3 Técnicas infalíveis para melhorar os resultados da sua equipe

Existem 3 técnicas fundamentais para melhorar o relacionamento com a sua equipe. Não criticar, não negligenciar o sentimento de importância e despertar o desejo de fazer.

Que as pessoas são os recursos mais valiosos de uma organização isso todos já sabemos, mas a pergunta que nem sempre é respondida é: como fazer com que as pessoas desempenhem um trabalho de excelência em seu ambiente de trabalho. Temos 3 princípios fundamentais baseados nos estudos de Carnegie para alcançar este resultado.

  1. Não critique e não condene.
    Existe uma frase muito famosa que diz "Se quer tirar o mel, não chute a coméia." Você jamais conseguirá tirar proveito da força de trabalho de alguém repreendendo ou criticando. A crítica é inútil porque coloca a pessoa automaticamente na defensiva e a tendência é ela tentar justificar-se. Não queremos jusficativas, queremos resultados, certo? Nesta linha de pensamento passamos a substituir a crítica e a acusação por um bom diálogo onde nos preocupamos com os resultados insatisfatórios e passamos a ter interesse em saber o porque o colaborador tomou as decisões que o levaram ao erro. De maneira pontual, sugerimos o caminho mais assertivo e mostramos como o resultado será benéfico para ele.

  2. Não negligencie o sentimento de importância das pessoas.
    Um dos processos mais eficientes de conseguir algo é dando algo em troca. De acordo com o filósofo John Dewey o ser humano tem um desejo latente que raramente é satisfeito, ele chama este desejo de: "O desejo de ser importante". Aqui entram todos os tipos de ferramentas motivacionais, premiações, promoções e reconhecimentos que inflarão o desejo de ser importante. Existem pessoas que preferem receber um reconhecimento público do que um aumento salarial. Assim, acontece nos órgãos militares quando seus membros são condecorados, isto é uma honra para eles. Torne uma honra para seus colaboradores receberem os reconhecimentos da sua empresa.

  3. Dê o que as pessoas querem e desperto o desejo nelas.
    Alguém que deseja pescar, não colocará no anzol um pedaço de chocolate ou torta de limão. Ele utilizará aquilo que o peixe quer. Eu amo comer chocolate e torta de limão, mas aqui não diz respeito às minhas preferências e sim ao que alimenta os anseios do próximo. Mas ao contrário da pescaria, nas organizações essa relação deve ser claramente do ganha x ganha. Quando for pedir algo à alguém você não deve expor os seus motivos, você deverá dizer o quão aquilo é bom para a outra pessoa. Isto despertará o desejo dela querer fazer para se beneficiar também, isso também é muito valioso na negociação com fornecedores.
Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração