Uber - compensa ser motorista?

Análise crítica de motoristas ativos na Uber, pertencentes ao grupo Uber Motoristas Facebook Brasil

“Compensa ser motorista?”; é uma pergunta comum na internet, feita por quem conhece um motorista que esteja disponibilizando o veículo pessoal para transportar passageiros.
Após a empresa baixar os rendimentos dos motoristas em 15%, em meados de novembro de 2015, a Uber informa que o objetivo é fidelizar o cliente final (passageiro), pois a disponibilidade dos motoristas passa a ser maior, mantendo-se os rendimentos recebidos antes da redução. Mas a estratégia da empresa é, na verdade, baixar todos os preços dos competidores, como o táxi, na maioria das cidades do mundo, em detrimento dos motoristas, com benefícios que duram pouco e com maior tempo de trabalho conectado/dirigindo. (Fontes: TechRoad e Business Insider)
Assim, gera-se para os passageiros/clientes a sensação de conforto e comodidade; contudo, aos motoristas provocam-se estresse, cansaço, danos em curto espaço de tempo em relação ao veículo - manutenção, depreciação quanto ao desgaste e refinanciamento para troca – além de aumento de despesas, zero lucro e prejuízo à saúde física do motorista.
 
Propostas realistas de quem dirige na Uber 
Ganhos semanais do motorista Uber X: variação média de R$ 1.300,00 a R$ 1.500,00, podendo, em alguns casos e de forma esporádica, chegar a R$ 1.700,00. Com a ativação de muitos parceiros novos, os ganhos semanais têm diminuído gradativamente.
 
Até 50% mais barato que um táxi.
No Brasil, um motorista UBER X, mais popular por ser até 50% mais barato que um táxi, precisa atuar, em média, 12 horas em seis dias da semana.
 Custos fixos – 12 horas e 26 dias de trabalho.
 
CUSTOS
DIA
MENSAL
ANUAL
Seguro APP (Passageiros)
 
 
R$ 84,50
Seguro anual do veículo; categoria “Táxi”/Transporte de passageiros por aplicativo
 
 
R$ 2.900,00 a R$ 3.700,00, dependendo da seguradora.
Alimentação
R$ 25,00
R$ 650,00
R$ 7.800,00
Café
R$ 10,00
R$ 260,00
R$ 3.120,00
Água para passageiros (copo, 48 unidades)
 
R$ 19,50 (x2) = R$ 39,00
R$ 468,00 
Balas
 
R$ 12,00
R$ 144,00
Pacote de dados 3G/4G
 
140,00
R$ 1.680,00
Óleo e filtros
 
R$ 320,00, a cada 45 dias
R$ 2.560,00 – 8 trocas de óleo para 10.000 quilômetros
Lavagem completa e outra, simples
R$ 35,00 (por semana)
R$ 140,00
R$ 1.680,00
Combustível
R$ 100,00
R$ 2.600,00
R$ 31.200,00
IPVA
 
 
 
DPVAT
 
 
 
Mecânico
 
 
 
Futuras batidas
 
 
 
Futuras multas
 
 
 
Saúde do motorista
 
 
 
 
 
 
 
 
Deve ser considerada a desvalorização do veículo, devido à alta quilometragem. O índice é de mais de 60%.
 
 
Poupança para a troca de veículo
 
Investimento
12 meses
24 meses
36 meses
R$ 860,00
R$ 10.320,00
R$ 20.640,00
R$ 30.960,00
R$ 1.200,00
R$ 14.400,00
R$ 28.800,00 
R$ 43.200,00
 
 
Sem reservas financeiras, a próxima troca do veículo será financiada. Não se pode esquecer que esse valor será impossível de se guardar; não há lucro.
 
 
OBSERVAÇÃO: 
O seguro contra roubo, incêndio, colisão e enchente deve ser semelhante ou categorizado igual à categoria de “Táxi”; do contrário, em caso de acionamento do seguro, não haverá cobertura por parte da seguradora. Então, cuidado ao dirigir o veículo categorizado como “Passeio”.
 
Partindo-se da tabela anterior, foram divididos todos os custos em 12 vezes. Assim:
 
CUSTOS
MENSAL
Seguro APP e Seguro do veículo
R$ 315,375
Alimentação
R$ 650,00
Café
R$ 260,00
Água para os passageiros (copo, 48 unidades)
R$ 39,00
Balas
R$ 12,00
Pacote de dados 3G/4G
R$ 140,00
Óleo e filtros
R$ 213,33
Lavagem completa e outra, simples
R$ 140,00
Combustível
R$ 2.600,00
IPVA
 
DPVAT
 
Mecânico
 
Futuras batidas
 
Futuras multas
 
Saúde do motorista
 
TOTAL
R$ 4.369,71
 
Cabe ressaltar que não constam nesse cálculo IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres), futuras batidas ou multas, custo com a saúde do motorista e a manutenção básica do veículo – a saber, pastilhas ou discos de freios, coxins, pivô suspensão, amortecedores, limpeza de radiador, carga de gás do ar-condicionado, higienização, pneus, velas, alinhamento, balanceamento, cambagem, bateria, sistema de partida eletrônica.
Muitos itens são trocados duas vezes ao ano (considerando 100.000 quilômetros), ou quatro (para os veículos compartilhados), tais como pneus, amortecedores, velas, pastilhas de freio, alinhamento, balanceamento. Teremos, assim, um valor superior a R$ 6.000,00, ao incluirmos os gastos não calculados.
A UBER Black tem custos fixos elevados, considerando os veículos de luxo. Apesar de o rendimento ser maior que a categoria UBER X, o lucro líquido assemelha-se aos dados propostos.
Muitos motoristas que ingressam na UBER não percebem que seus veículos, em até um ano, desvalorizam drasticamente pela quilometragem rodada. Por dia, em média, são rodados 220 quilômetros, em jornada de 12 horas. Caso o automóvel seja compartilhado, em 24 horas, terá rodado pelo menos 400 quilômetros. Assim, em um ano, teremos um carro com média de 100.000 quilômetros para um único motorista, e até 200.000 com o compartilhamento.
 A fim de fidelizar os motoristas, a Uber criou um programa chamado MOMENTUM PARTNERS AWARDS. Trata-se de uma estratégia de parcerias com empresas no Brasil, favorecendo manutenção do veículo, higienização e lavagem veicular, descontos na troca de unidade, dentre outros itens. Baseia-se em percentual de desconto conforme pontuação do motorista e número de viagens realizadas no mês.
A Uber não percebe que o valor líquido recebido é insuficiente para que o motorista possa viver dignamente, mesmo com o “Momentum”. Quando as manutenções tornarem-se frequentes, o valor líquido médio de uma semana de trabalho irá se tornar insuficiente. Vejamos: R$ 1.400,00 x 4 - 4.359,71 =  R$ 1240,29 (média bruta recebida multiplicada por quatro semanas, menos os gastos fixos)
Dessa forma, o motorista terá de dobrar a carga horária de trabalho. Esses valores levam em consideração um veículo totalmente sem dívida; porém, muitos motoristas tiveram de trocar seus carros quando havia regras e modelos específicos para ingressar na UBER (atualmente, não mais). Outros financiaram os veículos 100%, encurralados pela crise e pela oportunidade de trabalho escassa. Assim sendo, temos financiamentos médio de R$ 30.000,00, com juros de 1,90% mais prestações, para esse exemplo, de R$ 842,27, em 60 meses. Portanto, atinge-se o valor de R$ 1240,29 - R$ 842,27 = R$ 398,02 (Lucro líquido menos a prestação do veículo financiado). Lembramos ainda que não foi considerado, nesses cálculos, o valor de manutenção de itens básicos, já mencionados.
Portanto, os valores praticados pela UBER são insuficientes para manter a boa qualidade de serviço. Para uma melhoria, a empresa deve ter equilíbrio e praticar valores para a categoria Uber X iguais aos preços dos TÁXIS, com 10% a menos no preço final.
 Taxas UBER versus Táxi – São Paulo
 
Uber X
Preço base: R$ 2,00
+ preço minuto: R$0,26
+ preço por quilômetro: 1,40
 
Uber Black
 
Preço base: R$ 3,80
+ preço minuto: R$0,28
+ preço por quilômetro: 2,32
 
Táxi comum, bandeira 1:
 
·         Bandeirada: R$ 4,50
·         Preço por minuto (parado): R$ 0,55
·         Preço por quilômetro: R$ 2,75
Táxi comum, bandeira 2:
 
·         Bandeirada: R$ 4,50
·         Preço por minuto (parado): R$ 0,55
·         Preço por quilômetro: R$ 3,58
 
A UBER realizou parcerias com Nissan, JAC e Renault, com descontos que podem chegar a 18% na troca do veículo usado por um novo. Os taxistas têm descontos na troca ou na compra de carros novos, variando de 30% a 50%, além de isenção de IPVA e do rodízio, acesso aos corredores e a faixas exclusivas de ônibus. Taxistas proprietários de alvará não são ricos, mas vivem bem, com dignidade e sem sentirem o estresse que a Uber tem gerado aos motoristas cadastrados.
 
 Aluguel de veículos para UBER
 A Uber fez também parcerias com empresas de aluguel de automóveis, como Movida e Localiza (ver link). Um HB20, pela Movida, custa R$ 1.359,90. Porém, o valor do aluguel mostra claramente que não haverá lucro líquido para o parceiro que seja suficiente para despesas pessoais e futuras, exceto com muitas horas de trabalho e isenção de alimentação na rua, tendo que se locomover até a residência, ou preparar algo simples para se alimentar, no período do expediente.
Exemplo:
ESTATÍSTICAS UBER 2015
Veículo
HB20 1.0 de quatro portas, 2015
Cidade
São Paulo – Capital
Áreas de atuação
Moema, Paulista (Jardins, Bela Vista), Vila Madalena
Período analisado
20/02 a 20/03
DESPESAS
Custo financeiro de locadora/pagamento com cartão
R$ 40,00
Aluguel de veículo
R$ 1.390,00
Seguro
R$ 50,00
Gasolina
R$ 1.200,00
Água
R$ 60,00
Bala
R$ 30,00
Internet móvel
R$ 80,00
Limpeza/lava-rápido
R$ 100,00
TOTAL
R$ 2.950,00
ESTATÍSTICAS UBER
Dias trabalhados
22
Horas on-line
176
Valor total recebidos/a receber
R$ 3.348,00
Quantidade de viagens, no total
220
Observação 1: sem trabalhar no domingo
 
Observação 2: sem trabalhar no dia de rodízio
 
MÉDIAS
Médias de viagens por dia
10
Médias de horas trabalhadas por dia
8 horas
Valor total recebidos/a receber
R$ 15,22
A REALIZAR
Dias trabalhados
22
Quantidade de corridas a realizar por mês
526
Corridas por dia
24
Horas trabalhadas por dia
19,1
RESUMO
Receita obtida com aluguel do veículo
R$ 3.348,00
Despesas
R$ 2.950,00
LUCRO LÍQUIDO
R$ 398,00
 
 Preços dinâmicos - Como funciona o sistema?
Inúmeros passageiros solicitam veículos e, devido ao trânsito e a outras eventualidades, há poucos motoristas disponíveis para atender à demanda. Portanto, a Uber aumenta os preços para que haja equilíbrio. Muitos motoristas atuam nas áreas de preços dinâmicos quando elas surgem;  consta que o passageiro não está com preço dinâmico, ou seja, a informação é enganosa, e há muitas justificativas por parte da Uber quando ocorrem reclamações formais, mas não há repasses ou cobranças dos passageiros quando os mesmos estão nas áreas de preços dinâmicos. 
 
Oportunidades frustradas
 Há os que alugam veículo próprio, ou seja, proprietários de veículos que os disponibilizam para quem desejar ser motorista Uber. Estabelece-se um aluguel semanal que varia de R$ 400,00 a R$ 700,00, conforme o modelo do veículo. Geralmente, quem aluga herda as despesas de manutenção de forma parcial ou total.
Quem aluga veículo de terceiros corre grande risco de não conseguir fechar as contas no final do mês, exceto com 18 ou mais horas de trabalho. Na proposta inicial da Uber, no Brasil, era possível ter lucro com aluguel de veículo próprio; hoje, isso se tornou impossível.
 
   GNV
    Alguns motoristas tentam ter lucro ao instalarem o gás natural veicular (GNV), mas essa pequena margem de lucro pode durar pouco tempo.
 
