Mais comentada

O que a crise econômica no Brasil pode nos ensinar a respeito de administrar uma empresa?

“Administrar é como jogar xadrez, onde cada jogada requer um grau de Inteligência e estratégia e cada peça no tabuleiro representa sua importância, dentro de uma organização não é muito diferente, dentro da gestão pública também não, mas então porque nos vemos numa crise tão assustadora, pensar como jogador de xadrez pode nos dar algumas dessas repostas”

O Brasil vive hoje uma das maiores crises econômicas da história, a corrupção na Petrobrás e em diversos setores e obras no país tem mostrado o tamanho do buraco gerado nas contas públicas, que não poupou ninguém, vemos o tamanho do estrago na administração, quem conhece a cidade de  Americana no interior do estado sabe que esta  foi um dos maiores produtores têxteis do estado e hoje mão consegue fornecer os serviços mais básicos, como educação e saúde, e não é só ela nessa linha acompanham muitas outras cidades.

No governo Federal vemos os cortes na saúde, na educação, nos projetos de desenvolvimento da produção nacional e logística, bem como administradores sabemos que a administrar contas públicas não é muito diferente de administrar uma empresa, temos a produção e distribuição de produtos, a administração financeira e gestão dos negócios, a fraude na Petrobrás nos mostra claramente o que uma má gestão administrativa pode gerar.

Bem o mercado está extremamente instável, as ações das empresas oscilam o tempo todo na bolsa de valores, os investidores não têm garantia sobre a segurança no retorno do seu investimento, tivemos nossa nota de bom pagador rebaixada, resumindo o mercado está um caos.

Nossas empresas têm enfrentado a crise com extrema coragem e analisando algumas delas podemos notar alguns pontos que merecem destaque, quando estamos no meio de uma crise tudo que queremos é estabilizar nossas finanças e negócios para sair dela, aí nos deparamos com a seguinte pergunta:

Mas o que fazer?

A primeira coisa é avaliar a sua situação financeira, seu poder de venda, seu produto.

Avaliar seu sistema financeiro vai te dizer o quanto você pode se sustentar diante de uma crise como essa, normalmente a primeira medida é cortes de pessoal e de produção, cortar a produção não é a melhor medida, pois se vc tem uma boa saída do seu produto, o foco é manter essa saída, se não conseguimos inicialmente ampliar nosso número de vendas, devemos manter o que temos. Nesse ínterim vem a pessoa mais importante em nossa empresa, nosso cliente afinal ele é quem compra nosso produto e se não tiver um produto de qualidade associado a um alto nível de atendimento, teremos queda em nossas vendas.

Outro passo importante a produção é movida por nossos funcionários, mandar embora é o último dos últimos recursos, porque um funcionário receoso, preocupado não vai trabalhar direito, não vai pensar direito e consequentemente não vai empregar qualidade em seu trabalho.

A empresa é movida pelo trabalho em conjunto de todos, portanto cada departamento deve trabalhar em conjunto um com o outro, cada líder tem um papel de suma importância nessa cadeia, uma vez que um grande líder é seguido com amor e com paixão porque as pessoas acreditam que ele pode fazer a diferença, portanto manter seus gestores focados no bem da empresa e zelar por seus funcionários se refletirá diretamente numa situação de crise.

Estabelecer parcerias com seus fornecedores e parceiros também é um passo importante, pois não fazemos nada sozinhos, num momento de crise devemos pensar como unidade, portanto apoiar e trabalhar de forma aberta junto aos nossos parceiros nos dará recursos para manter nossa produção.

Mostrar confiança no mercado é algo primordial, não podemos expor nossos problemas, esses devem ser enfrentados com gestão inteligente, medidas práticas.

Aumento do valor do produto não é um grande recurso , caso um aumento seja necessário é importante aplicar medidas de fidelização, promoções para alguns períodos , ou seja entender o que nosso cliente busca , o que ele precisa , o quanto ele se dispõe a pagar, nos ajuda a traçar estratégias de preços, pra isso nossa equipe de marketing tem que trabalhar em dobro, não se pode perder nada, cada mudança no mercado, deve ser recebida com uma ação de contrapartida, mostrar  confiança ao nosso cliente.

E o ponto mais importante numa gestão de crise é saber captar boas ideias, chamar a todos a pensar nas melhorias que podem ser feitas, convocar a todos os funcionários a pensar, a empreender cada vez mais, grandes ideias surgem de onde menos se espera, por isso temos que chamar a todos a participar a lutar pela empresa, valorizar seu funcionário e fazê-lo entender que é importante para empresa com certeza gerará mudanças positivas.

Numa empresa, não podemos gastar mais do que produzimos, afinal nossa rentabilidade deve ser constantemente avaliada, se vendemos muito, mas a rentabilidade não evolui significa que o dinheiro não está sendo bem aproveitado, por isso a saúde financeira de uma empresa deve estar sempre sob avaliação , desvios de valores, gastos desnecessários não podem ser tolerados, o balanço é um ponto importante , mas mais do que ter números é preciso avalia-los de forma objetiva e medidas disciplinares não podem deixar de ser aplicadas se necessário , pois isso pode gerar um custo muito alto no futuro, um mal gestor não pode permanecer no posto que tem se não dá resultados, deve ser  convocado a melhorar e se isso não ocorrer deve ser substituído , é melhor pagar mais caro por um novo profissional no comando do que manter um que só dá prejuízo, o custo gerado pelo novo profissional pode se reverter em lucro e aumento nas vendas, pois uma mente nova , focada e decidida tem maior poder de ação do que uma viciada e estagnada.

Numa situação de crise o medo é o sentimento mais vivido no mercado, mas um grande gestor não pode pensar nele, não pode toma-lo para si, pois seus subordinados o seguirão, por isso deve se manter o otimismo, a confiança e acreditar, pois, ao longo da história mundial vemos inúmeros exemplos de superação, portanto toda crise pode ser vencida, basta se ter foco e se saber aonde se quer chegar.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)