualquer subordinado ou desatento aos riscos da jornada, cumprindo, de forma desagradável, a função concedida. Isso provoca desconfiança e irritações à alta direção da empresa.
  • Sintomas como cansaço, sonolência e queda de energia: perda do foco, "empurrar com a barriga", sentir desgostoso por acreditar que faz sempre o melhor, segundo o próprio umbigo.

Urge manter uma dieta saudável, quanto à saúde do corpo físico. E isso requer mudança de hábito para nutrir-se de alimentos que proporcionarão bem-estar e qualidade de vida, evitando problemas e desgastes.

Quanto à vida gerencial, é saudável estruturar-se de práticas, treinamentos, humildade, percepção e o reconhecimento de que gerenciar só é possível com a gestão eficaz de pessoas que reconhecem em você um bom líder. Além disso, também é preciso conseguir digerir todas as responsabilidades que lhes são concedidas, gerando satisfação ao corpo executivo da empresa.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: açúcares e os gestores fonte de energia gerencial gestão eficiente

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração