Mais comentada

Bons administradores cultivam bons hábitos

Segundo um estado da prestigiada Kellogg School of Management, muitos empregadores estão usando os hobbies e interesses de um candidato como um indicador-chave de adequação à cultura e aos valores da empresa.

istock

Vamos combinar: por mais sedentos por trabalho que sejamos, nós administradores precisamos cultivar bons hábitos para equilibrar o nosso corpo e a nossa mente. Embora administrar uma empresa exija que se passe excessivas horas no escritório, sacrificando inclusive finais de semana e feriados, saiba que mesmo os executivos mais ocupados do planeta reservam um tempo para atividades que não envolvam seu trabalho. O que muitos não percebem, entretanto, é que certos hobbies podem influenciar de maneira decisiva em suas carreiras.

Segundo um estado da prestigiada Kellogg School of Management, muitos empregadores estão usando os hobbies e interesses de um candidato como um indicador-chave de adequação à cultura e aos valores da empresa. De fato, muitos desses empregadores indicaram que os hobbies e interesses do candidato eram tão importantes, se não mais, do que suas qualificações e experiência. Aqui vão alguns bons hábitos que trarão muitos benefícios aos administradores.

Esporte de resistência

Esportes como corrida, ciclismo e natação exigem que seu praticante tenha tenacidade, perseverança e motivação. Essas três qualidades, adaptadas à vida profissional, são fundamentais para os profissionais que trabalham com vendas ou desenvolvimento de negócios. Além de tudo, a prática de esporte gera uma mudança imediata no bem-estar da pessoa, influenciando positivamente o estado mental e psicológico.

Atividades de alto risco

Atividades como montanhismo, corridas de mountain bike e sky diving desenvolvem a vontade constante em superar os limites e ensinam muito sobre como correr riscos de forma bem calculada. Essas qualidades são fundamentais para administradores que se encontram em papéis de liderança de pensamento ou em funções de liderança de produto e/ou departamento. A carga de adrenalina liberada durante a prática dessas atividades também pode servir como um motor para o entusiasmo do profissional.

Interesses criativos

Hobbies como cozinhar, pintar e fotografar são atividades artísticas que nos auxiliam a desenvolver uma mente cada vez mais criativa. Já falamos por aqui sobre como esses hobbies ajudam a destravar a criatividade e nos tornar mais inovadores. Tais atividades são muito recomendadas para os administradores que trabalham em setores dinâmicos e indústrias, executando funções de marketing, relações-públicas e design.

Esportes coletivos

Esportes coletivos como futebol, vôlei e basquete atuam com extrema eficácia na nossa capacidade de trabalhar junto a diversos atores em busca de um objetivo comum. Respeito ao próximo e trabalho em equipe são os benefícios principais. Embora essa seja uma qualidade desejável na maioria dos setores, pode ser especialmente útil em ambientes baseados em equipe.

Esportes mentais

Um interesse em esportes mentais como xadrez, gamão ou poker instigam seu praticante a pensar de forma estratégica. A cada dia, várias decisões difíceis serão postas na mesa. O poker, por exemplo, um dos hobbies cada vez mais difundidos entre administradores, pode nos ensinar muito a como lidar com esses riscos. O esporte requer habilidades como força psicológica, raciocínio lógico e coragem, qualidades essenciais a um administrador de sucesso. Esse tipo de força é desejável para posições em que a formulação de estratégias seja central para o trabalho, como um papel baseado em planejamento.

Escrita

Escrever talvez seja o hobby mais fácil de ser praticado. Seja através da poesia, de contos ou até mesmo publicando suas produções num blog pessoal, a atividade estimula a criatividade e a capacidade de comunicação. Expor suas ideias num papel de forma clara pode ser extremamente útil na rotina de um administrador.

Um diferencial fundamental para os profissionais que lidam com cargos editoriais, relações-públicas com ênfase em comunicações ou mídia social.Leitura, museus, teatro

O interesse em atividades baseadas em aprendizado alimentam a nossa fome de conhecimento, uma habilidade que inevitavelmente nos faz crescer. O contato com a literatura, e não apenas a empresarial, é importantíssima para o administrador aumentar o seu repertório de ideias e referências. O mesmo se dá com visitas a museus, espetáculos teatrais e demais atividades culturais. Para o administrador que trabalha em posições de pesquisa intensiva, não há nada melhor.

Envolvimento em grupos comunitários

Dedicar o tempo livre a atividades comunitárias exercita a nossa vontade de colaborar com os outros. Às vezes, tudo o que um administrador precisa é se colocar no lugar do próximo para ajustar suas percepções e expandir sua visão empresarial. Isso é um grande diferencial para quem quer ser visto como apto a assumir papéis gerenciais.

É importante, entretanto, notar que se um hobby o torna infeliz, você provavelmente não deve fazê-lo. Tudo o que fazemos fora do trabalho precisa, obrigatoriamente, nos dar prazer e uma sensação de bem-estar. Afinal, são os bons hábitos que fazem os bons administradores.