Opinião dos motoristas UBER
 Muitos motoristas estão divididos quanto a investir ou não na UBER. Ter lucro líquido, variando de R$1.500,00 a R$ 2.000,00, pode parecer vantajoso em meio às crises econômica e política no Brasil, porém muitos irão se perceber as manutenções frequentes e os juros de financiamento na troca do veículo. Isso tudo não permitirá que as contas se mantenham no azul.
Pelo desespero financeiro, a UBER tem informado que os motoristas estão satisfeitos com os preços atuais praticados, porém a inocência e a falta de esclarecimentos sobre o assunto manipulam as opiniões de vários motoristas ao informarem à empresa que estão satisfeitos. Essas informações são cedidas por meio de canais de comunicação direta entre UBER e motorista, como pesquisa de satisfação. Muitos, pelo medo de perder tal oportunidade de trabalho, afirmam estar tudo bem a despeito de a realidade ser oposta.
 
UBER – sem critérios de seleção de veículo
Ao ter as atividades autorizadas na cidade de São Paulo, a UBER deixou de ter critérios mais rígidos quanto à seleção de veículos dos possíveis parceiros, motoristas. Hoje, qualquer veículo para categoria X é aceito, desde que seja de quatro portas, tenha ar- condicionado e seu ano seja de 2008 em diante.
Para agravar a situação, não há vistoria física dos veículos que circulam pela cidade a fim de certificar se o veículo possui condições ideais a transportar passageiros. Tem sido comum o reporte dos passageiros UBER aos motoristas quanto a veículos pequenos e apertados para quatro pessoas, com mau cheiro e apresentando problemas no estofamento.
Isso tudo não significa que, no início das atividades no Brasil, havia vistoria física dos veículos; mas apenas análise dos documentos enviados pela internet, por meio do portal da empresa, modelo ainda atual e operacional.
 
Sistema de avaliação 
 Os passageiros ou clientes UBER não compreendem a importância do sistema de avaliação, que é falho, pois, se o motorista receber notas abaixo de 4.6, terá sua parceria cancelada pela empresa. Em cidades com trânsito, tem sido comum a reclamação dos motoristas, avaliados de forma injusta, por seguirem rotas alternativas do Waze, ao perceberem que qualquer alternativa escolhida também ocasiona mais trânsito. No final da corrida, eles são mal avaliados, pois o cliente/passageiro acredita que o motorista deve conhecer todos os caminhos para escapar do trânsito, chegando ao destino em menor tempo possível.
Alguns motoristas já perderam a parceria com a UBER devido à falha e à falta de critérios claros e justos a todos. Se os clientes/passageiros derem, em sequencia, várias notas baixas, o motorista terá pouco tempo útil dentro da UBER. Apesar de muitos deles reclamarem na empresa, a resposta automática tem sido “ALGUMA COISA DE ERRADA FOI FEITA, PORTANTO NÃO PODEMOS REAVER SEU CASO.” Assim, alguns motoristas que largaram seus empregos para trabalharem na UBER já não fazem mais parte da parceria.
Cabe lembrarmos que o cliente/passageiro sempre avaliará da forma como quiser. Ainda que o motorista não cometa qualquer tipo de falha ou incômodo, poderá receber nota baixa, algo muito frequente. Dessa forma, os motoristas veem suas notas sendo rebaixadas, semanalmente. 
Em suma, o LUCRO é de forma injusta, baseado no sistema falho de avaliação do parceiro motorista. Há necessidade de rotatividade, menos reivindicações e novos parceiros, em detrimento do desespero de quem está sem emprego. Esse parece ser o foco da Uber. As parcerias com motoristas que não percebem os riscos fazem com que a empresa permaneça ativa, crescendo, sem fiscalização criteriosa dos governos.
 

Para leitura complementar, já traduzida da BUSINESS INSIDER, sugerimos a publicada em janeiro de 2014 - “PILOTOS Uber PROTESTA: nós estamos fazendo muito menos dinheiro do que a Uber está dizendo às pessoas”, Disponível em: <https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.businessinsider.com/uber-drivers-say-theyre-making-less-than-minimum-wage-2014-10&prev=search>. Amatéria indicada foi escrita para o público dos Estados Unidos, mas relata claramente que o salário obtido, embora alto, se for convertido para o Real, é baixíssimo para os motoristas considerando a economia local e o custo de vida do país.

 Veja também:

Este artigo foi elaborado em conjunto dos motoristas UBER ativos, com seus veículos na rua, circulando por muitas horas - UBER MOTORISTAS FACEBOOK BRASIL, concluído em 15 de março de 2016.
Avalie este artigo:
(34)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: investir uber motorista uber motorista willgo Uber uber compensa

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração