Como negociar com chineses

Para ter sucesso em negociações, é necessário estreitar alguns laços. Principalmente se o seu contato for com fornecedores chineses

Para ter sucesso em negociações, é necessário estreitar alguns laços. Principalmente se o seu contato for com fornecedores chineses. Há um hiato cultural entre os dois países, porém algumas informações são importantes. Aprender alguns costumes sobre esta tradicional cultura é essencial para um bom relacionamento.

Dizem que “uma vida é muito pouco para os ocidentais aprenderem mandarim”, então quem não tiver tempo para estudar, deve se dedicar a aprimorar os conhecimentos culturais. A arte de negociação chinesa é inspiradora e o mercado chinês vale a pena ser explorado. Aproveite as dicas a seguir:

1. O idioma usado para negociações é o inglês, porém saber algumas palavras em mandarim podem causar empatia imediata. O material de divulgação também ser traduzido para o mandarim, visto que alguns colaboradores chineses não falam inglês.

2. Respeite a civilização milenar e sua cultura de mais de 5 mil anos. As práticas, costumes e rituais desenvolvidos devem ser entendidos e estudados, bem como a economia, história e geografia do país.

3. O cumprimento tradicional chinês é o aperto de mão, mas deve ser por iniciativa do anfitrião. Abraçar ou beijar não faz parte do costume, apesar de que “o tapinha nas costas” está sendo utilizado em alguns encontros. A troca de cartões é essencial no primeiro encontro, deve ser entregue e recebido com as duas mãos seguidos de um comentário sobre a cor, logo ou nome da empresa. É importante que esteja escrito em no mínimo dois idiomas.

4. Os chineses costumam criar relações de amizade convidando para um almoço ou jantar social. Prepare-se. A mesa da refeição é continuação da mesa de negociações. A ordem de quem sentará primeiro deve ser respeitada pelo nível hierárquico, seja por idade ou cargo da empresa.

5. A paciência é um ingrediente primordial nesta relação. Tenha todos os detalhes dos produtos em mãos, se prepare para os mais diversos cenários.

6. Aprenda que os chineses não são diretos ou objetivos. Eles evitam o uso da palavra “não” e evitam contradizer as pessoas em público. Retribua para não prejudicar a harmonia do ambiente.

7. Os chineses costumam perguntar sobre o futuro parceiro de negócios de forma pessoal. Perguntam se é casado, tem filhos, onde mora e muitas vezes, o salário. É muito importante conhecer o aspecto íntimo do profissional.

8. Quanto ao vestuário deve ser adequado a uma reunião social, com as formalidades necessárias e o lado conservador em sobressalto.

9. Leve um presente para o seu parceiro de negócios. Produtos típicos do seu país fazem sucesso. Porém algumas observações devem ser consideradas: evite relógios (a palavra sonorizada é semelhante à palavra morte); objetos cortantes (podem significar um corte de relações), livros (a palavra é parecida com perder) e nada que seja usado na cabeça. Nunca use cor branca no embrulho ou nos presentes, pois esta cor é sinal de luto. Use papel de presente vermelho ou dourado.

10. Evite chegar atrasado. Os chineses são pontuais e o atraso é um insulto. Em caso de negociações, os membros mais antigos falam. O formato de negociação é feito em grupo e eles escolhem quem será o interlocutor.

Para que a negociação tenha sucesso, é importante seguir uma sequência: vender a si próprio como amigo, vender a sua empresa como referência de credibilidade e vender o seu produto e seu serviço com regularidade. Um chinês pode recomendar seu trabalho para outros chineses. Siga este passo a passo e faça com que a muralha da China não esteja tão longe.

 

 

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: china chineses negociação negócios

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração