Para sair da crise, primeiro aprenda a lidar com suas finanças

A maior desculpa que ouvimos, atualmente, para qualquer situação é "o país está em crise", mas acredito que o brasileiro nunca foi preparado e educado financeiramente para se precaver de qualquer imprevisto e principalmente, de uma crise.

iStock

Ultimamente, tenho questionado muito a perspectiva do povo brasileiro sobre o país e a crise no que diz respeito aos assuntos financeiros. Se a conta está no vermelho, "o país está crise". Se não conseguiu pagar uma conta da casa, "o país está em crise". Não deu para quitar aquela parcela do carro, "o país está em crise"

Será que o brasileiro não estaria mais preparado financeiramente se soubesse lidar com o dinheiro desde criança? Pois bem, é exatamente o despreparo, falta de conhecimento e falta de interesse que vêm fazendo com que muitos tenham as suas dívidas cadas vez maiores. 

Claro que não podemos generalizar, pois há situações fora de nosso controle, mas tenho ouvido muitos dizerem "o país está em crise". Ok, então vamos organizar as suas contas?. "Ah, eu preciso, mas dá até uma preguiça só de pensar nisso" ou "Pode ser outro dia?" ou há casos ainda em que a pessoa não retorna mais as minhas mensagens. 

Fazer um esforço para organizar as suas contas, mudar alguns hábitos e sair do vermelho, não, mas continuar comprando no cartão de crédito com parcelas a perder de vista, porque a parcela cabe no mês ou porque, no fim das contas, você pode usar o limite do cheque especial que está disponível na sua conta, tudo bem?  

Enquanto o brasileiro não tomar consciência da importância da Educação Financeira nas escolas, presente na vida das crianças desde cedo e ao longo de toda a vida, não há política e/ou economia que salve as suas condições de vida, pois nada nem ninguém pode fazer pelo seu dinheiro o que você mesmo precisa fazer. 

No início, a organização, o planejamento e a mudança de hábitos são desafios para quem nunca teve a oportunidade de aprender a respeito, mas com força de vontade e aos poucos, tudo é possível ser mudado, a situação melhora e outras áreas da vida passam a levar o mesmo ritmo. 

Eu sou Coach e Orientadora Financeira, por isso quis compartilhar esta situação que tanto tenho visto e ouvido ultimamente. Nada muda, se não começar por nós

*No meu site pessoal (https://rejaneakemi.com.br/), eu compartilho conteúdos em textos e vídeos sobre diversos assuntos, inclusive Finanças, Organização e Coaching.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: comportamento crise economia educação educação financeira finanças finanças pessoais política

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração