5 ações fundamentais na hora do empreendedor crescer

Pare para pensar: qual foi a última vez que você treinou a sua equipe?

Erik Penna, Administradores.com,
iStock

O empreendedor que almeja crescer e ampliar o seu negócio, sabe que precisa de colaboradores engajados, funcionários certos e nos lugares certos.

Para receber e atender bem aos clientes externos, é primordial uma atenção redobrada com os clientes internos e um cuidado especial com as cinco ações abaixo:

1) CONTRATAR

- Atitude: contrate atitude, depois você treina a habilidade. É fundamental perceber se as atitudes do funcionário convergem com os valores da empresa.

- Referências: outra dica indispensável é ligar para os empregos anteriores, principalmente para perguntar quais eram os pontos fortes e pontos fracos. Isso é essencial para saber se você suportará aquele defeito. Outro dia mesmo, um líder ligou num emprego anterior e escutou que aquele funcionário era muito engajado com as metas, mas apresentava como ponto negativo seguidos atrasos em reuniões e chegada no trabalho. Há líderes que não se incomodam com o atraso se ele atingir as metas, já para outros, o atraso é inaceitável.

- Tendência: fique atento à tendência cada vez maior de substituir os extrovertidos pelos introvertidos, afinal, o primeiro se concentra em falar bastante, já o segundo escuta mais e fala menos, mas de forma mais assertiva.

2) TREINAR

Pare para pensar. Qual foi a última vez que você treinou a sua equipe?

- Hábito: lembre-se: só se conquista a excelência com qualificação constante.

- Quem: treine os novatos e, principalmente, os veteranos. Quem acha que sabe tudo não sabe nada. Utilize o treinamento como uma ferramenta de desenvolvimento, não apenas um ato de correção.

- Como: há várias formas simples e baratas de treinar o pessoal. Pode ser em palestra, curso online, páginas de livros, trechos de filmes (chamado/cine pipoca) e até com mensagens diárias via WhatsApp.

- Clima: torne o treinamento um entretenimento, ou seja, agregue conhecimento de uma forma alegre, descontraída e interessante.

3) MONITORAR

O que não é mensurado não pode ser gerenciado. O líder precisa estabelecer metas, apoiar a equipe e cobrar resultados.

O acompanhamento da equipe pelo empreendedor é essencial para que cada colaborador possa saber claramente o que a empresa espera dele e, consequentemente, possa agigantar seu desempenho.

Reuniões participativas com foco na solução colaboram para um maior comprometimento do funcionário e, o monitoramento dos resultados, impede que qualquer uma das partes seja pega de surpresa no caso de uma má performance.

Certa vez, meu ex-chefe disse: “Erik, eu nunca mando ninguém embora, eu apenas comunico o que ele já sabe que vai acontecer”.

4) MOTIVAR

Ninguém motiva ninguém, na verdade, o que ocorre é uma automotivação, mas o líder pode sim criar um ambiente motivador para que as pessoas que atuam com ele possam se automotivar.

Há 3 grupos de pessoas e o líder deve nortear suas ações para cada perfil:

- Realização: são aqueles que se motivam com o desafio, são apaixonados por recordes e precisam de fatos novos.

- Afiliação: zelam pela harmonia. Não adianta fazer para eles, faça para as pessoas que eles gostam, colegas de trabalho ou familiares.

- Poder: buscam crescer na organização. São motivados quando reconhecidos em público e agigantam seus resultados ao serem elogiados.

5) REMUNERAR

A remuneração pode ser, fixa, varável, ou mista, ou seja, parte fica e parte é comissionada. A terceira opção costuma gerar melhores resultados, afinal, contratos baseados pela meritocracia e prêmio por desempenho, costumam impulsionar a performance do colaborador.

Não se limite a pagar uma comissão uniforme. Se possível, comece a variar os percentuais, podendo pagar uma comissão menor para os produtos e serviços de fácil comercialização ou de baixa lucratividade, e ampliando o percentual quando o item tiver uma maior rentabilidade para a empresa.

Seguindo esses 5 passos, a chance de compor uma equipe de sucesso é bem maior para poder delegar, dar autonomia para eles decidirem, afinal, quem pretende crescer sabe que precisa de gente boa para poder delegar. Reter talentos e empoderar a equipe será primordial para quem deseja crescer profissionalmente e alavancar o seu negócio.

Erik Penna - Palestrante motivacional, especialista em vendas com qualificação internacional, consultor e autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10”, “21 soluções para potencializar seu negócio”, “Atendimento Mágico - Como Encantar e Surpreender Clientes” e "O Dom de Motivar na Arte de Educar". Saiba mais sobre motivação e vendas em: www.erikpenna.com.br




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração