Mais comentada

Redes sociais: falta de atribuição da autoria preocupa especialistas

Em tempos de redes sociais e compartilhamento de fotos, textos e vídeos, todo cuidado é pouco para não ferir os direitos da fonte e dos autores. De acordo com o sócio-diretor da Legallabs Consultoria Ltda, Omar Kaminski, um dos maiores equívocos na era 2.0 é a questão da citação da fonte

“O problema é que nas redes sociais há muita troca de informações, que se traduzem em trabalhos autorais de terceiros. Com isso, não apenas a atribuição de autoria acaba se perdendo, como há a maior possibilidade de atribuições errôneas, ou mesmo plágio”, reforça.

No caso de utnina2ilização de imagem, além dos direitos autorais do fotógrafo (ou até mesmo do objeto da foto) há o direito de imagem do fotografado, quando pessoa. Kaminski afirma que podem existir “riscos” para qualquer um dos envolvidos e que a publicação indevida pode ser rastreada, identificada e gerar condenações na justiça.

Para evitar tais constrangimentos, é fundamental firmar um contrato de cessão de imagem, pormenorizando e restringindo sua veiculação. No caso de crianças com menos de 18 anos, é preciso conseguir a assinatura do responsável legal.

Um erro dos autores, na era digital, é não se preocupar em relacionar seu nome à obra produzida, além de ser displicente em relação a eventuais usos comerciais do seu trabalho. “O que é certo é que os direitos autorais também abrangem direitos morais no que diz respeito a necessidade de vincular o autor à obra produzida. E às vezes o autor tem que correr atrás disso”, conclui.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: direitos autorais redes sociais