5 dicas para as empresas realizarem processos seletivos mais assertivos

É essencial saber quem é a "Persona" referente ao candidato

Redação, Administradores.com,
iStock

A consultoria Eureca! especializada em conectar a energia jovem com o mundo do trabalho, preparou cinco dicas certeiras que auxiliam as empresas a realizarem um processo seletivo preciso, efetivo e, além de tudo, proporciona uma experiência única e divertida para os jovens participantes. Confira:

1 - Recrutamento em equipe

É muito importante que o processo seletivo seja construído a três mãos: a do jovem, a do gestor e a da área e RH, pois com a presença do gestor e do RH, o candidato tem mais detalhes e entendimento da vaga.

2 - Saber quem procuram

A empresa precisa entender quem é a Persona referente ao candidato, desta forma ter maior compreensão do perfil do jovem que está buscando suas competências, características e diferenciais. Isso facilita, principalmente, a comunicação entre a empresa e o grupo de talentos.

3 - Encantar os atuais estagiários

É normal que empresas com vagas em aberto se preocupem mais em passar uma boa impressão para os novos jovens e esqueçam de encantar seus atuais jovens talentos. É importante ter um canal de confiança com os jovens e ouvir genuinamente suas demandas. Até porque, são os atuais estagiários que poderão ser uma âncora para falar bem do programa de estágio e engajar os próximos.

4 - Construir a marca empregadora no longo prazo

A maioria das marcas não tem um relacionamento sólido com jovens talentos e, em momentos de recrutamento, não são vistas como uma empresa que chama a atenção desses possíveis candidatos. O ideal é ir construindo o relacionamento com os jovens proporcionando experiências transformadoras e diferenciadas.

5 - Invista em um desafio presencial mais humano

Os jovens não mostrarão o melhor de si se estiverem nervosos. Por isso, deve-se desenhar o programa lembrando que os jovens são estagiários e para que eles mostrem sua melhor versão, é preciso focar em desafios mãos na massa e atividades extras e, que no final eles levem algum aprendizado de toda essa jornada. Além de tudo, o presencial é um momento para a empresa encantar mesmo aqueles que não serão contratados, sempre importante pensar no futuro.

“As experiências diferenciadas procuram mostrar o autoconhecimento e bons subsídios para uma tomada de decisão consciente de carreira e isso torna os jovens mais felizes. E também, as organizações mais satisfeitas com a força de trabalho conseguem escolher melhor participantes comprometidos com o seu propósito, negócios e desafios”, explica Dario Neto, CEO da Eureca!




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração